Mulher é encontrada morta com diversos disparos de arma de fogo em Simões Filho


Após uma semana, mais um crime que pode ser tipificado como feminicídio assusta a população de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Na manhã desta quarta-feira (17), por volta das 9h, a Polícia Militar (PM) foi informada por populares sobre a existência de um cadáver na Via Periférica, nas proximidades da empresa Tecnostil, no Centro Industrial de Aratu (CIA).

Segundo informações da assessoria de comunicação da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), após constatação do fato pela Guarnição da Ilha de São João, foi encontrado no local, um corpo do sexo feminino, aparentando de 20 a 25 anos, de cor negra.

O corpo da vítima foi encontrado com diversos ferimentos, provenientes de disparos de arma de fogo na altura da cabeça.

Ainda de acordo com PM, A guarnição permaneceu no local aguardando a chegada dos prepostos do DPT e a adoção das medidas legais cabíveis.

A motivação e a autoria permanecem desconhecidas. O caso deverá ser investigado pela 22ª Delegacia Territorial (DT).
Jovem de 17 anos foi encontrada morta em uma área de mata, na Ilha de São João na semana passada

Na quarta-feira passada, dia 10/04, uma jovem de 17 anos, identificado como Rayssa Gabriela de Oliveira foi encontrada morta em uma área de mata, no bairro Ilha de São João, nas proximidades da Marinha do Brasil. A vítima trajava uma camisa verde da seleção brasileira e uma bermuda jeans azul.

Em nota, a assessoria de comunicação da 22ª CIPM informou que garota foi atingida por disparos de arma de fogo no rosto e no pescoço.

As investigações continuam em curso, mas até o momento, as informações dão conta de que a jovem Rayssa teria caído em uma emboscada, após ter sido atraída por uma pessoa e, logo após, torturada e executada com diversos tiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *