Vivo oferece 300 vagas exclusivas para profissionais com deficiência


A Vivo, empresa de telefonia, abriu mais de 300 vagas de emprego exclusivas para pessoas com deficiência. As oportunidades são para diversas áreas, como engenharia, serviço ao cliente e tecnologia da informação. O processo seletivo inclui eventos online e presenciais para atrair os candidatos e tirar dúvidas sobre o processo.

No dia 16 de novembro, a empresa vai realizar uma feira virtual para auxiliar os profissionais interessados nas vagas. A inscrição deve ser realizar por este link.

Os inscritos no processo seletivo terá “recruiting days” (do inglês, dias de recrutamento), que ocorrem do dia 15 a 19 de novembro. Quem passar na triagem inicial e for convidado para um desses dias receberá o feedback sobre a vaga em poucas horas.

As oportunidades estão distribuídas por mais de 175 cidades e são para diversos níveis de formação, do ensino médio ao superior completo. Como pré-requisito é será necessário apresentar o laudo médico.

Confira todas as vagas disponíveis neste link.

Candeias, Dias D’Ávila e Lauro de Freitas terão novas escolas estaduais de Tempo Integral


O Governo da Bahia irá construir mais seis escolas de Tempo Integral em Salvador, Candeias, Dias D’Ávila e Lauro de Freitas, no valor de R$ 123.130.357,21 milhões, de acordo com a Secretaria da Educação do Estado (SEC). O resumo do contrato das obras  foi divulgado no sábado (30), no Diário Oficial do Estado (DOE), bem como o resultado da licitação para a prestação de serviços sob demanda de manutenção predial preventiva e corretiva em escolares da rede estadual de ensino, no valor de R$15.400.000 milhões. No total, os investimentos somam R$ 138.530.357,21 milhões.

Também foi publicado, no DOE, o aviso de licitação para a contratação de empresa especializada para a execução da obra de ampliação com modernização da infraestrutura nas unidades escolares localizadas nos municípios de Biritinga, Santa Brígida e Itapicuru.

A SEC informa que, ao todo, mais de R$ 2 bilhões estão sendo investidos pelo Estado na requalificação da rede física escolar e envolve a instalação de novos equipamentos, como laboratórios, bibliotecas, quadras de esportes cobertas e campo society, além da construção de novas escolas e dos Complexos Poliesportivos Educacionais, visando fortalecer as aprendizagens no contexto da Educação em Tempo Integral.

A construção de escolas de Educação em Tempo Integral também faz parte da política de expansão da oferta desta modalidade na rede estadual de ensino, por meio do Programa Baiano de Educação Integral Anísio Teixeira. “A iniciativa tem o objetivo de elevar os níveis de aprendizagem, através da ampliação da jornada escolar dos estudante; e fortalecer o desenvolvimento humano e social dos estudantes, por meio de ações que propiciem a diversificação do universo de experiências educativas articuladas com as áreas do conhecimento; além de contribuir para a melhoria dos indicadores de qualidade das unidades escolares com tempo estendido”, informa a Secretaria da Educação.

A tarde

Bahia mantém estável número de casos ativos da Covid-19; estado registra 6 óbitos em 24h


A Bahia manteve o número de novos casos da Covid-19 em 24h de forma estável. Segundo boletim epidemiológico da secretaria de saúde da Bahia, foram registrados 627 registros da infecção em 24h, neste sábado (30). Entre os óbitos, desde o último boletim, a Sesab registrou novas seis mortes.

Desde o início da pandemia, 1.216.152 já são considerados recuperados, 2.836 encontram-se ativos e 27.076 tiveram óbito confirmado. Com relação a leitos, os de UTI na Bahia apresenta ocupação de 36%, e de enfermaria segue com ocupação de 18%.

Sesab confirma 18 casos de doença que deixa ‘urina preta’ na Bahia este ano


Dezoito casos da doença de Haff, também conhecida como “doença da urina preta”, foram registrados até esta terça-feira (26), na Bahia, segundo informações da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Os dados são contabilizados desde início deste ano.

Conforme a Sesab, as notificações foram feitas nos municípios de Alagoinhas (5), Salvador (13), Maraú (1), Mata de São João (1), Simões Filho (1) e São Francisco do Conde (1).

A doença de Haff se caracteriza por ocorrência de extrema dor e rigidez muscular, dor torácica, além de falta de ar, dormência e perda de força em todo o corpo, podendo causar falência renal. Pessoas com a doença apresentam urina na cor de café, causada pela elevação da enzima CPK, associada à ingestão de pescados.

De acordo com a Sesab, os 18 casos confirmados entre janeiro e outubro deste ano, são de pacientes de 20 a 79 anos. A faixa etária com mais número de casos é de 35 a 49 anos com sete registros (38,9%), seguida da faixa etária de 20 a 34 anos, com cinco casos (27,8%), e de 50 a 64 anos (22,2%). Entre os casos confirmados 66,7% foram do sexo masculino.

Entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017 foram notificados 71 casos de doença de Haff nos municípios de Salvador, Vera Cruz, Dias D’Ávila, Camaçari, Feira de Santana e Alcobaça. Foram registrados dois óbitos, sendo um de residente de Salvador e outro residente de Vera Cruz, ambos com comorbidades.

Já em 2018 e 2019, conforme o órgão de saúde, não houve notificações da doença relatados pelas instituições de saúde.

No ano de 2020, a partir do mês de agosto surgiram casos da doença de Haff nos municípios de Salvador, Feira de Santana, Camaçari, Entre Rios, Dias D’Ávila e Candiba, totalizando 45 casos notificados. Destes, 40 foram confirmados e cinco foram descartados, sem registro de óbitos.

A Sesab recomenda que ao sentir dores musculares e apresentar urina escura após o consumo de peixes ou crustáceos, as pessoas procurem imediatamente uma unidade de saúde.

Tratamento

 

A doença não possui tratamento específico. Na ocorrência de casos suspeitos, recomenda-se buscar atendimento imediato, exame para dosagem de creatinofosfoquinase (CPK) ou TGO para observação do aumento das enzimas musculares.

Além disso, é necessário observar a cor da urina (escura) como sinal de alerta e o desenvolvimento de rabdomiólise, pois neste caso, o paciente deve ser rapidamente hidratado durante 48 ou 72 horas. Não é indicado o uso de antiinflamatórios.

Medidas de controle

 

  • Evite comer pescados crus; Não consumir pescados ou crustáceos cuja origem, transporte ou armazenamento sejam desconhecidos. O ideal é comprar esses produtos em locais cuja a procedência ofereça segurança.
  • Recomenda-se exame para dosagem de creatinofosfoquinase (CPK) e TGO para observação da alteração dos valores normais nos exames;
  • Observar a cor da urina (escura) como sinal de alerta e o desenvolvimento de rabdomiólise, pois, nestes casos, o paciente deve ser rapidamente hidratado durante 48 ou 72 horas;
  • Não é indicado uso de antiinflamatórios;
  • Orientar a população a buscar uma unidade de saúde no caso de aparecimento dos sintomas;
  • Identificar outros indivíduos que possam ter consumido do mesmo peixe ou crustáceo para captação de possíveis novos casos da doença;
  • Recomenda-se coleta de amostras de alimentos para o setor de microbiologia de alimentos.

 

Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.

Preços de gasolina e diesel aumentam nesta terça nas refinarias


Chuva segue em Salvador neste sábado e deve continuar no domingo


Nasa vai lançar espaçonave para se chocar intencionalmente com lua de asteroide


Uma espaçonave que vai se chocar deliberadamente com um asteroide está se preparando para o lançamento.

A missão Dart, ou Teste de Redirecionamento de Asteroide Duplo [em português], da Nasa, vai decolar às 2h20 [horário de Brasília] em 24 de novembro a bordo de um foguete Falcon 9 da SpaceX da Base da Força Espacial de Vandenberg na Califórnia (EUA).

A Nasa testará nova tecnologia em setembro de 2022 para ver como consegue impactar o movimento de um asteroide próximo à Terra.

O alvo é Dimorphos, uma pequena lua orbitando o asteroide Didymos próximo à Terra. Esta será a primeira demonstração em grande escala desse tipo de tecnologia pela agência em nome da defesa planetária.

Os objetos próximos à Terra são asteroides e cometas cujas órbitas os colocam a 50 milhões de quilômetros da Terra. Detectar a ameaça desses objetos que podem causar danos graves é o foco principal da Nasa e de outras organizações espaciais ao redor do mundo.

Didymos e Dimorphos

Duas décadas atrás, descobriu-se um sistema composto por um asteroide próximo à Terra com uma lua orbitando-o, apelidado de Didymos. Em grego, Didymos significa “gêmeo”, usado para descrever o asteroide maior, que tem quase um quilômetro de diâmetro, e é orbitado por uma lua menor com 160m de diâmetro. Na época, a lua era conhecida como Didymos b.

Kleomenis Tsiganis, cientista planetário da Universidade Aristóteles de Thessaloniki e membro da equipe do Dart, sugeriu que a lua se chamasse Dimorphos.

“Dimorphos, que significa ‘duas formas’, reflete o status deste objeto como o primeiro corpo celeste a ter a forma de sua órbita significativamente alterada pela humanidade – neste caso, pelo impacto do Dart”, disse Tsiganis. “Como tal, será o primeiro objeto a ser conhecido pelos humanos por duas formas muito diferentes, uma vista pelo Dartantes do impacto e a outra vista por Hera, da Agência Espacial Europeia, anos depois”.

Em setembro de 2022, Didymos e Dimorphos estarão relativamente perto da Terra, a cerca de 11 milhões de quilômetros de nosso planeta. É o momento perfeito para a missão ocorrer.

O Dart colidirá deliberadamente com Dimorphos para alterar o movimento do asteroide no espaço, de acordo com a Nasa . Esta colisão será registrada pelo LiciaCube, um satélite em forma de cubo fornecido pela Agência Espacial Italiana. O cubo viajará no Darte, em seguida, será lançado no espaço antes do impacto para que possa registrar o que acontece.

DART NASA
Trajeto de impacto da DART / NASA

“Os astrônomos serão capazes de comparar as observações de telescópios baseados na Terra antes e depois do impacto do Dart para determinar o quanto o período orbital de Dimorfos mudou”, disse Tom Statler, cientista do programa Dart na sede da Nasa, em um comunicado. “Essa é a medição chave que nos dirá como o asteroide respondeu ao nosso esforço”.

Alguns anos após o impacto, a missão Hera da Agência Espacial Europeia conduzirá uma investigação de acompanhamento de Didymos e Dimorphos.

Enquanto a Dart foi desenvolvida para o Escritório de Coordenação de Defesa Planetária da NASA e gerenciada pelo Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, a equipe da missão trabalhará com a missão Hera sob uma colaboração internacional conhecida como Avaliação de Impacto e Deflexão de Asteroides, ou Aida.

“O Dart é uma primeira etapa nos métodos de teste para a deflexão de asteroides perigosos”, disse Andrea Riley, executiva do programa Dart, em um comunicado. “Asteroides potencialmente perigosos são uma preocupação global e estamos animados em trabalhar com nossos colegas italianos e europeus para coletar os dados mais precisos possíveis a partir desta demonstração”.

Uma missão de estreias

Dimorphos foi escolhido para esta missão porque seu tamanho é relativo aos asteroides que podem representar uma ameaça para a Terra.

O Dart colidirá com Dimorphos movendo-se a cerca de 24 mil quilômetros por hora. Uma câmera, chamada Draco, e um software de navegação autônomo ajudarão a espaçonave a detectar e colidir com Dimorfos.

Missão DART NASA
Missão DART / NASA

Este impacto rápido só mudará a velocidade de Dimorphos enquanto orbita Didymos em 1%, o que não parece muito – mas mudará o período orbital da lua em vários minutos. Essa mudança pode ser observada e medida a partir de telescópios terrestres na Terra. Também será a primeira vez que humanos alteram a dinâmica de um corpo do sistema solar de forma mensurável, de acordo com a Agência Espacial Europeia.

Três anos após o impacto, Hera chegará para estudar Dimorphos em detalhes, medindo as propriedades físicas da lua, estudando o impacto do Dart e estudando sua órbita.

Pode parecer uma longa espera entre o impacto e o acompanhamento, mas é baseado em lições aprendidas no passado.

Em julho de 2005, a espaçonave Deep Impact da Nasa lançou um projétil de cobre de 370 quilos em um cometa, o Tempel 1. Mas a espaçonave não foi capaz de ver o resultado porque o impacto liberou toneladas de poeira e gelo. No entanto, a missão Stardust da Nasa em 2011 foi capaz de caracterizar o impacto – uma cratera de 150 metros.

Juntos, os dados valiosos coletados pelo Dart e pela Hera contribuirão para as estratégias de defesa planetária, especialmente entendendo que tipo de força é necessária para mudar a órbita de um asteroide próximo à Terra que pode colidir com nosso planeta.

CNN

Corte de energia por falta de pagamento é autorizado a partir desta sexta


O corte de energia por falta de pagamento voltará a ser permitido em todo o Brasil a partir desta sexta-feira, 1º. A suspensão do serviço por inadimplência para os beneficiários da tarifa social foi proibido em abril pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em razão da crise provocada pela pandemia do coronavírus.

Foi suspenso o corte de energia de consumidores de baixa renda, ou seja, aquelas com renda menor ou igual a meio salário mínimo ou inscritos no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos e que tenham na residência algum portador de doença crônica cujo tratamento necessite do uso contínuo de equipamentos vitais que dependam de energia elétrica.

Também são contemplados pela tarifa social os beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC), idosos ou pessoas com deficiência que tenham renda familiar de até um quarto do salário mínimo por pessoa.

No entanto, antes de suspender o fornecimento de energia, a distribuidora deve obrigatoriamente encaminhar uma notificação ao consumidor com antecedência mínima de 15 dias, segundo resolução da Aneel.

Câmara aprova auxílio Gás Social para famílias de baixa renda


A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 29, a proposta que cria o auxílio Gás Social a fim de subsidiar o preço do gás de cozinha para famílias de baixa renda. A matéria segue para análise do Senado.

O texto estabelece que o Ministério da Cidadania terá 60 dias para regulamentar os critérios para definir as famílias a serem contempladas, a periodicidade do benefício, a operacionalização do benefício e a forma de pagamento, cujas parcelas não podem passar de 60 dias de intervalo. Pelo texto, o Poder Executivo será autorizado a pagar o auxílio diretamente às famílias beneficiadas na modalidade de transferência de renda.

A matéria assegura um benefício mensal às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo ou que tenham entre os seus integrantes pessoa que receba benefício de prestação continuada (BPC). Os créditos poderão ser concedidos por meio de cartão eletrônico ou outro meio previsto na regulamentação.

Segundo o projeto, a primeira fonte de recursos para assegurar a medida é a parcela dos royalties e de participação especial, decorrentes da exploração de petróleo e gás natural que cabe à União. De acordo com o relator, deputado Christiano Aureo (PP-RJ), o preço do gás tem sido impactado, entre outros fatores, pela desvalorização do real frente ao dólar.

“O GLP, impactado pela formação de preços vinculada ao barril de petróleo, ao brent, à variação do câmbio, atinge, em algumas praças o valor de até R$ 120, que é um valor insuportável para as famílias de um modo geral, mais especificamente para as famílias que compõem o CadÚnico e ainda mais especificamente para um corte de famílias na extrema pobreza”, argumentou.

Desastres

O parlamentar destacou ainda que tem sido noticiado frequentemente casos de tragédias com pessoas que utilizam meios como álcool e carvão em substituição ao gás para preparar refeições. Levantamento realizado pela a Agência Nacional de Petróleo (ANP) apontou que o preço médio do gás de cozinha, na terceira semana de setembro, era de R$ 98,70.

“O noticiário tem trazido toda semana desastres acontecidos no interior dos lares em função da utilização de meios para cozinhar que não são adequados nem seguros, como álcool, carvão e lenha, na maioria das comunidades e na zona rural”, disse o deputado Christiano Aureo.

Bahia está em alerta pela variante Delta e nova onda de Covid-19 não é descartada


Sinal de atenção em todo o mundo, a variante Delta já dá sinais de crescimento na Bahia, que agora contabiliza 14 casos e  dois óbitos decorrentes da nova cepa da Covid-19, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde nesta quarta-feira, 22.

A variante, que é mais transmissível que a P.1, Gama, deixa a Bahia em estado de alerta e a secretária interina da Saúde, Tereza Paim, reforça a necessidade de manter os cuidados contra o vírus.

“É um estado de alerta, por isso nós estamos alertando a população. Nós não deixamos de ter o vírus presentes, ele está presente, mas lembrar que 80% da população da Bahia, do que a gente pesquisa em termos de sequenciamento ainda é aquela P.1, a Gamma”, afirma.

“A cepa Delta não é a predominante, mas ela está aí e se espalha muito rápido por isso que a barreira física, máscara, distanciamento, ainda é prioritária”, conta Paim.

Ela afirma ainda que o estado está preparado para uma possível nova onda da Covid-19, mesmo após o governo ter desmobilizado hospitais de campanha equipados nas fases críticas da pandemia.

“Estamos, sim, preparados, se uma nova onda vier, todos os leitos, aqueles 1.700 que nós estamos reconvocando para não Covid, virarem novamente atenção a Covid”.

No Papo Correria desta terça-feira, 21, o governador Rui Costa (PT) admitiu preocupação com a estabilização dos casos do novo coronavírus no estado, e que os índices mostram que as pessoas voltaram a se contaminar “com força”.

Depois de alcançar a marca de menos de 300 novos casos em 24h, a Bahia voltou a registrar mais de 1 mil contaminados neste mesmo período. De acordo com boletim divulgado pela Sesab nesta quarta-feira, 22, o estado somou 1057 casos de Covid-19 e 7 óbitos.

“Significa que a doença parou de cair, que o vírus voltou a contaminar com força as pessoas. Isso nos preocupa. Fica aquela sensação de liberou geral, tá todo mundo livre da doença. Isso não é verdade. Infelizmente, está longe de ser verdade”, disse Rui.

Vale ressaltar que estes foram os casos da Delta identificados até o momento, mas podem existir outros, já que o governo da Bahia não faz um mapeamento e acompanhamento de todos os contaminados.

A assessoria da Sesab explicou que a escolha das amostras que serão verificadas o sequenciamento genético para detectar qual variação do vírus se trata é feita com base na “representatividade” das diferentes regiões do estado e em casos específicos de contaminação, como de reinfectados e os que “evoluíram para óbito”.

“A escolha das amostras para o sequenciamento é baseada na representatividade de todas as regiões geográficas do estado da Bahia, casos suspeitos de reinfecção, amostras de indivíduos que evoluíram para óbito, contatos de indivíduos portadores de variantes de atenção (VOC) e indivíduos que viajaram para área de circulação das novas variantes com sintomas clínicos característicos”, respondeu a assessoria da Sesab ao grupo A TARDE.

Por ora, não há nenhuma estratégia diferente adotada para conter a progressão da variante Delta no estado, além do próprio “avanço da vacinação”, que até o momento é a única forma de frear a pandemia.

A Sesab informou ainda que não há previsão de que a variante passe a ser predominante na Bahia, como acontece em diferentes países do mundo, de acordo com o último relatório semanal da Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, 74,5% dos genomas sequenciados em agosto eram da variante Delta do novo coronavírus.

Existe o temor de um recrudescimento da pandemia em todo o mundo, já que a variante Delta ser a mais transmissível entre outras cepas como Alfa, Beta e Gama, assim como tem maior poder de reduzir a resposta imunológica à vacina com o decorrer do tempo.

Luiz Felipe Fernandez