Defensoria Pública pede punição de apresentador por declaração sobre “viados”


O desabafo do apresentador da emissora de televisão SBT, Ratinho sobre o que ele considerou “excesso” de homossexuais nas produções da rede Globo poderá lhe custar caro. A Defensoria Pública de São Paulo ofereceu uma denúncia administrativa na Secretaria de Estado de Justiça e Defesa da Cidadania contra o apresentador, por considerar o vídeo ofensivo e homofóbico.

“Eu estava aqui vendo a novela da Globo, aquela coisa de cangaceiro e tal. Mas poxa, a Globo colocou ‘viado’ até em filme de cangaceiro, gente? Naquele tempo não tinha ‘viado’ não. Você acha que tinha ‘viado’ naquele tempo? É muito ‘viado’: é ‘viado’ às seis da tarde, é ‘viado’ às oito da noite, é ‘viado’ às nove da noite, é ‘viado’ às dez da noite, é muito ‘viado’. Eu não sei o que está acontecendo, não tem tanto ‘viado’ assim. Ou tem? Será?”, declarou Ratinho, em suas redes sociais, no dia 3 de janeiro.

Segundo informações do Estadão, o defensor público Rodrigo Leal da Silva, autor da denúncia, justificou dizendo que a fala sugere que a homossexualidade masculina é algo negativo, ofendendo uma parte da população.

Por conta das declarações, pelas quais o apresentador chegou a se desculpar, Ratinho pode ser punido judicialmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *