Com gol de cria da base, Vitória supera Bahia no Barradão e quebra jejum


Mais um triunfo do Vitória sobre o Bahia no Barradão, pela Copa do Nordeste. Neste sábado, 13, o Leão derrotou o maior rival por 1 a 0. Em termos gerais, não vencia o Esquadrão no estádio há três anos. O resultado coloca o Rubro-Negro na vice-liderança do grupo B do Nordestão, com seis pontos. Já o Tricolor permanece em quarto no grupo A, com quatro pontos.

Agora, em seis confrontos no estádio do Vitória pela Copa do Nordeste, o Leão venceu quatro e empatou um. Em partidas totais, a superioridade também é rubro-negra. São oito triunfos, três empates e cinco derrotas.

Mais jovem, a equipe do Vitória não sentiu a pressão do clássico. Com boas trocas de passe, soube encontrar espaços na defesa do Bahia. O gol representa bem a base: Samuel, de 20 anos, foi o herói do confronto.

Defensivamente, o Leão foi seguro. Apesar de errar passes no campo de ataque, não permitiu que o Bahia conseguisse encaixar a transição para o contra-ataque.

Exemplo disso é que a única finalização do Esquadrão em direção ao gol ocorreu aos quatro minutos do primeiro tempo. Foi uma cabeçada de Juninho defendida por Lucas Arcanjo, após falta cobrada por Rodriguinho.

Ambas as equipes voltam a campo na próxima quarta-feira, no estádio Pituaçu. Um novo clássico será disputado, dessa vez pelo Campeonato Baiano. O Bahia jogará com o time de transição, enquanto o Vitória deve levar a equipe principal.

Leão melhor 

O Vitória executou melhor sua proposta de jogo na parte inicial. Mesmo com a marcação recuada do Bahia, que diminuiu bem os espaços, o Leão encontrou boas jogadas e foi seguro. O Tricolor, por sua vez, não soube aproveitar os erros de passes adversários para sair na transição rápida para dar intensidade à partida.

Uma exceção ocorreu aos 9 minutos, quando Rossi arrancou pela direita e enfiou para Gilberto na área. O centroavante quase conseguiu finalizar. Lucas Arcanjo se antecipou e segurou a bola.

O primeiro gol rubro-negro poderia ter saído aos 24 minutos, se não fosse por Vico. Livre, o atacante recebeu lançamento na área e dominou muito mal. Dez minutos depois, Douglas quase entregou a paçoca. David chutou de fora da área, e o goleiro não conseguiu encaixar. Samuel dividiu com ele e a bola quase sobra novamente para David marcar.

A posse de bola, naturalmente, pertenceu mais ao Vitória. Foram 54% dos minutos, contra 46% para o Tricolor.

Leão ainda melhor 

A superioridade na etapa inicial ocorreu, mas ficou muito mais evidente no segundo tempo. Os espaços começaram a aparecer na defesa do Bahia, e o Vitória aproveitou. Logo aos três minutos, Vico fez boa jogada, cortou para o meio e finalizou forte de esquerda. Douglas caiu para fazer a defesa.

Aos cinco, Gabriel Bispo arrumou belo lançamento para Vico, que entrou na área, girou e ajeitou para Gabriel Santiago. O meia carimbou a zaga do Bahia.

Apesar da superioridade rubro-negra, o Tricolor teve chance de ouro para abrir o placar. Rodriguinho cobrou escanteio, Lucas Fonseca desviou a bola sobrou quicando para Rossi, na frente do gol. O camisa 7 tentou de voleio, e jogou para fora.

Como já diria a banda Engenheiros do Hawaii, o preço que se paga às vezes é alto demais. E foi. Aos 12 minutos, Gabriel Santiago encontrou Samuel na entrada da área. Com muita categoria, o atacante colocou no canto direito de Douglas para abrir o placar.

O gol deu ao Vitória o “direito” de recuar mais no gramado. Naturalmente, a medida deu ao Bahia a oportunidade de criar mais chances. Aos 18 minutos, Rodriguinho mandou de cabeça para fora. Aos 26, Gilberto perdeu ótima chance. Após cruzamento do camisa 10, ele cabeceou livre, dentro da área, e mandou para fora.

O jogo rolou até os 51 minutos, e o Leão não só pegou, como agarrou a chance de vencer novo Ba-Vi no Barradão. Merecidamente.

Por: Nuno Krause e Alex Torres

Jornal A tarde

Procon-BA realiza mutirão virtual de renegociação de dívidas


O Procon-BA vai realizar, entre os dias 15 e 31 de março de 2021, um mutirão online de renegociação de dívidas. A ação, de iniciativa da Associação Brasileira de Procons, acontecerá exclusivamente pela internet, através da plataforma de solução de conflitos Consumidor.GOV.

De acordo com Filipe Vieira, superintendente do Procon-BA, muitos consumidores que estão em débito deixam de procurar o Procon ou até mesmo seu banco por se sentirem constrangidos com a situação. “Acreditamos que esse mutirão pela internet vai incentivar as pessoas a negociar suas dívidas e sair dessa situação que causa diversos transtornos na vida de qualquer cidadão, muitas vezes motivada por fatores como uma doença na família ou desemprego”, avalia.

Para participar do mutirão online, basta o consumidor fazer o seu registro na plataforma, quando receberá um login e senha. Nesse momento, o consumidor fará o relato do seu problema, devendo informar que deseja participar do mutirão de renegociação de débitos. Após finalizar o registro, o banco ou instituição financeira tem o prazo de 10 dias para apresentar uma proposta ou resposta para o consumidor.

No momento do preenchimento do registro, é imprescindível que o consumidor informe corretamente seus telefones e e-mail para contato, pois esses dados facilitarão o atendimento por parte dos bancos e instituições financeiras participantes. O Procon-BA orienta ainda que o consumidor, no seu relato, informe que está participando do mutirão, com a seguinte hashtag: #MutiraoProconsBrasil

Terminado o prazo para resposta do fornecedor, o consumidor tem o prazo de 20 dias para avaliar o retorno dado.

Bahia Noticias

Bahia vence Corinthians na Fonte Nova e sai da zona de rebaixamento


O Bahia respira no Campeonato Brasileiro. Em uma noite eficiente, o tricolor venceu o Corinthians por 2×1, nesta quinta-feira (28), ultrapassou o Fortaleza – no número de vitórias -, e saiu da zona de rebaixamento.

O atacante Gilberto e o meia Ramírez, ambos no primeiro tempo, marcaram os gols que garantiram ao Esquadrão a 16ª colocação no Brasileirão, com 35 pontos. Gabriel descontou para o time paulista.

O próximo compromisso do Bahia na Série A será no domingo (31), quando visita o Vasco, em São Januário, em mais um confronto direto na luta contra o rebaixamento.

Eficiente
Diante de um adversário que optou por uma postura mais defensiva nos primeiros minutos, o Bahia iniciou o a partida com mais posse de bola, mas também dificuldade para construir as jogadas e furar o bloqueio montado pelo Corinthians no meio-campo.

A estratégia do tricolor passava pelas bolas longas, principalmente nos lançamentos de Lucas Fonseca e Gregore, que tentavam encontrar o lateral Nino Paraíba na direita.

Aos poucos, o panorama foi se invertendo. O Corinthians passou a ficar mais solto na partida, com mais posse e ocupando o campo do Bahia. Aos 20 minutos, Jô ajeitou de cabeça e deixou Gustavo Silva em boa condição. O atacante chutou cruzado e a bola passou raspando a trave de Douglas.

Com facilidade para penetrar a defesa do Esquadrão, o alvinegro criava boas chances. Aos 27 minutos, Araos escapou pela esquerda e tocou para Jô. O atacante invadiu a área e chutou com perigo, mas Douglas fez a defesa.

Quando o gol do Corinthians parecia maduro, brilhou a estrela tricolor. Aos 30 minutos, Rossi cobrou falta na área, Cássio cortou mal, Ronaldo errou o chute no rebote, mas a bola sobrou para Gilberto completar de cabeça e abrir o placar para o Bahia na Fonte Nova.

O time baiano tomou um susto aos 38 minutos. Depois do escanteio, Araos recebeu livre e tocou de cabeça na saída de Douglas. O árbitro de vídeo entrou em ação e flagrou impedimento do meia corintiano, anulando o gol.

A noite era mesmo do Bahia. Aos 49 minutos o Corinthians errou no ataque e Thiago puxou o contra-ataque e achou Ramírez na entrada da área. O colombiano deixou Gil e Fábio Santos no chão antes de chutar forte na saída de Cássio e fazer um golaço, o segundo do Esquadrão na partida.

Vantagem administrada
Com o 2×0 no placar, o Bahia voltou para a segunda etapa mais confortável. O terceiro gol quase saiu logo nos primeiros minutos. Depois de arrancar pela direita, Rossi deu passe açucarado para Thiago, mas o camisa 7 chutou em cima de Cássio e perdeu uma boa chance.

A resposta do Corinthians veio em tentativa de finalização de Jô que Ernando salvou quase que em cima da linha.

Assim como na primeira etapa, o jogo passou por um momento de marasmo, com poucas chances criadas pelas duas equipes. Dado aproveitou para fazer mudanças. Machucados, Lucas Fonseca e Matheus Bahia saíram para as entradas de Juninho e Capixaba, respectivamente. Já Ramírez deu lugar para Ramon.

E foi com Juninho Capixaba que o Bahia teve a chance de marcar o terceiro. No contra-ataque, o lateral invadiu a área livre e cruzou rasteiro, mas ninguém apareceu para completar.

Do outro lado, o Corinthians aproveitou a chance que teve. Aos 25 minutos Gabriel Pereira deu bom passe para Gabriel dentro da área. Livre, o volante tocou na saída de Douglas e descontou para o Corinthians.

Apesar do gol sofrido, o Bahia continuou segurando a vantagem e tentando encaixar o contra-ataque para tentar matar o jogo. Aos 33, Gilberto conseguiu receber livre e chutou forte, mas Cássio defendeu. Depois foi a vez de Juninho tentar de cabeça e parar no goleiro alvinegro.

Já nos minutos finais, o Corinthians se lançou ao ataque, mas o tricolor se segurou bem, administrou o placar e esperou o apito do árbitro para comemorar o triunfo na Fonte Nova.

Ficha técnica

Bahia 2×1 Corinthians
Série A: 30ª rodada
Local: Fonte Nova (Salvador-BA)
Arbitragem: Ricardo Marques, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Celso Luiz sa Silva (trio de MG)
Gols: Gilberto, aos 38 minutos do 1º tempo, e Ramírez, aos 49; Gabriel, aos 25 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Gregore, Ramírez (Bahia); Jô (Corinthians)

Bahia: Douglas, Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca (Juninho) e Matheus Bahia (Capixaba); Gregore, Ronaldo e Ramírez (Ramon); Rossi (João Pedro), Gilberto (Alesson) e Thiago. Técnico: Dado Cavalcanti.

Corinthians: Cássio, Fagner, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos (Raul Gustavo); Gabriel, Cantillo (Camacho) e Araos (Jonathan Cafu); Gustavo Silva (Gabriel Pereira) (Gabriel Pereira), Mateus Vital (Éderson) e Jô. Técnico: Vagner Mancini

Correio24

Jornalista esportivo Fernando Vanucci morre aos 69 anos


Morreu nesta terça-feira (24) em São Paulo, aos 69 anos, o jornalista Fernando Vanucci. Locutor, apresentador e comentarista esportivo, ele deixa quatro filhos. A causa da morte não foi divulgada. Velório e sepultamento devem ocorrer no Rio de Janeiro.

O jornalista passou mal pela manhã, socorrido pela empregada e levado ao Pronto Socorro Central de Barueri, na Grande São Paulo. No entanto, não resistiu. Vanucci havia sofrido um infarto em 2019 e colocado um marca-passo. Desde então, tinha a saúde comprometida.

Fernando Vanucci trabalhou na Globo Minas entre 1973 e 1977. Em seguida, passou a trabalhar no Rio de Janeiro, apresentando diversos programas, como Globo Esporte, RJTV, Esporte Espetacular, Jornal Nacional, Jornal Hoje e Fantástico. O jornalista Vanucci cobriu seis Copas do Mundo: 1978, 1982, 1986, 1990, 1994 e 1998. Ainda ficou marcado pela criação do bordão “Alô, você!”.

Ele também trabalhou na TV Bandeirantes, TV Record, Rede TV e Rede Brasil de Televisão.

Bahia consegue novo gol no fim, vence Botafogo e se distancia do Z-4


O Bahia, de novo, conseguiu um gol que lhe deu o triunfo no último minuto do jogo. Com pênalti marcado com auxílio do VAR, o Tricolor venceu o Botafogo por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, e conseguiu se distanciar da zona de rebaixamento. Com o resultado, o Esquadrão chegou a 23 pontos, três a mais do que o próprio Botafogo, quem empurrou para a 17ª posição.

Após o belo triunfo por 4 a 0 do Bahia contra o Melgar (PER), pela segunda fase da Copa Sul-Americana, a expectativa era que os comandados de Mano Menezes entrassem em campo com ímpeto para buscar uma boa sequência de atuações. Porém, não foi o que aconteceu na Fonte Nova.

O Tricolor produziu pouco e foi muito refém de cruzamentos de Nino Paraíba, pelo lado direito. Além disso, a tomada de decisão dos jogadores foi no mínimo questionável, e o Botafogo até chegou a assustar em alguns contra-ataques. A marcação do pênalti, de forma equivocada, foi o que de fato salvou a equipe baiana.

O Bahia volta a campo na próxima quarta-feira, na Fonte Nova, contra o Fortaleza, em jogo atrasado pela 18ª rodada do Brasileirão. Enquanto isso, o Fogão receberá o Bragantino no dia 16 de outubro, no Rio de Janeiro.

Novidades

A novidade de Mano para o ataque foi Fessin como titular e Gilberto no banco de reservas. O camisa 70, que vinha de grande atuação contra o Melgar (PER), pela Copa Sul-Americana, até marcou um gol, aos 43 minutos, mas este foi anulado. No mais, o Bahia teve mais posse de bola, e não teve espaços para aproveitar a velocidade do trio de ataque.

Tanto é que o primeiro lance de relativo perigo veio aos 24 minutos. Elias recebeu de Élber na entrada da área e arriscou de primeira, para fora. Logo na sequência, o Botafogo encaixou um ótimo contra-ataque e Bruno Nazário finalizou uma bola que passou raspando a trave esquerda de Douglas.

O pouco espaço também prejudicou a atuação de Daniel, que até tentou passes de efeito, mas pouco produziu de interessante. A bola parada foi a saída. Aos 37 minutos, Juninho Capixaba cobrou escanteio, e Lucas Fonseca cabeceou com desvio. A bola quicou e dificultou a defesa de Saulo.

O goleiro botafoguense ainda seria salvo pelo VAR, aos 43 minutos. O substituto de Diego Cavalieri cometeu uma falha bizarra no gol de Fessin, deixando a bola passar por debaixo dele. Para sua sorte, Nino Paraíba fez uma falta no início da jogada, e o árbitro anulou com o auxílio do vídeo.

Tentativa e erros

O segundo tempo foi protagonizado pela dificuldade do Botafogo em encaixar a marcação no Bahia e pelo Tricolor errando muito na tomada de decisões quando estava próximo ao gol adversário. Além disso, viu-se uma infinidade de cruzamentos de Nino Paraíba que não tiveram efetividade.

Aos 7 minutos, Daniel recebeu sozinho pela esquerda, mas chutou em cima da zaga carioca. Aos 14, Nino avançou com espaço pela direita e entrou na área com duas opções de cruzamento: Fessin e Élber, que entravam livres. No entanto, o lateral optou por finalizar e acabou travado.

O Bahia manteve a posse de bola no campo de ataque, mas produziu pouco, mesmo com as entradas de Rodriguinho e Gilberto, aos 16 minutos. O Alvinegro Carioca, por outro lado, tentou explorar o contra-ataque, e até conseguiu aos 32 minutos. Kalou disparou pelo meio e tocou para Davi Araújo, que ficou cara a cara com Douglas. O goleiro, porém, saiu bem e travou a bola.

Aos 35, Rodriguinho encontrou Gilberto na entrada da área, e o centroavante mandou uma bomba que passou muito próxima à trave esquerda de Saulo.

Aos 49 minutos, veio o pênalti salvador. Gilberto arriscou novamente de longe e a bola bateu na mão de Kanu. Porém, ela pegou primeiro na coxa do zagueiro botafoguense. O árbitro Jefferson Ferreira de Jesus apontou o pênalti, mesmo com o auxílio do VAR. Rodriguinho deslocou o goleiro e decretou o resultado final.

Conteúdo A tarde

Pelo Campeonato Baiano, Jacuipense bate o Vitória na Arena Valfredão


O Jacuipense bateu o Vitória na tarde deste domingo (15), no encerramento da sétima rodada do Campeonato Baiano. Jogando na Arena Valfredão, o Leão do Sisal venceu o Leão da capital por 1 a 0. O único gol do jogo foi marcado por Thiaguinho aos 26 minutos do primeiro tempo.

O técnico Agnaldo Liz montou o Rubro-Negro com: João Pedro; Welisson, Mateus Morais, Dedé e Leocovick (Gabriel Gomes); Paulo Vítor, Figueiredo (Alexsander) e Giovane Mário (Ruan Nascimento); Levi, Eron e Negueba. Já o comandante do Leão do Sisal, Jonilson Veloso armou sua equipe com: Luan; Lucas, Matheus, Railon e Radar; Banguelê, Flávio (Borges), Eudair (Rafael Bastos) e Mauri; Elias e Thiaguinho (Wesley Popó).

Com o resultado, o Vitória caiu para a quarta colocação ao permanecer com 11 pontos na tabela de classificação do Baianão. Já o Jacuipense somou 12 e saltou para a segunda posição. Na oitava rodada, o Leão da capital recebe o Bahia de Feira, no Barradão, no próximo domingo (22), às 16h. No mesmo dia e horário, o Leão do interior visita o Flu de Feira, no Joia da Princesa.

Fora de casa, Bahia joga contra o Jacobina de olho na liderança do estadual


Menos de 24h após o clássico Ba-Vi, o Bahia volta a entrar em campo na tarde deste domingo (9), às 16h, para enfrentar o Jacobina, pela quinta rodada do Baianão. A equipe de transição mira um bom resultado para voltar a ser líder da competição estadual.

Na última rodada, o Esquadrão de Aço ficou perto do triunfo, mas acabou sofrendo o empate diante do Jacuipense no estádio de Pituaçu.

“No último jogo deixamos escapar a vitória, mas serviu como aprendizado com nossa equipe. Tivemos a semana inteira para trabalhar e acho que estamos preparados. Vamos fortes para conseguir esse triunfo”, disse Alesson, provável titular da equipe de Dado Cavalcanti.

O lateral-esquerdo Mayk, que vem se destacando na equipe, evitou subestimar o adversário, que está na lanterna. Vale lembrar que as duas equipes se enfrentaram na pré-temporada e empataram em 0 a 0.

“Principalmente pelo jogo ser fora. O time da gente tá focado, tem uma semana cheia. É tentar arrancar os três pontos. A gente fez um amistoso contra eles. Não é porque estão em último lugar que temos que entrar relaxados. Temos um bom jogo para jogar e um triunfo pode nos botar na liderança”, projetou.

JACOBINA

Com apenas um ponto, o Jacobina vem sofrendo e temendo o risco de ser rebaixado para a Série B do estadual. Em busca de evolução na parte ofensiva, o técnico Arnaldo Lira espera uma resposta já no duelo contra o Tricolor.

“Vamos trabalhar, treinar. Precisamos melhorar a parte ofensiva e ver se conseguimos vencer. O meio campo tem jogado até bem, mas está faltando um pouco de força na frente. Vamos ver se conseguimos domingo”, indicou.

FICHA TÉCNICA

Jacobina x Bahia
Campeonato Baiano – 5ª rodada

Local: José Rocha, em Jacobina
Data: 09/02/2020 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Irinaldo Jorge dos Santos Silva
Auxiliares: José Carlos Oliveira dos Santos e Ledes José Coutinho Neto

Jacobina: Mateus; Edcarlos, Iran, Bruno, Deca; Hércules, Elielton, Dionísio, Deivid; Luis Ricardo, João Neto. Técnico: Arnaldo Lira.

Bahia: Fernando; Willean Lepo; Ignácio, Anderson e Mayk; Edson, Ramon e Arthur Rezende; Gustavo, Alesson e Saldanha. Técnico: Dado Cavalcanti.

Vico exalta atuação do Vitória no clássico e comemora gol marcado


Autor do segundo gol do Vitória no triunfo por 2 a 0 sobre o Bahia, neste sábado (8), na Arena Fonte Nova, o atacante Vico festejou o tento anotado e o resultado positivo.

“Clássico é sempre um jogo bastante disputado e pegado. O importante foi que conquistamos a vitória aqui. Nossa equipe jogou bem e o resultado foi merecido. Estou muito feliz pela vitória e o gol”, disse o atacante.

Com o triunfo, o Vitória chegou aos cinco pontos e subiu para a segunda colocação no Grupo B da Copa do Nordeste.

O próximo jogo pela competição regional é diante do Freipaulistano, domingo (16), no Barradão. No entanto, o time comandado pelo técnico Geninho tem um compromisso agendado antes pela primeira fase da Copa do Brasil. O Leão encara o Imperatriz, terça (11), fora de casa.

Prefeitura de Simões Filho abre inscrições para o maior programa esportivo da cidade


A Prefeitura abre inscrições para o maior Programa esportivo já realizando na cidade, o Simões Filho Esporte, que oferta a prática de diversas modalidades.  Os interessados em participar das atividades devem se dirigir ao Ginásio de Esportes, de segunda a quinta, das 08h às 12h e das 13h às 17h, e as sextas das 08h às 13h.
As atividades esportivas são coordenadas pela Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Sejuv), voltadas paras todos os públicos (crianças, jovens, adultos, idosos e pessoas com deficiência) e entre as modalidades ofertadas estão: Futsal, Vôlei, Handebol, Fitdance Basquete, Balé, GR – Ginástica Rítmica, Judô, Karatê, Jiu-Jitsu, Kickboxing, Futebol, Futsal, Skate, Atletismo e Ginástica Aeróbica.
Para realizar a inscrição é preciso ter em mãos os seguintes documentos: identidade, 2 fotos 3×4, comprovante de residência e atestado médico. No caso dos menores de idade, será necessário apresentar atestado escolar e cópia do documento de identidade do responsável.
As aulas são ministradas em diversos pontos da cidade, entre eles no Ginásio de Esportes; Centro Social Sedesc; Associação da Pitanguinha; Clube União; Praça da Bíblia – Centro; Praça Claudionor Rodrigues Viana – Qd. 4, Cia I e no Centro Comunitário Cristo Rei.

Sorteio da Lotofácil da Independência tem 33 ganhadores


Trinta e três pessoas acertaram os 15 números da Lotofácil da Independência que sorteou R$ 95 milhões. O concurso foi realizado nesta sexta-feira (6). Segundo a Agência Brasil, cada acertador, dos 33 ganhadores, vai receber pouco mais de R$ 3 milhões. Os números sorteados foram: 02, 03, 05, 06, 07, 08, 09, 13, 14, 16, 18, 22, 23, 24 e 25.

Houve 5.589 apostas com 14 acertos e cada um ganhou R$ 1.786,85; 206.981 tiveram 13 acertos e receberam R$ 20; 2.504.156 apostas fizeram 12 pontos e ganharam R$ 8 e 12.782.296 fizeram 11 acertos e levaram R$ 4.

O próximo sorteio da Lotofácil, que não será um prêmio especial como o deste sábado, será na segunda-feira (9) e tem um prêmio estimado de R$ 2 milhões. As apostas custam R$ 2.

Bahia Noticias