Prefeito Dinha destaca avanços realizados na área de Saúde e declara: “quando assumi em janeiro de 2017, tinha postos fechados”


Em seu primeiro mandato como prefeito de Simões Filho, Dinha Tolentino, em dois anos e 10 meses de governo, apesar de destacar que “ainda quer uma Saúde muito melhor para os munícipes”, e vem “trabalhando para isso”, durante coletiva de imprensa, realizada na manhã desta terça-feira (05), destacou para jornalistas “avanços considerados positivos”.

Depois de ‘ajeitar a casa e colocar em ordem’, o Gestor diariamente se esforça para cumprir o programa de Governo  e comemora a “credibilidade do município”, que ainda de acordo com ele,  por mais de 10 anos, figurou a lista do SPC/SERASA das Prefeituras (Cadastro Único de Convênios – Cauc da Secretaria do Tesouro Nacional).

No primeiro semestre deste ano, a Prefeitura de Simões Filho atingiu a categoria “B”, na avaliação do Tesouro Nacional, referente à Capacidade de Pagamentos de Municípios, (CAPAG). O CAPAG é um sistema vinculado ao STN que tem como prioridade apresentar de forma simples e transparente a situação fiscal dos estados e municípios. O ente que tem nota “A” ou “B” recebe autorização e garantia federal em operação de crédito, e o município volta ao seleto grupo de “Bom Pagador”.

“Quando assumi em janeiro de 2017, assumi uma saúde que tinha postos fechados, parte do 13º em atraso, salário de dezembro em atraso, dívidas com o Hospital Municipal, sem equipamentos e sem estrutura nas Unidades Básicas de Saúde”, enfatizou o prefeito durante a coletiva de imprensa.

Entre os avanços considerados positivos pelo Gestor Municipal, ele aponta a construção de UBS decentes e dignas, sua gestão equipou as UBS antigas, reabriu Postos de Saúde e contratou médicos e enfermeiras. “Hoje, os nossos dados, podem ser comprovados na Secretaria de Saúde da Bahia que estão muito melhores em relação à gestão anterior”, pontuou o alcaide.

Entre as novidades, a Prefeitura está com processo administrativo de novo contrato do Hospital e compra de equipamentos para as UBS. Dinha garante que o novo contrato irá preservar os serviços de Saúde, com o valor reduzido. Ainda entre os avanços, toda frota do SAMU foi requalificada e aquisição de 2 ambulâncias novas tipo B. “Não tinha na cidade”, acrescenta.

“Estamos em processo de licitação de medicamentos onde estaremos abastecendo todas as unidades de uma forma mais completa. A evolução é clara só não enxerga quem não quer”, disse o prefeito.

Ainda com relação aos avanços destacados no setor de saúde: novos equipamentos adquiridos e serviços como: aparelho de Raio-X descentralizado, mesa cirúrgica, aparelhos oftalmológicos, ventiladores pulmonares, climatização da enfermarias 2, construção de espaços de vivência e convivência, recuperação do Anexo ao Hospital Municipal, ativação da Sala de Vacina, implantação do teste do olhinho e da Unidade interligada do Registro Civil de Nascimento, responsável pela emissão gratuita e imediata de certidões de nascimentos dentro do local, além disso, o aprimoramento da gestão do hospital com o incremento da rede cegonha com 90% das gestantes vinculadas ao Hospital, efetivação do cartório na Unidade de Saúde e humanização do parto.

A nova Sala de Estabilização do Hospital Municipal de Simões Filho, uma conquista da gestão Dinha Tolentino, a moderna sala, segundo a Prefeitura, representa a ampliação no número de atendimentos, e isso implica concomitantemente que mais vidas serão preservadas. A sala conta com 4 leitos para pacientes graves, que são monitorados e tratados, possibilitando uma evolução mais rápida e promissora do quadro.

Em 2017, o Anexo do Hospital Municipal de Simões Filho passou a contar com mais especialidades médicas e houve ampliação de atendimentos. Segundo a Prefeitura, após estudo, verificou a necessidade da ampliação do quadro de especialidades. Na unidade de saúde, a população conta com Angiologista Clínico e Cirúrgico, Endocrinologista, Clínica Médica, Pediatra, Neurologista, Pneumologista, Ortopedista (pediátrico, coluna, geral), atendimento de enfermagem, dentre muitos outros.

MARCOS CASTELLI, REDAÇÃO REDE IMPRENSA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *