Prefeito Dinha eleva o tom contra atitudes de comerciantes que não respeitarem decreto; “vamos cassar seu alvará”


No dia em que o número de mortes decorrentes do novo coronavírus (covid-19), chegou a 46, conforme atualização do Ministério da Saúde, publicado hoje (24), o Brasil e o mundo vive momento de alerta total. Além disso, o total de casos confirmados saltou de 1.891 ontem para 2.201 hoje, um acréscimo proporcional de 16% e de 310 em números absolutos. O resultado de hoje marcou um aumento de 42% nos casos em relação a domingo, quando foram registradas 1.546 pessoas infectadas.

Preocupado com isso, na noite desta terça-feira (24), o prefeito de Simões Filho, Diógenes Tolentino, subiu o tom contra as atitudes dos comerciantes que não respeitaram o Decreto de fechamento dos estabelecimentos comerciais na cidade.

Dinha anunciou agora pouco, através de uma Live nas redes sociais, que poderá tomar uma decisão drástica com os comerciantes que desrespeitarem a medida adotada, através do Decreto. Uma dessas atitudes será a cassação de autorização (alvará) dos estabelecimentos comerciais, cujos responsáveis permanecem de portas abertas.

“Eu recebi 334 denúncias, e nós precisamos fechar as atividades comercias na cidade. Você que é comerciante, é a sua vida e das pessoas que estão em jogo. Você pode ser contaminado e contaminar toda sua família e as pessoas sem perceber. Por isso, você tem que cuidar da sua vida e da vida da sua família”, disse o alcaide e continuou: “Então, não seja irresponsável, mas caso contrário você opte em ser irresponsável, nós vamos adotar (medidas radicais), vamos suspender seu alvará de funcionamento, vamos cassar seu alvará e vamos fechar sua loja. Essa é a medida que tomei caso permaneça essa atitude”, disparou Dinha.

Simões Filho não registrou até agora nenhum caso de coronavírus, informou o prefeito, que ainda condenou quem desobedecer suas recomendações em defesa da vida e da cidadania. Durante transmissão ao vivo, ele voltou a pedir que as pessoas se conscientizem e não saiam de suas casas.

“Nós não podemos permitir isso, e é hora de termos atitudes corajosas e responsáveis. Chega da gente pensar que tudo pode dar um jeito, mas não pode. O vírus esta aí, e não tem jeito. A melhor arma é o isolamento social. Por favor não saia de casa” finalizou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *