Mesmo sem representantes na Câmara, Dinha promete criar píer na Capadócia em Mapele no 2º mandato


O prefeito Diógenes Tolentino (MDB), “DINHA”, pretende criar antes do término do seu segundo mandato que terá início em janeiro de 2021, uma nova realidade no bairro de Mapele. A transformação deverá ocorrer mesmo sem representantes no parlamento municipal na legislatura 2021-2024, já que os moradores do distrito que fica situada ao fundo da Baía de Aratu, decidiram não reeleger seus atuais vereadores, Manoel Carteiro (Republicanos) e Elimário Lima (PSDB).

Durante entrevista à rádio Simões Filho FM, 87.9, na manhã da última quinta-feira (19), Dinha prometeu criar um píer na praia da Capadócia, um local prestigiado pelo cenário paradisíaco e eminente beleza natural. O local vem conquistando seu espaço, se tornando um dos belos cartões postais de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Segundo o mandatário, além da entrega de diversas obras, ao longo do tempo, vai mudar a história de bairro. “Eu vejo a Capadócia e a Baía de Aratu um local muito bonito, e por isso, a gente vai criar infraestrutura para que as pessoas tenho um melhor acesso à localidade”, afirmou o prefeito.

Ainda segundo ele, a administração seguirá trabalhando para garantir que a localidade que é sofrida, viva um novo momento e uma nova história. Durante bate-papo com os âncoras Jairo Mascarenhas e Sérgio Ferreira, o alcaide, reafirmou que Mapele será contemplada com a instalação de um píer e ainda fez questão de elogiar a culinária local, rica em iguarias e belíssima paisagem da “Praia da Capadócia”.

“Nós temos uma rica culinária ali em Mapele. Naquela região têm restaurantes que tem moquecas, petiscos deliciosos que são oferecidos, tem a Capadócia, que nós temos um projeto para construção de um píer. Participar destes investimentos vai ser muito bom pra trazer uma vida melhor, e ao mesmo tempo, mostrar a beleza de toda região do município, já que Simões Filho vai estar no roteiro turístico. Já tem um projeto para construção de um píer para facilitar as embarcações para quem queira visitar a Baía de Aratu, e consequentemente promover aquilo que é mais importante no município a receptividade do povo. Além disso, a culinária que existe em Mapele é muito boa”, pontuou.

Dinha ainda completou. “Nós vamos promover para que a localidade se torne um local que possa receber turistas que possam gastar no nosso município” finalizou.

A Mapele do futuro que acreditamos, em breve se evidencia, através do olhar que a atividade turística tem na importância econômica, além de proporcionar uma grande mobilização e fenômeno político e ambiental, alicerçando a responsabilidade social de que, em Simões Filho, é possível alcançar novas formas que viabilizem o lazer, turismo, desenvolvimento socioeconômico e acima de tudo a consolidação da sua identidade cultural para as novas gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *