Moradores de Pitanga de Palmares vivem em meio ao lixo na Rua Jota Simões; “Eu não vejo melhoria aqui em nada”


Os moradores da Rua Jota Simões, localizada no distrito de Pitanga de Palmares, zona rural do município de Simões Filho relatam as dificuldades enfrentadas pela comunidade, em meio ao lixo e falta de saneamento básico.

Em entrevista a TV Fala Simões Filho, alguns munícipes denunciaram a falta de regularidade do serviço prestado pela empresa Jotagê, responsável pela limpeza urbana na cidade, que tem prejudicado e muito a população.

“O lixo já é de muito tempo que se joga ali. Agora, de vez em quando aparece uma caçamba que pega. Alguns juntam no saco e levam, outros tocam fogo”, disse a moradora identificada como Maria.

Por causa de irregularidade na coleta, o lixo fica acumulado por dias. Outro aspecto que incomoda muito a população é o esgoto a céu aberto, que coloca em risco a vida de toda a comunidade.

“A rede de esgoto vem prejudicando a gente, as criança, porque muriçoca mesmo você precisa ver como é à noite. Dá até medo, porque o mosquito senta na água e pica a gente”, explicou a moradora.

Os moradores já estão desacreditados e revelam que durante o período de campanha eleitoral diversos candidatos estiveram prometendo intervenções que até agora, ainda não foram feitas.

“De hoje que a gente espera melhoria aqui no bairro e nada. Eles fazem promessas, mas até hoje nada. Quando está perto da eleição, vou fazer e vou acontecer, depois, nada”, completou dona Maria.

Para seu Francisco, uma das maiores demandas do bairro é o asfaltamento, mas a prefeitura fez somente um paliativo, jogando cascalho em um trecho de difícil acesso.

“Eu não vejo melhoria aqui em nada, só buraqueira. Asfalto que disseram que iam colocar tem mais ou menos dois anos que prometeram e até agora nada. Sempre na promessa, agora colocaram um cascalho ali, porque não tinha nem como a gente passar”.

Com a sujeira e a falta de infraestrutura, existe a dificuldade de locomoção, principalmente no período das chuvas. “Carro nenhum entra. Pior é a rua lá de cima que tem lixo, muita nojeira lá em cima. A gente está no esquecimento”, lamentou dona Cristina.

A comunidade pede que os poderes públicos, especialmente o parlamentar eleito pelo bairro tome alguma providência e cobre do Executivo pelo menos o que é indispensável para a melhoria da qualidade de vida da população, como coleta de lixo e saneamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *