Família contesta versão de suicídio de jovem no Case em Simões Filho

Familiares do adolescente Bruno Carvalho, 16 anos, encontrado morto na última quarta-feira (13) dentro da Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case/CIA), contestam a versão de que o óbito foi decorrente de suicídio, conforme fora divulgado pela instituição. De acordo com informações do jornal Correio, a tia do jovem, Vanilza Carvalho, afirma que o reconhecimento do corpo … Leia Mais


Confira resultados das rodadas do Final de Semana em Simões Filho

Confira os resultados das rodadas de futebol que aconteceram no último domingo (17), em Simões Filho. IX COPA DE FUTEBOL DA ARENA DA BAIXADA *Cruz Azul (Coroa da Lagoa) 0 x 2 Brasileirinho (Ponto Parada); *Os Piratas (Coroa da Lagoa) 2 x 3 CDL (Coroa da Lagoa). I COPA DE FUTEBOL DO JARDIM RENATÃO *Ypiranga … Leia Mais


Pugilista simõesfilhense conquista medalha em campeonato brasileiro

O pugilista simõesfilhense Maurício dos Santos conquistou o segundo lugar no Campeonato Brasileiro de Boxe, na categoria cadete (48 kg). A competição aconteceu em Cuiabá, na última semana entre os dias 11 a 16 de julho. O Jovem de 16 anos representou a seleção baiana de boxe, tendo como técnico, o também simõesfilhense Marco Antônio … Leia Mais


Mapele deverá ser palco de protesto e revolta de estudantes em evento cultural nesta terça (19)

Estudantes de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador pretendem realizar uma grande manifestação no final de linha do distrito de Mapele na tarde desta terça-feira (19). Contra o sucateamento dos colégios estaduais que se encontram abandonados, os estudantes estão revoltados e irão cobrar também maior comprometimento do município por entenderem que o poder público … Leia Mais



Rodadas de Futebol acontecem neste domingo (17) em Simões Filho


Rodadas de futebol acontecem neste domingo (17) em Simões Filho. Confira:

IX COPA DE FUTEBOL DA ARENA DA BAIXADA – IDADE LIVRE, a partir das 08:30h, no campo da localidade com as partidas:
*Cruz Azul (Coroa da Lagoa) x Brasileirinho (Ponto Parada);
*Os Piratas (Coroa da Lagoa) x CDL (Coroa da Lagoa).

I COPA DE FUTEBOL DO JARDIM RENATÃO – IDADE LIVRE, a partir das 08h, no campo do Urubu (Estrada de Candeias):
*Ypiranga (Estrada de Candeias) x Grêmio (Cristo Rei);
*Goiás (Coroa da Lagoa) x União (Cristo Rei).

X COPA DE FUTEBOL DE SANTO ANTÔNIO DO RIO DAS PEDRAS – IDADE LIVRE, a partir das 08:45h, no campo de Santo Antônio:
*Ponte Preta (Cepel) x Santa Maria (Santo Antônio).

V COPA DE FUTEBOL SOCIETY DO Km 25 – IDADE LIVRE, a partir das 08h, no Centro de Lazer
José Feitosa Cavalcante – Km 25:
*Marechal (Ponto de Parada) x SJD (Km 25);
*Revelação (Km 25) x Real Major (Km 25).

ABERTURAS
XI COPA DE FUTEBOL SOCIETY DO Km 30 – IDADE LIVRE, a partir das 08h, no campo da localidade:

*Real Brasil x Km 30;
*PSG x Ratrans;
*Expresso x América;
*Alemanha x Juventude.

IV COPA DE FUTEBOL SOCIETY DA NOVA PITANGA – VETERANOS, a partir das 08h, no campo da localidade:
*Coligação (Nova Pitanga) x Raposão (Vida Nova);
*Cascavel (QD. VI – CIA II) x Dois Unidos (Nova Pitanga);
*JK (Nova Pitanga) x Avaí (Iraque).


Contra o aumento de vagas de Vereadores, oposição insinua como “manobra” falta de transmissão da rádio FM 87,9


Durante apresentação e apreciação do Projeto de Decreto Legislativo de nº 002/2016 que fixa em 19 o número de vagas na Câmara de Vereadores de Simões Filho, nesta sexta-feira (15), a bancada da oposição composta pelos vereadores Genivaldo Lima (DEM), Kátia Oliveira (PMDB), Dene Canaã (DEM) e Luciano Almeida (PSDB), questionaram a condução do Presidente da Casa, Joel Cerqueira (PT), com relação à convocação da sessão extraordinária, que ainda de acordo com eles; trata de um “projeto legal, mas não moral”. Além disso, os parlamentares insinuaram como “manobra” do Chefe do Legislativo, a falta de ampliação da divulgação da matéria nos veículos de imprensa e cogitaram como “estranho”, o fato da rádio Simões Filho FM – 87,9 não transmitir a sessão.camara

Logo no início da sessão, o Vereador Luciano Almeida manifestou ser contrário ao aumento no número das vagas, embora, em 2008 ter ido à Brasília a favor da PEC que determinou o aumento de vereadores no país. Declarando que a população está com “pavor e nojo” dos últimos desdobramentos acirrados na política no cenário nacional, o parlamentar justificou a questão da crise econômica e o desemprego que atinge o município de Simões Filho; alegando que como se“justificaria o aumento de vereadores se existem famílias na cidade com seis pessoas desempregadas”.

Com a avaliação da falta de representação popular no Plenário da Casa, Luciano Almeida pediu o cancelamento da sessão para a próxima semana. O Presidente Joel Cerqueira chegou a solicitar o requerimento verbal, mas foi reprovado pela esmagadora maioria que defendeu a aprovação da matéria.

Contento pelo seu partido ocupar o 2º maior cargo no Brasil, após o Deputado Federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) ser empossado, o Vereador Genivaldo Lima disse que não poderia ficar calado e concordou com a legalidade do projeto, porém, criticou a falta de ampliação na divulgação para a participação popular, além de reforçar a sua anterior indicação sobre a redução de 17 para 15.

“A Rádio 87,9 quase ia transmitir, mas hoje deu problema”, insinuou o edil como “manobra” para facilitar a aprovação do projeto em 1ª votação, já que sem o apelo popular contrário, os vereadores não teriam dificuldades em aprovarem a matéria.https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/v/t34.0-12/

O Presidente da Casa também foi questionado pela Vereadora Kátia Oliveira (PMDB), que considerou a sessão extraordinária, sem muita importância, pelas mesmas justificativas defendidas pelos seus colegas de bancada, além de concordar com declarações da opinião pública, que realmente “eles não fazem nada” e que o aumento no número de vagas, na verdade seria uma preocupação em seus “próprios umbigos”. A parlamentar desabafou dizendo que fazem as indicações, mas o executivo não executa, justificando as cobranças da população de que “eles não fazem nada”.

A bancada oposicionista não ‘baixou a guarda’, mesmo com todas as justificativas legais em torno do projeto; como a questão do duodécimo fixo independente do aumento de vagas, que ainda de acordo com os parlamentares a favor da matéria, quem ganho é o município com o aumento de representatividade.

O Vereador Dene Canaã (DEM), disse que ‘não adiantaria o aumento de vagas’; se o executivo não considera as solicitações do povo feitas pelos Vereadores.

Em seu discurso, o Vereador Erivaldo Canjirana (PSL), mas uma vez deixou claro e transparente a questão legal da matéria, sobretudo, por cumprir a emenda constitucional e a Lei Orgânica do município que dita o número de 19 edis para uma população acima de 120 mil e menor que 160 mil pessoas. Simões Filho atualmente tem cerca de 133 mil habitantes.

“Os argumentos que o aumento causa despesas não procede porque os repasses de recursos às Casas Legislativas não estão atreladas ao número de Vereadores, mas sim à população e o duodécimo vai continuar o mesmo”, esclareceu.

Durante as discussões acirradas por um ano político, onde os nobres vereadores necessitam demonstrar “força” e “cada um defender sua reeleição”, a celeuma não foi suficiente e argumentadora para que realmente os “defensores” desistissem da matéria reprovando-a.

Para Joel Cerqueira, o aumento é uma oportunidade que não poderia tirar das pessoas que tem trabalhos prestados e aumenta a chance dessas pessoas conquistarem uma vaga no Legislativo. O projeto foi aprovado por 11 votos a favor e 4 contra.


Após polêmicas, aumento do número de vereadores de 17 para 19 é aprovado em Simões Filho


A Câmara Municipal de Simões Filho aprovou em primeira votação um projeto de lei que aumenta o número de vereadores do município de 17 para 19, nesta sexta-feira (15). A medida passa a valer já nas eleições de outubro para representação a partir de 2017. A proposta foi aprovada com onze votos a favor e quatro contra da bancada da oposição. O vereador Joel do Hospital não esteve presente no Plenário e o voto do Presidente da Casa só seria adotado se houvesse empate.

As discussões que antecederam o momento da votação registraram diversas polêmicas, inclusive, a sessão extraordinária convocada pelo Presidente da Casa, Joel Cerqueira (PT), foi questionada pela vereadora Kátia Oliveira (PMDB), que considerou que a razão de se convocar uma sessão extraordinária se justificaria para aprovação de projetos importantes para a cidade. Apesar de cerca de dois meses atrás, a edil não apoiar o seu líder da oposição, Genivaldo Lima (DEM), na ocasião em que defendeu a diminuição de duas cadeiras, abstendo o seu voto, ela votou contra o aumento junto com seus colegas de bancada.

“Não precisa mais de vereadores e sim de trabalho”, afirmou Kátia Oliveira que chegou a concordar com declarações da opinião pública de que “eles mesmo não fazem nada”. Totalmente contrária ao aumento do número de vagas, a parlamentar ainda afirmou que “estariam todos pensando em seus próprios umbigos”, mas entrou em contradição quando defendeu dois meses atrás, a oportunidade de outras pessoas disputarem a uma vaga no Legislativo.

13731559_1737272383195585_675559090583373938_n

Declarando que foi derrotado pela Casa, no momento que propôs a redução de 17 para 15 vereadores e que suscitou diversas polêmicas, inclusive, de que ele estaria pensando em aumento de salários, já que a mudança para 19 não interfere no repasse feito pela prefeitura que é fixo de 6%, Genivaldo Lima (DEM) reforçou os discursos contrários à aprovação do projeto.

“Diminuir ou aumentar os vereadores não vai mudar os problemas e o que precisa na política é de pessoas que represente bem o povo”, afirmou o vereador Élio Santos (PSC).

13669619_1737271789862311_650866642824611242_n

O cumprimento da Constituição e Lei Orgânica do município que respaldam a justificativa do aumento do número das vagas para 19 e que desde 2013 a Câmara já deveria compor com este número, foram cobrados pelas comissões diretora de cerca de 10 partidos favoráveis ao aumento. “PSL, PV, PCdoB, PHS, PRB, PRP, PROS, PSD, PDT, PSDC” foram alguns partidos que solicitaram o cumprimento da lei.

O Presidente da Casa, Joel Cerqueira em seu discurso de defesa do projeto que aumenta o número de vagas, questionou a bancada da oposição e relembrou a luta de alguns vereadores, entre eles, Luciano Almeida (PSDB), que esteve em Brasília cobrando o aumento de número de parlamentares e que hoje reivindica pela diminuição.  Em setembro de 2009, a Câmara de Deputados, aprovou em segundo turno, as PECs 336/09 e 379/09, ambas do Senado, que aumentaram o número de vereadores do país e reduziu os percentuais máximos de receita municipal que podem ser gastos nas Câmaras.

13718638_1737271896528967_5577104344079842236_n

“Fico me perguntando será que é desvalorizar o papel que eles mesmos (bancada da oposição), se colocaram aqui nesta Casa”, desabafou Joel Cerqueira que ainda justificou que com a possibilidade do aumento de vagas estabeleceu, inclusive, a condição plural para presidir a Casa do Povo. Cerqueira alfinetou “os contrários ao projeto”, dizendo que entendia o que “estaria em jogo”.

“Está será uma campanha eleitoral onde está proibido o financiamento de empresas com CNPJ e tem gente fazendo conta que o “pequeno” que tem trabalho na cidade possa ser reconhecido”, afirmou o parlamentar que sem ‘dar nomes’, alfineta Genivaldo Lima. “Com o poder aquisitivo passa por cima e está com medo de perder uma cadeira na Câmara. Tem que respeitar as pessoas que tem trabalhos prestados e não tem condição financeira para chegar nesta casa”, disse Joel Cerqueira.

O Vereador Genivaldo Lima que entendeu a “alfinetada”, e rebateu o Presidente da Casa.

“Vossa Excelência fala dos ‘pequenos’, mas quero lembrar que a pouco tempo era pré-candidato a prefeito e agora está preocupado com os pequenos. Então o senhor não irá a reeleição e dará chance aos que estão no seu partido e que foram colocado lá dizendo que era candidato a prefeito”, ironizou Lima.

Mantendo uma postura de equilíbrio, Joel Cerqueira revidou dizendo que fará “aquilo que a população que o elegeu decidir que ela faça”.


Adolescente infrator é encontrado morto dentro da Case em Simões Filho


Um adolescente de 16 anos foi encontrado morto dentro da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac) em Simões Filho na manhã desta quinta-feira (14). O corpo do jovem foi localizado por socioeducadores na Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case/CIA).

Ele estava cumprindo medida socioeducativa por conta de um ato infracional cometido no interior da Bahia. O município não foi informado.

Segundo a assessoria da Secretaria de Comunicação da Bahia (Secom), o adolescente foi encontrado com um lençol amarrado ao pescoço e a suspeita da Fundac é de que ele tenha cometido suicídio. Um socioeducador, entanto, contou ao ‘Jornal CORREIO’ que o jovem foi espancado por outros internos da unidade.

No dia 29 de junho deste ano, dois adolescentes infratores também foram espancados dentro dos alojamentos das unidades da Case. Na época, a Fundac informou que eles foram agredidos por outros adolescentes por conta de rivalidades entre grupos. A peleja entre eles começou antes de serem internados na Case.

A assessoria da Fundac não confirma a relação entre o caso de junho e o desta quinta-feira, nem se o jovem encontrado morto é um dos espancados do mês passado. Em nota, a Instituição disse que investiga o caso.

A morte do adolescente está sendo investigado pela Delegacia do Adolescente Infrator – DAI. A informação foi confirmada pela secretaria de Comunicação do governo. Além da DAI, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP- e o Instituto Médico Legal foram acionados para investigar o caso.


‘Foi terror, todo mundo se jogando no chão’, conta funcionária de lanchonete em Simões Filho


O confronto entre policiais e criminosos na noite da última quarta-feira (13), em Simões Filho parou a principal rodovia que corta a Bahia, a BR-324 – onde trafegam, por dia, 41 mil veículos.  O tiroteio assustou quem trafegava pelo local e deixou quatro mortos e um policial ferido.  A funcionária de uma lanchonete que fica próxima ao local do conflito contou ao Jornal CORREIO que muita gente tentou se abrigar no estabelecimento e os policiais orientavam para que elas deixassem os veículos, já que ficaram presos em um engarrafamento.

“A gente atendeu aqui uma caravana de evangélicos que estava indo pra uma igreja, umas 20 ou 30 pessoas, que o carro foi todo alvejado de balas, mas graças a Deus ninguém se feriu”, contou.  A situação deixou os funcionários e quem estava nos carros apreensivos. “A polícia mandou virem pra cá. Foi terror, todo mundo se jogando no chão”, contou.

Uma das pessoas que saiu de um veículo na tentativa de se proteger da troca de tiros, a faxineira Maria de Fátima Ricardo Senna, 35 anos, que retornava para Cruz das Almas foi baleada ao sair do carro que ficou no meio do fogo cruzado e não resistiu aos ferimentos.

(Foto: Clarissa Pacheco / CORREIO)

Cerco
De acordo com as informações, na manhã desta quinta-feira (14), os funcionários da lanchonete continuaram apreensivos e acompanharam momentos de tensão. Desde o início do dia, a Força-Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP), junto com equipes de grupamentos da Polícia Militar, se posicionou no local da troca de tiros em busca dos foragidos. De acordo com a SSP, são pelo menos oito os procurados.

Antes das 6h, houve explosões de bombas no matagal próximo ao local onde houve a troca de tiros na noite desta quarta-feira. Mas a busca ficou ainda mais tensa por volta das 12h30. Quando apenas uma van estava no local com cerca de dez policiais do Bope da PM, outros agentes que montavam guarda em frente a um galpão, à beira da rodovia no sentido Feira de Santana, pediram reforço.

Por volta das 13h30, policiais do Cipe-Polo voltaram a fazer incursões no matagal em frente ao local onde houve o tiroteio e ao redor do galpão. Eles buscam os fugitivos desde a noite da última terça-feira (12), quando os bandidos furaram um bloqueio e depois trocaram tiros com a PM na Estrada das Cascalheiras, em Camaçari.