“A violência contra as mulheres é uma questão de saúde pública”, diz secretária Estadual de Políticas Públicas para Mulheres

Com o objetivo de realizar uma série de ações com palestras motivacionais, orientações, ofertas de serviços, oficinas e outras atividades, a Prefeitura de Simões Filho, através da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPM), realizou na manhã desta terça-feira (26), no Centro Social, o lançamento da Campanha de Combate a Violência Contra Mulher. Na oportunidade, … Leia Mais


Governo do Estado implantará Ronda Maria da Penha em Simões Filho


A Prefeitura de Simões Filho, através da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPM), realizou na manhã desta terça-feira (26), no Centro Social o lançamento da Campanha de Combate a Violência Contra Mulher. Na oportunidade, a Major Denise Santiago falou sobre a implantação do programa Ronda Maria na Penha no município.

De acordo com a coordenadora Estadual da Ronda Maria da Penha, o encontro de hoje, bem como a Campanha de Combate a Violência Contra Mulher é de extrema importância para o município, tendo em vista que a cidade está entre os maiores índices de violência doméstica.

“Infelizmente, Simões Filho configura uma das cidades com o maior índice de ocorrências relacionadas à violência familiar. O Governo do Estado, assim preocupado está trazendo pra aqui a perspectiva de implantação da Ronda Maria da Penha, bem como ações de prevenção que serão realizadas junto a Rede Municipal de Educação”, disse a Major.

Denise Santiago explicou que atualmente, existem diversos canais de comunicação entre a vítima e as forças policiais que possibilitaram o aumento do número de denúncias. Outra novidade é que agora, testemunhas podem informar a ocorrência da agressão.

“A lei funciona a partir da denúncia dessas mulheres. Mas é importante salientar que hoje qualquer pessoa pode denunciar. O vizinho, o amigo, a mulher que se sentir ofendida, qualquer um pode ligar para o 190. Também tem o numero 180, que as pessoas podem se informar. É uma rede de sustentação em que a mulher pode pedir o afastamento desse agressor da convivência com ela” revelou Denise.

Ainda segundo a Major, a lei ficou mais rígida nos últimos anos. O agressor que for pego em flagrante delito será enquadrado no código penal como qualquer outro tipo de crime e poderá ser preso sem direito a pagamento de fiança.

“A lei Maria da Penha é um processo penal como qualquer outro. O que mudou com a lei é que agora o homem não pode mais pagar cesta básica e ir pra casa sendo liberado. Ele tem que ser preso pelo crime que ele cometeu e a mulher também não pode mais retirar a denuncia na delegacia. Isso deu a mulher mais força pra não desistir da ação por medo ou pressão da família.

A lei Maria da Penha tem 11 anos de atuação no país. De lá pra cá ela vem tentando modificar a realidade de milhares de mulheres que são agredidas todos os dias e acabam se conformando com a situação por se sentirem desamparadas ou terem medo de denunciar.


Simões Filho: Aniversário da cidade poderá contar com apresentação da Banda Roupa Nova


Durante pronunciamento na solenidade de assinatura de ordem de serviço, na última sexta-feira (22), no CIA I, o prefeito Diógenes Tolentino garantiu a entrega de diversas obras no próximo dia 07 de novembro, data em que o município de Simões Filho comemora aniversário de emancipação política.

Segundo o alcaide, uma das obras que estão garantidas para serem inauguradas junto com o aniversário da cidade é a praça da quadra 4, cujo a solenidade marcou a autorização para inicio imediato da construção.

“Eu conversei com o empreiteiro e pedi que ele trabalhasse de domingo a domingo porque no dia do aniversário da cidade nós queremos inaugurar algumas obras e ele me disse que existe toda a possibilidade de entregar tudo pronto no dia sete”.

De acordo com Dinha, será mantida a tradição de realizar um cerimonial religioso pela manhã com o intuito de agradecer a Deus, mas depois seguirá uma vasta programação, com festividades ao longo do dia.

“Eu manifestei pra Sid, que é nosso secretário de cultura, o desejo e a alegria de fazer uma programação festiva no dia do aniversário da cidade. Vamos agradecer a Deus de manhã pelos 56 anos de emancipação política do município e depois seguir com uma programação”.

Outra tradição que deverá ser mantida é a realização de apresentações artísticas, com participação de bandas conhecidas nacionalmente. Durante sua fala, o prefeito deixou escapar que um dos nomes cogitados é o do grupo Roupa Nova.

“Sid sugeriu alguns nomes e diversas pessoas vibraram muito quando se falou na banda Roupa Nova. Nós vamos fazer contatos, verificar uma programação que melhor venha a agradar o povo da cidade. Mas eu não quero antecipar nomes de bandas”, completou Dinha.

A Roupa Nova é uma banda brasileira formada em 1980 no estado do Rio de Janeiro, que ainda hoje se encontra em plena atividade. Com um repertório romântico, o grupo marcou a trilha sonora de muitos casais e continua fazendo sucesso entre os amantes da música popular brasileira.


Eduardo Alencar rebate críticas de Orlando de Amadeu: “deveria estar preocupado com a morte de Binho do Quilombo”


Durante a solenidade de assinatura da ordem de serviço que permitirá o inicio das obras de construção de praças em Simões Filho, na noite da última sexta-feira (22), o vereador Orlando de Amadeu voltou a tecer duras críticas com relação à gestão do ex-prefeito Eduardo Alencar.

De acordo com o edil, durante os anos de 2009 a 2012 quando atuou no município, nenhuma de suas indicações foram atendidas pelo ex-gestor, dificultando a sua reeleição para o período seguinte.

“Agora eu entendi depois de muito tempo, porque eu perdi a eleição em 2012. Porque eu estava frustrado. Foram 200 indicações feitas em quatro anos de mandato acredite, e nenhuma foi atendida. E isso foi com todos os vereadores daquela gestão, que tinham muito poucas indicações aprovadas pelo gestor, que não tinha compromisso com a nossa cidade”, declarou Orlando.

O vereador continuou, classificando a administração de Eduardo como um verdadeiro tsunami, que segundo ele, devastou a cidade. “Hoje eu tenho a alegria de estar com o prefeito que em 9 meses praticamente reconstruiu essa cidade. O tsunami que passou já está se recuperando, ressaltou Amadeu.

Em contato exclusivo com a reportagem do Mapele News, Eduardo Alencar resolveu responder às declarações dizendo que tem acompanhado a gestão do prefeito Diógenes Tolentino através dos veículos de comunicação, e percebeu que desde janeiro quando assumiu, o líder do governo faz questão de citar seu nome em todas as ações.

“Já são nove meses da administração do prefeito Dinha e tenho acompanhado pelos meios de comunicação que em todas as suas ações, seus vereadores, em particular seu líder Orlando, não esquecem o meu nome. Enquanto eu saí e tenho tocado minha vida, mesmo assim, eles não me esquecem. Até dando ordem de serviço eles se lembram de mim”, disse Alencar.

O ex-prefeito ainda afirmou que seria mais contundente o vereador se preocupar com a questão da criminalidade na cidade, especialmente no que se refere à morte do líder comunitário “Binho do Quilombo”, morador do distrito de Pitanga de Palmares, reduto político do edil.

Eu peço a Orlando que me esqueça e se preocupe com os assassinatos que estão acontecendo no município. Principalmente com a morte do meu querido amigo “Binho do Quilombo”, um grande líder comunitário, que fez um excelente trabalho na mesma comunidade em que o vereador atua.

Binho foi brutalmente assassinado dentro do próprio carro, na manhã da última terça-feira (19), em frente à Escola Nova Esperança, em Pitanga de Palmares. Testemunhas afirmam que um carro branco parou do lado do veículo da vítima e sem sair de dentro do automóvel os meliantes dispararam cerca de 14 disparos de arma de fogo contra o quilombola, que não teve tempo de reagir.


Vereadores participam de solenidade e reafirmam apoio político ao prefeito Dinha: “A Câmara está mais unidade do que nunca”


Durante a solenidade que marcou a assinatura da ordem de serviço para a construção de uma praça na quadra 4 do CIA 1, alguns vereadores fizeram questão de discursar e demonstrar apoio ao prefeito Diógenes Tolentino, especialmente aqueles que deixaram de ser oposição,  como é o caso de Everton Paim, JaJai e Neco.

De acordo com o vereador Everton Paim, ao longo de sua trajetória política é preciso que o parlamentar tome importantes decisões, e segundo ele, declarar apoio a Dinha foi uma dessas decisões importantes.

“Quando eu digo que o vereador tem que tomar decisões importantes, eu tomei a decisão de apoiar o prefeito Diógenes Tolentino. Se alguém pensa que a Câmara está rachada, se engana, porque a Câmara está unida e dará apoio total ao prefeito”, revelou Everton.

Já o vereador Jailson Soares (Jajai), disse que Dinha está dando atenção especial a algumas comunidades que antes não tinham sido contempladas pela administração pública. Ele acredita que até o final do mandato o trabalho da prefeitura será reconhecido como um dos melhores por toda a população.

“O senhor tem buscado olhar para as comunidades que não foram observadas anteriormente e sei que o povo irá reconhecer o seu trabalho. Eu estive conversando com pessoas que me disseram, até que enfim olharam pra gente aqui agora. É maravilhoso ouvir isso e sei que as pessoas vão reconhecer o trabalho pelo seu empenho, seu caráter. Eu como vereador estarei fazendo minha parte e sei que juntos faremos uma cidade melhor”, afirmou Jajai.

Manoel Almeida (Neco) também não deixou de reafirmar o apoio a Dinha. Fez uma analogia aos nove meses de gestão e lembrou de quando o Diógenes atuou como vice-prefeito e secretário na administração de seu irmão Edson Almeida.

“Hoje se completa nove meses de gestão e a criança nasceu. Eu tenho certeza que outras obras virão para realizar os sonhos da cidade de Simões Filho, que é uma cidade de progresso. Eu já o conheço como colega de trabalho quando foi vice de Edson e assim como eu assumiu uma secretaria. Sabemos da sua luta, da sua dedicação e do seu amor por esta terra”.

Neco admitiu que na Câmara não existe oposição e falou que vai estar sempre com o atual prefeito.  “Não existem divisões, não existem ideologias. Eu sou um dos vereadores que estará sempre do seu lado, te apoiando para fazer uma cidade melhor”, concluiu.

 


Vereador Orlando de Amadeu volta a criticar grupos do whatsApp:” Eles pegam uma marolinha e fazem uma tempestade”


Na solenidade de assinatura da ordem de serviço que permitirá o inicio das obras de construção de praças, realizada na noite desta sexta-feira (22), na quadra 4 do Cia 1 pelo prefeito Diógenes Tolentino, alguns vereadores voltaram a fazer críticas incessantes a gestão do ex-prefeito Eduardo Alencar.

Em seu discurso, o vereador Elimário Lima destacou algumas ações do governo Dinha e chegou a citar o slogan da gestão anterior, que segundo ele não condiz com o desempenho da antiga administração pública simõesfilhense.

“Tem pessoas que ficam aí torcendo ao contrário para que essa administração não dê certo. Mas eu quero lembrar que Simões Filho estava no SPC, não podia conseguir nenhuma verba federal, isso é uma vergonha. Ainda diz que “quem ama cuida”, cuida do quê? Nós precisamos fazer com que as pessoas realmente entendam o que é a verdade. Chega de ouvir mentira, chega de ouvir engano”, disse Elimário.

Já o vereador Orlando de Amadeu, líder do atual governo na Câmara, disse que só agora entendeu porque não conseguiu se reeleger em 2012. De acordo com o edil, 100% de suas indicações não teriam sido atendidas por falta de compromisso do ex-prefeito.

“Agora eu entendi depois de muito tempo, porque eu perdi a eleição em 2012. Porque eu estava frustrado. Foram 200 indicações feitas em quatro anos de mandato acredite, e nenhuma foi atendida. E isso foi com todos os vereadores daquela gestão, que tinham muito poucas indicações aprovadas pelo gestor, que não tinha compromisso com a nossa cidade”, declarou Orlando.

Amadeu destacou o serviço de iluminação pública que está sendo iniciado pelo prefeito Diógenes Tolentino e classificou a gestão de Eduardo Alencar como um verdadeiro tsunami, que segundo ele, devastou a cidade.

“Hoje eu tenho a alegria de estar com o prefeito que em 9 meses praticamente reconstruiu essa cidade. O tsunami que passou já está se recuperando. Hoje a cidade está toda iluminada e com lâmpadas de led, antes colocavam lâmpadas que não traziam nenhuma claridade”, ressaltou.

O parlamentar ainda criticou algumas postagens em grupos do aplicativo whatsApp e disse que, em sua maioria, são de pessoas que fazem oposição a atual gestão, no sentido de maximizar os fatos negativos e minimizar os positivos.

“Nós sabemos o quanto nossa cidade já sofreu com más gestões. Mas, eu quero dizer ao povo que tenha um pouco mais de paciência. A gente vê os grupos só postando coisas ruins. Eles pegam uma marolinha e fazem uma tempestade, mas nós não vamos deixar isso acontecer. Vamos mostrar que somos muito mais. Somos pelos 34 mil eleitores que elegeram o nosso prefeito”, concluiu.