Bahiafarma começará a produzir testes-rápidos de Dengue, Zika e Chikungunya em Simões Filho


A Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos – Bahiafarma que tem seu primeiro laboratório público do país, localizado as margens da BR 324, no município de Simões Filho (Região Metropolitana de Salvador), já pode produzir e comercializar testes-rápidos de diagnóstico da Dengue, Zika vírus e febre Chikungunya, transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

OPUIGTYUUO
De acordo com publicação no Diário Oficial da União da última segunda-feira (6), a licença para a produção e distribuição dos testes que detectam a contaminação através do mosquito transmissor da Dengue, foi concedida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), autorizando o inicio da produção e comercialização do dispositivo.

A Bahiafarma é uma fundação pública de direito privado, que integra a administração pública indireta do Poder Executivo da Bahia, vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (SESAB), tendo como finalidades a realização de pesquisa científica e a promoção de desenvolvimento tecnológico e inovação no campo farmacêutico e da saúde; a produção e comercialização de medicamentos, equipamentos, insumos e produtos para a saúde, fornecimento e distribuição de medicamentos essenciais e outros produtos de interesse social para órgãos e entidades que integram o Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o fortalecimento do papel da Bahiafarma como laboratório público estratégico do SUS, a Assembleia Legislativa da Bahia aprovou, em novembro de 2015, a nova Lei da Bahiafarma (nº 13.453/2015), que amplia o escopo produtivo da fundação. Com a nova legislação, a entidade passou a poder produzir, além de medicamentos, cosméticos, alimentos e produtos para a saúde, a exemplo de equipamentos médicos.

Neste sentido, a Bahiafarma terá muito em breve a capacidade de produzir cerca de 500 mil testes-rápidos ao mês, ajudando a acabar com as dúvidas do cidadão em relação ao próprio quadro de saúde e contribuindo para a iniciação imediata do tratamento para quem tiver constatada a contaminação através do Aedes Aegypti. Somente em 2016, 65.831 casos prováveis de dengue foram notificados na Bahia, representando uma incidência de 433 casos a cada 100 mil habitantes.

O laboratório da Bahiafarma irá produzir dois tipos de testes rápidos para diagnóstico da dengue. Um deles detecta anticorpos produzidos por organismos infectados, o Dengue IgG / IgM, e o outro reage com o antígeno NS1. Desenvolvidos em parceria com o laboratório sul-coreano GenBody, os dispositivos funcionam com uma pequena quantidade tanto de sangue quanto de soro ou plasma sanguíneo e fornecem os resultados em até 20 minutos.


Artistas simõesfilhenses deverão realizar cadastramento junto a Secretaria de Cultura


A Prefeitura de Simões Filho, através da Secretaria de Cultura (SECULT), convoca todos os artistas e grupos culturais do município, para realização do cadastramento que irá identificar e mapear a diversidade cultural da cidade, a fim de ampliar e fomentar ações voltadas para os diversos segmentos artísticos.

yjuk

De acordo a assessoria de comunicação da Prefeitura, o interessado deve comparecer à sede da SECULT, no Cia I, ao lado da Caixa Econômica Federal, apresentar um documento oficial com foto. Para Pessoa Jurídica, é necessário apresentar o CNPJ e um documento oficial com foto do titular.

O cadastro começou a ser efetivado desde a última sexta-feira (03) quando também foi promovida a primeira edição do projeto “Beco Cultural”. Evento realizado no bairro Cia I, que contou com exposição de grafite no muro, feira de artesanato, apresentações musicais, rodas de capoeira e fanfarra, lançamento de livro, além da grande interação com a comunidade local e circunvizinhança.

De acordo com o secretário de Cultura, Sid Serra, a iniciativa teve como objetivo a integração dos grupos culturais e promoção da arte, resgatando a autoestima dos artistas locais e incentivo de atividades voltadas para a expressão corporal como dança, música e poesia.

A realização do “Cadastro Cultural” é de fundamental importância para todos os artistas que pretendem solicitar algum tipo de apoio do Poder Público, com base legal na Lei Municipal 860/2011, que determina o devido cadastramento no Sistema Municipal de Cultura.


Péssimo serviço da Embasa deixa moradores de Simões Filho indignados


A falta constante no serviço de abastecimento de água do município de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), tem deixado a população bastante indignada. Bairros como Cia, Pitanguinha, Coroa da Lagoa e até nos distritos de Mapele e Cotegipe, a situação está ficando insustentável.

DRRRRYUI88

O caso mais grave até o momento é o da comunidade da quadra 6 do Cia I e adjacências, que sofrem há duas semanas com a falta constante do abastecimento de água, sem que haja nenhuma justificativa plausível para a suspensão indevida do serviço.

Uma moradora que preferiu não se identificar, informou que por diversas vezes já entrou em contato com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), mas que, até o momento nenhuma solução foi apresentada à população, que já não sabe mais a quem recorrer.

“Eu já fui lá, também já liguei e até agora nada. Espero que as autoridades municipais consigam intervir com brevidade, porque senão, daqui a pouco não teremos água nem pra beber mais”, disse ela aflita.

De acordo com assessoria de vereadores que representam a localidade, um ofício teria sido enviado a gerencia da Embasa solicitando a regularização da situação no Cia I, porém, até o momento, nenhuma providencia foi tomada.

A Embasa disponibiliza o telefone 0800 0555 195 que funciona 24h para tender solicitações de serviços, sugestões, denúncias ou informações.


Prefeitura e ACOSIF buscam parceria para melhorias no comércio de Simões Filho


O prefeito Diógenes Tolentino se reuniu com a diretoria da Associação Comercial e Industrial de Simões Filho (ACOSIF) no final da tarde da última segunda-feira (6) com a finalidade de buscar melhorias para alavancar o comércio local.

m.kjçjç~ç

Na oportunidade, quatro demandas foram apresentadas pelo presidente da ACOSIF, Evandro Guedes, como principais reivindicações da categoria, são elas: segurança, ordenamento, iluminação e cartão de compra para o servidor.

Conforme colocado pelo prefeito, a expectativa da parceria é proporcionar aos centros comerciais da cidade um processo de restauração (pintura, calçadas, iluminação), além da implantação de um sistema de monitoramento eletrônico.

Com relação ao benefício “cartão de compras”, que deverá ser oferecido ao servidor municipal, a ACOSIF e a Secretária de Desenvolvimento Econômico (SEDEC) deverão se reunir posteriormente para tratar medidas que viabilizem a execução do projeto.

Participaram também do encontro o secretário de Desenvolvimento Econômico, Nilton Novaes; o superintendente de Fomento ao Empreendedorismo e Atração de Investimentos da SEDEC, Djalma Machado; e o vereador Orlando de Amadeu.


Simões Filho: Ouvinte denúncia secretário de Habitação por maus tratos e o chama de mentiroso


Depois de quase 40 dias à frente da Secretaria Municipal de Habitação (SEHAB), João Augusto Ribeiro Leal (João contador), demonstrou certa irritabilidade com as retaliações que vem sofrendo acerca das demandas relacionadas ao Programa do Governo Federal “Minha Casa Minha Vida” (MCMV) em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador.

12sssEm entrevista concedida na manhã desta terça-feira (07), á rádio Sucesso FM, João bateu de frente com ouvintes que entraram em contato com a emissora para criticar a atuação do secretário, diante do atendimento prestado a comunidade, que busca informações sobre os empreendimentos habitacionais do MCMV no município.

De acordo com a moradora que preferiu não se identificar, o secretário não está apto para exercer a função de chefe da pasta, haja visto a dificuldade em oferecer alternativas aos diversos cidadãos que tiveram seus dossiês aprovados e não foram contemplados com suas devidas moradias.

“Meu nome saiu na gestão passada e ele disse pra mim que não podia fazer nada, e que algumas pessoas construíram seus dossiês. Só que inúmeras vezes eu dormi na fila e acho que João está aí só pra se vingar de Lucia Abreu. Você não é pra estar aí neste cargo, saia daí e dê lugar à outra pessoa. Você está maltratando demais o povo”, disse ela.

Com um tom de indignação na voz, Contador responde dizendo que se escolhido pela atual gestão administrativa para ocupar o cargo, é porque seria o nome mais competente para estar chefiando a pasta, e quem levantar acusações infundadas sobre sua conduta estará exposto a responder processo judicial.

“Eu não tenho receio nenhum de responder a ouvinte, a nenhum cidadão, porque qualquer acusação inerente a minha pessoa eu gostaria que as pessoas tivessem provas, e se insistirem nas acusações, a gente vai discutir no Ministério Público.

Eu não tenho medo de enfrentar ninguém e não tenho satisfação nenhuma a dar com relação às coisas ilícitas. Eu sempre prezei pelo respeito, pela dignidade e sempre procurei pautar o meu trabalho com muita seriedade”, revelou João.

Ele ainda afirmou que não vai tolerar receber algumas acusações somente pelo fato de ser um homem público, e que também vai responder a altura se sentir desrespeitado.

“Não é porque é um cidadão público que tem que ouvir ou aceitar certas acusações infundadas. Nós fazemos o possível pra atender bem, com todo respeito às pessoas, com todo respeito ao cidadão, no momento que as pessoas faltam com respeito, provem, se não a justiça está aí pra buscar as provas” disse ele.

A respeito dos empreendimentos que ainda serão sorteados, o secretário revelou que dos 3 mil dossiês aprovados, somente 487 pessoas compareceram ao Centro Social para fazer o recadastramento e que apenas este montante participará do sorteio das 130 unidades disponíveis, que serão sorteadas em uma reunião aberta ao público, com data a ser definida.