“Se deixarmos passar despercebidos seremos taxados como Zé Mané”, disse Eri sobre fiscalizar as contas públicas


A sessão ordinária da última terça-feira (16), realizada na Câmara de Vereadores de Simões Filho, foi marcada por discussões relacionadas ao projeto de Lei de nº 019/2017 do Executivo, que cria a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres e dá outras providências, além de alterar a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Educação, criando cargos de coordenadores dos pólos, que unificam as escolas de acordo com suas localizações.

Ao defender o projeto de Lei do Executivo e explicar o questionamento de alguns parlamentares com relação às despesas que estas criações poderão trazer ao município, o presidente da Casa Legislativa, Genivaldo Lima enfatizou o fato das comissões de Justiça e de Finanças terem analisado exaustivamente o texto do projeto, verificando se realmente a população sairia prejudicada ou não com a aprovação.

De acordo com Genivaldo, tanto o presidente da Comissão de Justiça, vereador Sandro Moreira como a presidente da Comissão de Finanças Vereadora Kátia deram o parecer favorável à aprovação, ao concluírem que os cargos agora criados irão substituir os outrora extintos, impedindo que o município seja onerado.

“Eu tenho certeza que essa foi a preocupação de todos os vereadores, nós nos reunimos, esclarecemos e nós vamos agora fazer o nosso papel, vamos agora fiscalizar, é o que nós temos que fazer”, disse Lima.

Em concordância com as colocações do nobre colega, o verador Eri disse que se sente feliz em ver os edis cobrando do poder público e fiscalizando as ações que serão executadas na cidade. E explicou a importância dos vereadores se atentarem, especialmente no que diz respeito aos processos de licitação.

“Estou bastante feliz hoje em ver um discurso desse igual ao de Genivaldo porque é isso que a nossa casa precisa fazer, fiscalizar. Fiscalizar o prefeito, os empresários, porque realmente, tem estratégias que eu já ouvi dizer que até saco de cimento por R$ 7,00 não existe. Então, enquanto estivermos aqui, se deixarmos passar despercebido coisas deste tipo, nós seremos taxados como “Zé Mané” e agente precisa estar acordados para o que Genivaldo falou”, explicou Eri.

Durante a sessão também foi informado que os vereadores Laércio Valentin, Manoel Almeida e Erivaldo Canjirana estão participando da Marcha para os Prefeitos em Brasília, onde na oportunidade, os municípios conseguiram negociar as dívidas com INSS em até 200 vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *