Bairros de Simões Filho passam por mutirão de limpeza urbana e manutenção na iluminação pública


Dando continuidade às atividades de limpeza urbana e manutenção da iluminação pública, a Prefeito de Simões Filho segue intensificando os trabalhos em diversos pontos da cidade. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) e visa contribuir para a manutenção das vias públicas e bem-estar da população.

Diariamente cerca de 240 profissionais promovem iniciativas que contribuem para o bem-estar da população. Nesta semana, as atividades do mutirão estiveram no CIA 1, Centro, Pitanguinha, Goes Calmon, Paulo Souto, Eucalipto, Ponto Parada, dentre outros.

Entre as atividades realizadas estão os serviços de capinagem, roçagem, retirada de entulhos, coleta do lixo, poda, manutenção da iluminação pública com a substituição de braçadeiras e lâmpadas queimadas.

As atividades são planejadas pela Sesp e contribuem diretamente para a qualidade de vida dos simõesfilhenses, além de reforçar a manutenção das vias e espaços públicos.

Pediatra é assassinado dentro de consultório no oeste da Bahia; criança teria presenciado crime


Um médico pediatra foi assassinado na manhã desta quinta-feira (23), enquanto realizava atendimentos em sua clínica no município de Barra, no oeste da Bahia.

Em vídeo da câmera de segurança da clínica, é possível ver um homem com capacete entrando no estabelecimento e indo direto para a sala de atendimento. Pouco tempo depois, as pessoas na sala de espera se assustam e correm. Ainda após um momento, uma mulher sai da sala carregando uma criança.

De acordo com informações do G1, a vítima foi identificada como Júlio César de Queiroz Teixeira, 44 anos. O médico também prestava serviços como clínico geral.

Segundo a polícia, um paciente havia saído do consultório quando o suspeito entrou e disparou várias vezes contra o médico. Um dos tiros atingiu a cabeça de Júlio César.

Por: Geovana Oliveira Metro 1

 

Dois PMs são baleados na tarde desta quarta na Bahia


Dois policiais militares baianos foram baleados na tarde desta quarta-feira (22). O sargento Ivan Leite lotado na 11ª CIPM (Barra/Graça) levou um tiro na clavícula, enquanto passava pela localidade conhecida como Planeta dos Macacos, no bairro de São Cristóvão, em Salvador.

De acordo com informações da PM, para tentar fugir de um engarrafamento, o militar entrou em uma das ruas da localidade quando foi surpreendido por homens armados, que atiraram em seu carro.

O sargento foi socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Cristóvão, e depois levado para o Hospital Municipal de Salvador, no bairro da Boca da Mata. Ele passa bem. Leite foi candidato a deputado estadual pelo PSL nas eleições de 2018, e teve mais de 15,6 mil votos.

Também na tarde de ontem, um agente da Rondesp-RMS foi baleado na perna, durante uma operação, na localidade conhecida como Coração de Maria, na cidade de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador.

Segundo a PM, o militar foi socorrido e levado para o Hospital Aeroporto, onde recebeu atendimento médico e passa bem.

Bahia Noticias

Lula lidera corrida presidencial com 20 pontos de vantagem para Bolsonaro, diz Ipec


Mais uma pesquisa coloca o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na frente do presidente Jair Bolsonaro na disputa das eleições presidenciais de 2022. O levantamento do Ipec divulgado na quarta-feira, 22, pelo Jornal Nacional, da TV Globo, mostra o petista com mais de 20 pontos de vantagem no primeiro turno em dois cenários distintos. O instituto também mediu a avaliação do governo Bolsonaro (veja os cenários abaixo).

No primeiro cenário, em que foram considerados apenas cinco candidatos, Lula aparece com 48% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro tem 23%. Considerando a margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, o petista poderia chegar a 50%, no limite para ser eleito em primeiro turno. Já Bolsonaro ficaria com, no máximo, 25% pela margem de erro.

A pesquisa se manteve na margem em relação ao levantamento do mesmo instituto realizado em junho deste ano. Na ocasião, Lula tinha 49% das intenções de voto no primeiro turno, contra 23% de Bolsonaro.

No segundo cenário, com diversos nomes apontados como presidenciáveis, Lula soma 45% das intenções de voto no primeiro turno. Bolsonaro segue na margem de erro, com 22%. Neste cenário foram apresentados nomes como Sérgio Moro, Datena, Rodrigo Pacheco, entre outros.

O Ipec também perguntou aos entrevistados como eles avaliam o governo Bolsonaro. Mantendo a queda de popularidade, 53% responderam “ruim ou péssimo. Outros 22% disseram que o governo é “ótimo ou bom” e 23% consideraram a gestão regular.

O instituto ouviu 2.002 pessoas de 141 municípios. O levantamento foi feito entre os dias 16 e 20 de setembro, e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Cenário 1

Lula (PT): 48%
Jair Bolsonaro (sem partido): 23%
Ciro Gomes (PDT): 8%
João Doria (PSDB): 3%
Luiz Henrique Mandetta (DEM): 3%
Brancos e nulos: 10%
Não souberam ou preferiram não responder: 4%
Cenário 2
Lula (PT): 45%
Jair Bolsonaro (sem partido): 22%
Ciro Gomes (PDT): 6%
Sergio Moro: 5%
José Luiz Datena (PSL): 3%
João Doria (PSDB): 2%
Luiz Henrique Mandetta (DEM): 1%
Rodrigo Pacheco (DEM): 1%
Alessandro Vieira (Cidadania): 0%
Simone Tebet (MDB): 0%
Brancos e nulos: 9%
Não souberam ou preferiram não responder: 5%.

Simões Filho: Prefeitura disponibiliza telefone do Meio Ambiente para possíveis ocorrências ambientais


A Prefeitura de Simões Filho, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), disponibiliza para a população o número 71 3298 0246, canal direto de contato com o órgão. Os atendimentos acontecem de segunda a quinta-feira, das 08h às 17h, e as sextas, das 08h às 13h, visando à garantia da segurança e do bem-estar dos simõesfilhenses.

Pelo contato, é possível acionar a Semmas para ocorrências relacionadas ao meio ambiente, como denúncias, crimes ambientais, resgate de animais silvestres, esclarecer dúvidas e promover a manutenção do diálogo com o Poder Público.

A equipe da Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade é composta por profissionais de diversas áreas, como médico veterinário, engenheiro ambiental e sanitarista, arquiteto urbanístico e advogado.

São atribuições da Semmas licenciar, monitorar e fiscalizar condutas, processos e obras que causem ou que possam degradar a qualidade ambiental; estimular e realizar o desenvolvimento de ações de promoção ao caráter educativo, objetivando a produção de conhecimento e a difusão de uma consciência de preservação ambiental; conceder licenciamento ambiental para atividades; dentre outros.

Aleixo Belov lança livro nesta quinta no Yacht Clube


Baseado em escritos de diários antigos sobre suas navegações como tripulante, o velejador e engenheiro civil Aleixo Belov, 78, lança nesta quinta-feira, 23, o livro Minhas viagens com outros comandantes. Com sessão de autógrafos de acordo com as medidas de segurança contra a Covid-19, o evento começará a partir das 18h no salão de festas do Yacht Clube da Bahia, aberto para todos os públicos.

A obra é a nona da lista de Belov, que acredita ser um ato de egoísmo conhecer tantas histórias pelo mundo e não compartilhar.

“Eu navego para mim e escrevo para os outros. Navegar e escrever estão de mãos dadas, é impossível separar, porque é como jogar fora uma série de conhecimentos que você adquire na viagem e esconde das outras pessoas, não existe isso”, afirma Aleixo.

Em Minhas viagens com outros comandantes, o velejador traz as histórias e ideias encontradas em diários que havia escrito aos 20 anos, quando começou a navegar. Impressionado com as observações da juventude, pensou em como tudo aquilo renderia um livro sobre a sua construção como navegador a partir das lições aprendidas no decorrer das viagens.

No entanto, a primeira intenção não era escrever sobre sua trajetória, mas encontrar as peças guardadas durante as cinco voltas ao mundo realizadas. A última aconteceu em dezembro de 2016, saindo, como sempre fez, do 2º Distrito Naval de Salvador, no Comércio. Em agosto de 2018, ele retornou pelo mesmo lugar.

Pelos mares, sempre mantinha objetos que participavam da tripulação e, a procura deles em armários da casa para expor no Museu do Mar Aleixo Belov, que será inaugurado em novembro, acabou encontrando os diários.

“Eu conto como eu fui construído, desde a primeira vez que pisei num barco a vela, e depois que eu fui com navegantes internacionais para a África do Sul, pro Caribe, depois com meu mentor Oleg em um veleiro polar. Tudo que aconteceu comigo não foi planejado, as coisas foram acontecendo, então quem ler o livro vai ver como eu fui construído desde que vim pra cá”, conta Belov.

Conhecimento para navegar

Nascido em Merefa, na Ucrânia, Aleixo imigrou com a família para o Brasil durante a Segunda Guerra Mundial, quando tinha apenas sete meses. Filho de médica com um agrônomo, ao chegar na Bahia, já estava com seis anos e não sabia falar nenhuma palavra em português.

Segundo o velejador, a vida foi difícil no início, mas aos poucos conseguiu estudar, se formou em engenharia civil e, posteriormente, foi professor em uma universidade. Hoje mantém a Belov Engenharia Portuária, Subaquática e Offshore, especialista em construção de portos, atividades subaquáticas de inspeção, hidrografia, entre outros.

Diante da carreira, ele confessa que começou a velejar tarde, entre os 18 e 20 anos. Porém, isso não impediu a dedicação à atividade. Além dos aprendizados como tripulante que ele aborda no novo livro, Aleixo dá sequência a diversos feitos como comandante.

Ele ganhou um diploma da Marinha do Brasil por ser o primeiro a dar uma volta ao mundo com uma bandeira brasileira na embarcação, construiu o Três Marias, com quem fez três viagens pelo mundo sozinho e o veleiro-escola Fraternidade, onde realizou mais duas voltas com 12 alunos entre 18 e 30 anos selecionados pelo próprio para aprenderem sobre as lições do mar.

Em relação a construção do Fraternidade, Aleixo reconhece a importância do seu mentor, o velejador francês Oleg Bely, a quem dedica um dos capítulos da obra. Aleixo visitou Oleg por seis meses durante a construção da navegação que o mestre usaria para realizar suas viagens turísticas à Antártica. Vislumbrando aquela estrutura, Belov decidiu que também queria construir um barco como aquele.

“Quando eu comecei a fazer esse veleiro-escola, eu tinha medo de morrer e o que tinha vivido ia se perder, então eu fiz um barco grande para levar os alunos. Mas, como ele era muito meu amigo, quando ainda estava projetando o barco, perguntei à Oleg: ‘Se você fosse fazer seu barco hoje, o que você mudaria? Qual a melhora que você faria?’ E ele me ensinou tudo”, relata.

Com a embarcação finalizada, os dois amigos decidiram ir juntos para o Alasca, mas a descoberta por Oleg de um tumor no cérebro adiou os planos. Após melhora da situação médica, eles conseguiram realizar o que seria a última viagem juntos, das Ilhas Malvinas até o Uruguai, onde o mentor residia. Vinte dias depois da chegada, Oleg viria a falecer, em 2016.

“São coisas que acontecem, eu tinha planejado ir pro Alasca com os dois barcos juntos, pro gelo do norte, resultado: ele se foi, mas fiz a viagem em homenagem a ele, sozinho. Fui lá e voltei. E ele, até o último momento de vida, me ensinou e me passou tudo o que ele sabia”, diz Aleixo.

Recentemente, em janeiro deste ano, outro susto cruzou a vida do velejador. Ele foi diagnosticado com covid-19 e ficou internado por sete dias na UTI. No entanto, mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia, Aleixo acredita que não escreveria o lançamento Minhas viagens com os outros comandantes se não estivesse isolado em casa, à procura das peças para o museu.

“Eu navego por que amo o mar, eu preciso, é como uma droga. E escrevo para deixar vivo tudo que descobri sobre ele. Eu não bebo, não fumo, não uso drogas, meu vício é a minha vida e meu casamento com o mar”, assegura Belov.

*Sob supervisão do editor Chico Castro Jr.

A tarde

Presidente nacional da Cruz Vermelha Julio Cals recebe a bandeira de Simões Filho e elogia administrador da cidade


O presidente da Cruz Vermelha do Brasil, Júlio Cals, esteve com sua equipe do social na manhã desta quarta-feira, 22/09, na cidade de Simões Filho, para beneficiar 633 famílias simõesfilhenses com cartões alimentação. Em seu discurso, o jovem agradeceu a recepção recebida na cidade.

“Gostaria de saudar a maior autoridade deste evento que é o nosso povo de Simões Filho, e por isso, a Cruz Vermelha está aqui para beneficiar a nossa população”, disse.

Bastante enfático nas suas palavras e perante às famílias que foram beneficiadas durante o ato de entrega, ele revelou em bom tom o trabalho desenvolvido pelo atual prefeito da cidade. “O prefeito Dinha, é um prefeito que vem desenvolvendo um excelente trabalho de ação social aqui no município, e Simões Filho, não foi escolhido atoa pela nossa instituição, mas foi realmente escolhido por nossos colaboradores e coordenadores”, destacou Júlio Cals, que ainda narrou com detalhes, como foi que a cidade de Simões Filho foi escolhida, entre tantas outras.

“As nossas equipes fizeram um levantamento em todo território nacional e identificamos que aqui em Simões Filho existe uma administração comprometida e que deveríamos nos unir, juntar forças. E é essa junção de forças que faz toda diferença. É lindo ver a receptividade da população com o prefeito e o carinho dele com todos. Bons exemplos precisam ser mostrados, bons exemplos como a administração do prefeito Dinha, precisa ser mostrada, principalmente, os bons exemplos de pessoas que se colocam em risco por outras pessoas”, declarou Júlio Cals.

Elogiado por todos, o presidente da Cruz Vermelha do Brasil, recebeu das mãos do prefeito Diógenes Tolentino, um dos símbolos da cidade, a bandeira simõesfilhense, como forma de agradecimento por colocar, junto com sua equipe, os pés na cidade que tem como slogan: “Boa Terra, Boa Gente“.

A Cruz Vermelha do Brasil, em parceria com a Prefeitura entregou 633 cartões alimentação às famílias assistidas pelas ferramentas da Secretaria de Desenvolvimento Social e da Cidadania (Sedesc).

O prefeito da cidade agradeceu as palavras do presidente da instituição. “Quero agradecer a Deus pela vida de Júlio Cals, presidente da Cruz Vermelha Brasileira, uma instituição que existe há mais de cem anos e hoje estamos nesse dia especial porque Simões Filho foi uma cidade escolhida pela instituição”, pontuou Dinha.

O alcaide também destacou a parceria com a instituição. “Uma parceria que chega para somar em nossa cidade. Hoje, com a Cruz Vermelha do Brasil, entregamos aproximadamente 700 cartões de ticket alimentação para pessoas acompanhadas pelos CRAS e CREAS. Uma linda iniciativa que chega para contribuir com a assistência que temos dado a nossa gente. Obrigado aos envolvidos e estamos juntos, para levar mais cuidado, amor e apoio para quem mais precisa!”, pontuou Dinha Tolentino.

Por meio da iniciativa, as famílias receberão o valor de R$ 300 reais, em duas parcelas de R$150 reais, que estão disponíveis por meio do Cartão Ticket, que é um cartão com chip vinculado ao CPF do beneficiário, proporcionando mais facilidade na operação, maior segurança e economia de tempo.

O evento foi realizado no Colégio Padre Luiz Palmeira, Centro da cidade, contou com a presença da primeira-dama e deputada estadual Kátia Oliveira, a secretária de Desenvolvimento Social e da Cidadania, Andrea Pereira, demais secretários municipais, vereadores e membros da Cruz Vermelha no Brasil.

Bahia está em alerta pela variante Delta e nova onda de Covid-19 não é descartada


Sinal de atenção em todo o mundo, a variante Delta já dá sinais de crescimento na Bahia, que agora contabiliza 14 casos e  dois óbitos decorrentes da nova cepa da Covid-19, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde nesta quarta-feira, 22.

A variante, que é mais transmissível que a P.1, Gama, deixa a Bahia em estado de alerta e a secretária interina da Saúde, Tereza Paim, reforça a necessidade de manter os cuidados contra o vírus.

“É um estado de alerta, por isso nós estamos alertando a população. Nós não deixamos de ter o vírus presentes, ele está presente, mas lembrar que 80% da população da Bahia, do que a gente pesquisa em termos de sequenciamento ainda é aquela P.1, a Gamma”, afirma.

“A cepa Delta não é a predominante, mas ela está aí e se espalha muito rápido por isso que a barreira física, máscara, distanciamento, ainda é prioritária”, conta Paim.

Ela afirma ainda que o estado está preparado para uma possível nova onda da Covid-19, mesmo após o governo ter desmobilizado hospitais de campanha equipados nas fases críticas da pandemia.

“Estamos, sim, preparados, se uma nova onda vier, todos os leitos, aqueles 1.700 que nós estamos reconvocando para não Covid, virarem novamente atenção a Covid”.

No Papo Correria desta terça-feira, 21, o governador Rui Costa (PT) admitiu preocupação com a estabilização dos casos do novo coronavírus no estado, e que os índices mostram que as pessoas voltaram a se contaminar “com força”.

Depois de alcançar a marca de menos de 300 novos casos em 24h, a Bahia voltou a registrar mais de 1 mil contaminados neste mesmo período. De acordo com boletim divulgado pela Sesab nesta quarta-feira, 22, o estado somou 1057 casos de Covid-19 e 7 óbitos.

“Significa que a doença parou de cair, que o vírus voltou a contaminar com força as pessoas. Isso nos preocupa. Fica aquela sensação de liberou geral, tá todo mundo livre da doença. Isso não é verdade. Infelizmente, está longe de ser verdade”, disse Rui.

Vale ressaltar que estes foram os casos da Delta identificados até o momento, mas podem existir outros, já que o governo da Bahia não faz um mapeamento e acompanhamento de todos os contaminados.

A assessoria da Sesab explicou que a escolha das amostras que serão verificadas o sequenciamento genético para detectar qual variação do vírus se trata é feita com base na “representatividade” das diferentes regiões do estado e em casos específicos de contaminação, como de reinfectados e os que “evoluíram para óbito”.

“A escolha das amostras para o sequenciamento é baseada na representatividade de todas as regiões geográficas do estado da Bahia, casos suspeitos de reinfecção, amostras de indivíduos que evoluíram para óbito, contatos de indivíduos portadores de variantes de atenção (VOC) e indivíduos que viajaram para área de circulação das novas variantes com sintomas clínicos característicos”, respondeu a assessoria da Sesab ao grupo A TARDE.

Por ora, não há nenhuma estratégia diferente adotada para conter a progressão da variante Delta no estado, além do próprio “avanço da vacinação”, que até o momento é a única forma de frear a pandemia.

A Sesab informou ainda que não há previsão de que a variante passe a ser predominante na Bahia, como acontece em diferentes países do mundo, de acordo com o último relatório semanal da Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, 74,5% dos genomas sequenciados em agosto eram da variante Delta do novo coronavírus.

Existe o temor de um recrudescimento da pandemia em todo o mundo, já que a variante Delta ser a mais transmissível entre outras cepas como Alfa, Beta e Gama, assim como tem maior poder de reduzir a resposta imunológica à vacina com o decorrer do tempo.

Luiz Felipe Fernandez

Simões Filho: Residenciais Parque Bela Vista 1 e 2 receberam ação socioeducativa nesta quarta-feira (22)


O Residencial Parque Bela Vista 1 e 2 recebeu nesta quarta-feira (22), as ações de promoção da saúde e a qualidade de vida, do Projeto Social de Pós-Ocupação nos Residenciais do Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). A iniciativa é realizada pela Prefeitura de Simões Filho, por meio da Secretaria de Planejamento e Habitação (Suplan).

O Projeto conta com o apoio da Secretaria da Saúde (SMS) e visa a promoção do diálogo, bem-estar da população, além de aproximar as comunidades dos diversos serviços que são ofertados diariamente pelo poder público municipal. 

 

Entre os serviços que foram ofertados, estão a atualização do cartão de vacinação de crianças e adultos: Hepatite A/B, Influenza, Vip/Vop, Pentavalente, Pneumo 10, Meningo C, Dtp/Dr, Febre Amarela, Tríplice Viral, Varicela; Testes rápidos para detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST); aferição da pressão arterial e glicemia; e vacinar cães e gatos.

 

A iniciativa seguirá acontecendo, levando em consideração o cronograma preestabelecido pelo poder público municipal. Assim como as demais atividades já realizadas, essa também será promovida de modo descentralizado, atendendo as unidades: Parque Universitário 1 e 2, Simões Filho 1 e 2, Palmeiras, Pitanguinha, Preto Velho, Bela Vista, Alvorada e Ipitanga, localizados na Via Universitária, Cova da Gia, Goes Calmon, Jardim Eldorado e Santo Antônio do Rio das Pedras.

 

Simões Filho: Parceria entre Prefeitura e Cruz Vermelha beneficia 633 famílias com cartões alimentação


O município de Simões Filho, na manhã desta quarta-feira (22), como destacado pelo prefeito da cidade, Diógenes Tolentino Oliveira, popular “Dinha”, vivenciou um “dia muito especial pelo reconhecimento da Cruz Vermelha” – “instituição humanitária e de alcance internacional”, que através da parceria com a Prefeitura, beneficia 633 famílias simõesfilhenses com cartões alimentação, agregando o Programa de Complementação Alimentar, desenvolvido pela política de Assistência Social do município que desde o início da pandemia já entregou cerca de 40 mil cestas básicas.

“Quero agradecer a Deus pela vida de Júlio Cals, presidente da Cruz Vermelha Brasileira, uma instituição que existe há mais de cem anos e hoje estamos nesse dia especial porque Simões Filho foi uma cidade escolhida pela instituição”, pontuou Dinha, Prefeito.

Seiscentos e trinta e três (633), famílias simõesfilhenses, foram beneficiadas, através da parceria entre a Prefeitura de Simões Filho e a Cruz Vermelha. “Serão duas parcelas de R$ 150, totalizando R$ 300, em dois meses, e a Cruz Vermelha está aportando nesses cartões R$ 189,900 (cento e oitenta e nove mil e 900 reais), em operação conjunta, através da Prefeitura, divididos para 633 famílias”, explicou o presidente nacional da Cruz Vermelha, Júlio Cals.

Júlio Cals marcou seu discurso, com o sentimento de pertencimento à “Boa Terra”, e com palavras que enalteceram o povo simõesfilhense. “Gostaria de saudar a maior autoridade deste evento que é o nosso povo de Simões Filho, e por isso, a Cruz Vermelha está aqui para beneficiar a nossa população”, disse.

O presidente nacional da Cruz Vermelha, perante às famílias beneficiadas, cravou em bom tom o trabalho desenvolvido pelo prefeito. “Saúdo o prefeito Dinha, um prefeito que vem desenvolvendo um excelente trabalho de ação social aqui no município e Simões Filho não foi escolhido atoa pela nossa instituição, mas foi realmente escolhido por nossos colaboradores e coordenadores”, destacou Júlio Cals.

O evento realizado no Colégio Padre Luiz Palmeira, Centro da cidade, contou com a presença da primeira-dama e deputada estadual Kátia Oliveira que agradeceu a instituição, através do presidente nacional. “Tão jovem e ser presidente, é fruto de muito trabalho e muito amor e aqui em Simões Filho, a política social tem prestado assistência com muito carinho à nossa população”, pontuou a parlamentar.

Durante pronunciamento, Dinha Tolentino, revelou que questionou ao presidente da Cruz Vermelha,  qual teria sido o critério adotado pela escolha da cidade. “E ele me disse: Prefeito, um dos critérios é a condição administrativa do município de Simões Filho e a política social que é realizada”, enfatizou.

Seguindo a sua postura humanitária, o prefeito Dinha, acrescentou que, “é Deus que tem inclinado o coração de pessoas para que pudéssemos ter uma cidade cada vez melhor”. E o alcaide completou. “Jesus nos ensinou dois mandamentos: amar a Deus acima de todas as coisas e amar o próximo como a si mesmo, e amar ao próximo é respeitar as pessoas, é dar a mão, é acolher, é prestar serviços que realmente dê assistência no momento de dificuldades”, pontuou.

Dinha finalizou assegurando que “a cidade só será uma cidade cada vez melhor, se a gente cuidar da família, porque depois de Deus a base de tudo é a família”.

Estiveram também presentes no evento, a Superintendente de Vendas e Relacionamento da empresa Ticket, Cláudia Cervoni, a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania, Andrea Pereira, demais secretários municipais; o presidente da Câmara, Erivaldo Costa e vereadores.

Redação Rede Imprensa