Secretário de Meio Ambiente de Simões Filho, Elias Melo pede exoneração do cargo


Antes de completar os primeiros dois anos de sua administração, o prefeito de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) Diógenes Tolentino (MDB) sofreu uma baixa importante em sua equipe de governo.

Nessa terça-feira (11) o secretário municipal de Meio Ambiente, Elias Melo que é presidente do partido Solidariedade (SD) no município, pediu exoneração do cargo. Ele alegou “motivos pessoais” para se afastar de sua função. Informações de bastidores, no entanto, dão conta de que ele encontrava alguns entraves na pasta e enfrentava problemas administrativos.

“Infelizmente nós estamos nos afastando da secretaria por vários motivos. No momento certo a gente vai esclarecer a toda sociedade de Simões Filho o real motivo. Não é nada pessoal, eu estou tranquilo”, disse Elias em entrevista ao radialista Roque Santos.

De acordo com o secretário, durante os quase dois anos que esteve a frente da pasta ele se empenhou o máximo que pode para contribuir com a pasta, no entanto alguns problemas administrativos realmente o impedira de progredir.

“Eu sempre fui um secretário discreto e sempre achei que o prefeito deveria aparecer em todos os processos e assim fizemos, eu acho que cumprindo sempre de forma honrosa a missão que nos foi dada. Mas não foi nenhum problema pessoal, nem político, é uma questão administrativa”, comentou ele.

Ainda segundo Elias, é normal que a administração passe por alguns problemas, no entanto, no caso da pasta  de  Meio Ambiente, em sua concepção, faltou boa vontade por parte da gestão.

“Toda secretaria tem problemas, mas não foi por falta de apoio moral, mas por falta de apoio material. Faltaram os recursos que a sociedade precisa para que a gente tivesse um retorno para a cidade avançar. Faltou um pouco de boa vontade da gestão como um todo”, declarou ele.

Segundo Melo, a decisão ainda não foi oficializada porque ele tem tido muita dificuldade em falar com prefeito e até agora também não foi procurado pelo alcaide para tratar sobre o assunto, contudo, está redigindo a carta de exoneração que deverá ser encaminhada ao Executivo nesta quarta-feira (12).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *