Religioso, Dinha prega o evangelho e manda recado ao oculto: “todos prestarão contas dos seus atos diante de Deus”


Na manhã da última quinta-feira (7), o prefeito de Simões Filho, cidade da Região Metropolitana de Salvador (RMS), Diógenes Tolentino, que é evangélico praticante, esteve acompanhado da comitiva municipal participando do início das festividades de 58 anos de emancipação política, nactradicional missa festiva, em ação de graças, na Paróquia São Miguel de Cotegipe, no Centro da cidade.

Na oportunidade, Dinha destacou as comemorações em alusão ao aniversário da cidade e, em seu discurso, abordou  sobre a postura do homem, segundo ele, alinhada a partir dos mandamentos de Deus.

Deixando a política de lado e parafraseando citações e palavras bíblicas em um discurso reflexivo, o mandatário do Executivo foi além ao apregoar a “misericórdia do todo poderoso” e fez questão de lembrar que “o socorro vem do alto e não do homem”, se referindo a passagem bíblica. “De onde virá o socorro? O meu socorro vem do alto, e é através de Jesus que vem o socorro. Tudo tem que ter a permissão de Deus. Nenhuma folha cai se não for permitido por ele, e pode ter certeza, que Deus sabe o que está fazendo, e se ele permitiu é porque ele sabe”, disse o prefeito Dinha durante a fala.

Bastante emotivo, o alcaide parabenizou a postura do vereador Orlando de Amadeu (PSDB)que, segundo ele, “tem mantido uma postura de homem na questão do compromisso com a cidade” e, na ocasião, pediu empenho total de todos que fazem parte da administração pública elevando, primeiramente, “a vontade do Todo poderoso Deus”.

“Deus abençoe ao presidente da Câmara de Vereadores, Orlando de Amadeu, pela postura e pela forma que ele se posiciona, de uma forma definida. O homem tem que ter postura. Jesus quando veio na terra, Ele se posicionava de forma clara, e isso nós temos que reconhecer do nosso mestre e, por isso, fico feliz com a postura definida do presidente da Casa”, enalteceu.

Conforme seu ensinamento bíblico durante o uso da palavra, o alcaide disse que só existe um Juiz quem tem direito de julgar. “Não é eu nem você, é só 1: Jesus Cristo de Nazaré”, salientou.

“A bíblia diz que todo joelho se dobrará. Não são alguns não, é todo joelho que vai se dobrar diante de nosso senhor Jesus Cristo. A bíblia é clara que todo joelho se dobrará e toda língua confessara que Ele é o Senhor e a bíblia diz também nesse mesmo capítulo que todos prestarão conta dos seus atos diante de Deus,  não ficará uma atitude fora dos olhos de Deus, ou seja, tudo que você faz ao longo do dia, Deus vai ver e julgar”, exclamou.

Sem ter um direcionamento direto, o prefeito voltou a repartir, mas de forma diferente, sua opinião ao oculto.

“Mas, no dia certo cada um será julgado pela sua atitude. Eu preciso entender como prefeito que Deus está contabilizando as minhas atitudes, tanto no bem quanto no mal e naquele dia eu irei prestar conta. Naquele dia, vocês vão prestar conta dos seus atos. Vocês,  vereadores, vão prestar conta dos seus atos, assim como eu vou prestar conta do bem e do mal?”, declarou.

Em outra linha do discurso, Dinha enfatizou que para a cidade continuar crescendo é preciso a ajuda de todos. “Então, o que é que eu estou fazendo de bom para essa cidade? A cidade evoluiu, a cidade cresceu, a cidade melhorou e a cidade está disponibilizando uma qualidade de vida melhor para nosso munícipe. Se nós fizermos nosso papel agora no presente e se essa semente que nós estamos plantando, Jesus vai pegar os frutos dessa arvore e vai dizer: filho olha o fruto que você plantou!”, filosofou Dinha ao revelar sua verdadeira arma como inspiração para manter o relacionamento com todos, independentemente de lado.

“Eu tenho colocado sempre meu joelho no chão e peço sempre a Deus que  me torne um ser humano melhor. Eu preciso amar e respeitar o meu próximo e cumprir os mandamentos que Jesus ensinou: ‘Amai ao seu próximo como a si mesmo e Deus em primeiro lugar’. Mas, como eu posso amar meu próximo se eu não respeito isso?”, salientou Dinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *