Moradores fazem manifestação na Sedec em Simões Filho pedindo oportunidades nas obras do Atacadão


Conforme já haviam sinalizado anteriormente, em matéria veiculada pelo Mapele News, um grupo de moradores de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) se reuniu na manhã desta segunda-feira (19), na porta da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) para reivindicar vagas de emprego nas obras do Atacadão.

http://mapelenews.com.br/obras-do-atacadao-em-simoes-filho-podem-ser-paralisadas-moradores-reivindicam-priorizacao-da-mao-de-obra-local/

O novo empreendimento está sendo construído atrás do Mercado Municipal, localizado entre as Avenidas Washington Luiz e Engenheiro Walter Aragão de Souza. Após a liberação do alvará para a construção do estabelecimento comercial, a prefeitura anunciou que o Atacadão deveria gerar cerca de 220 empregos diretos para a população local.

De acordo com os moradores, embora o prefeito Diógenes Tolentino, juntamente com o secretário, Djalma Machado tenham garantido priorização da mão de obra local, até o momento, menos de 10% dos operários da obra são munícipes simõesfilhenses.

Durante a manifestação, os moradores foram recebidos pelo chefe da pasta e afirmaram que Djalma prometeu intervir diretamente na situação, para garantir que os cidadãos que buscam estas vagas de emprego sejam de fato beneficiados.

“Até agora são só promessas e nada. O secretário prometeu que vai tomar providências, vê aí o que ele pode fazer. Ele tomou o nome de todo mundo e disse que vai agilizar pra gente”, ressaltou um trabalhador desempregado.

Já um outro manifestante aproveitou a oportunidade para fazer reclamações contra a unidade local do SINE. Conforme relatado por ele, as vagas de emprego não estão sendo distribuídas com transparência e os servidores da unidade não têm prestado um bom atendimento.

“Eu fiquei desanimado porque chegou uma pessoa responsável pelo SINE e falou coisas que na realidade não eram verdade. Os funcionários chegam lá dizendo que são isso e aquilo outro e que as pessoas que estão lá na fila não são nada, são apenas desempregados”, salientou o morador.

Os vereadores Jailson Soares, Manoel Almeida e Everton Paim também estiveram presentes durante a reunião entre os manifestantes e o secretário Djalma Machado. Para o vereador Jajai, é importante que os parlamentares apóiem a população no que se refere a demandas tão urgentes, como a geração de emprego e renda.

“Nós nos reunimos aqui porque é importante a união dos operários, dessas pessoas que estão desempregadas realmente querendo buscar emprego. A gente enquanto vereador tem que estar junto buscando emprego para o povo de Simões Filho”, disse Jailson.

O vereador também revelou que pensou em encontrar um meio legal de paralisar as obras, até que a mão de obra local fosse priorizada, mas que também é importante que a construção seja finalizada, uma vez que, a maior quantidade de vagas será disponibilizada quando o supermercado estiver funcionando.

“A gente tem que entrar em entendimento e conversar para que as coisas fluam bem. Que a empresa também seda algumas vagas para o povo de Simões Filho e a gente possa entregar ao pessoal, porque é importante também que a obra seja continuada”, completou.

Ainda segundo Jajai, uma nova reunião com o gerente da empresa, o secretário, alguns vereadores e o prefeito Diógenes Tolentino será realizada no sentido de normalizar a situação o quanto antes.