Após cobrança indevida prefeitura isenta beneficiários do MCMV a pagar IPTU

Após cobrança indevida, na semana anterior, do  Imposto sobre a Propriedade Predial Urbana (IPTU) aos beneficiários do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, a prefeitura municipal prometeu isentar do pagamento os moradores. Os proprietários dos conjuntos habitacionais reclamaram do recebimento dos carnês de cobrança do IPTU, nos … Leia Mais



Prefeitura poderá resgatar festas populares de Simões Filho como “Arraiá das Viúvas” e o São João nos bairros

Uma das maiores festas populares de Simões Filho, o tão conhecido “Arraiá das Viúvas” que nos dois últimos anos não foi realizado no município, em 2017 poderá ser resgatado pela prefeitura. Segundo o prefeito Diógenes Tolentino, na apresentação de balanço dos seus 100 primeiros dias de governo, é de extrema importância o resgate cultural popular … Leia Mais



DE QUEM É O PEPINO? Ex-prefeito e secretário acusam gestão de Dinha sobre vinda do “lixão” para Simões Filho

A vinda da Empresa de Tratamento de Resíduos Sólidos, Naturalle para Simões Filho, que promete a instalação de um aterro sanitário, tem abalado as estruturas da população local e causado grandes discussões entre populares, políticos, ativistas e outros grupos sociais. Em entrevista concedida na manhã desta segunda-feira (17), à rádio Simões Filho FM 87.9, o … Leia Mais


O Preço da traição. Quanto vale 30 moedas? Pergunta ex-secretário de Educação Jorge Sales


Preocupado com o curso da política brasileira e até mesmo simõesfilhense, o ex- secretário de Educação Jorge Sales aproveitou a quinta-feira Santa, para fazer uma breve reflexão sobre o valor da fidelidade.

De ante dos últimos acontecimentos que repercutem no país e fizeram a nação virar de “ponta a cabeça” como: o impeachment da ex-presidente Dilma, as delações da Operação Lava Jato, e tantas outras circunstancias que marcaram a história da nação, o ex-gestor questionou quanto valeria hoje a lealdade de um homem.

Nos tempos em que as “malas de dinheiro” valem mais do que os valores ensinados pelos nossos antepassados, como o amor ao próximo, a palavra de honra, o uso do bom senso e o respeito mútuo, poucos são aqueles em que se pode confiar.

Em Simões Filho, a realidade humana, social e política não tem sido diferente do restante do país, por isso vale à pena a leitura e a reflexão, sobre como 2.000 anos depois da traição de Jesus, o homem ainda consegue se vender por tão pouco preço.

Leia o texto no integra:

Numa quinta feira, há quase 2.000 anos atrás, um homem traiu aquele que ele chamava de mestre e o traiu com um beijo, em troca de 30 moedas. Apesar de acharmos que nenhum valor vale uma traição, ficamos a nos perguntar, quanto valiam trinta moedas de prata?

Fomos buscar uma resposta e encontramos várias, mas preferimos mostrar a seguinte:1(uma) moeda de prata (dracma) naquele tempo era usada para pagamento de um dia de trabalho, semelhantemente,1 (um) denário naquela época era o valor pago para um dia de trabalho.Portanto Jesus foi traído pelo equivalente ao valor que alguém receberia por 30 dias de serviço.

Se fossemos fazer uma conversão simples para a nossa realidade brasileira pegaríamos o valor do salário mínimo nacional, que hoje vale R$ 937,00.

Porque depois de quase 2.000 anos, quando a humanidade cristã unanimemente repudia a atitude de Judas, o homem continuam traindo? Existem várias tentativas de explicar o inexplicável, como: deixou de gostar; acabou o compromisso; porque se sentiu abandonado; por vingança. Mas algumas pessoas simplesmente traem. Não precisam de motivos determinantes ou algo em especial. Elas não conseguem permanecer fiel por muito tempo a ninguém e não deixam passar a oportunidade de se dar bem.

Neste momento tão conturbado da política brasileira, precisamos fazer uma reflexão dos fatos. Jesus Cristo tinha 12 apóstolos (aliados), 1 o traiu e outro o negou por três vezes, 10 foram fies até a morte.

A Presidente Dilma Rousseff iniciou seu segundo mandato com 10 partidos na sua base aliada e foi traída por sete e negada por 367 Deputados e 55 Senadores, que a “imptimaram” sem crime de responsabilidade e a recompensaram mantendo seus direitos políticos.

Longe de está fazendo a defesanem querendo comparar Cristo a quem quer que seja, mas fidelidade é igual em qualquer situação ou será que esta palavra entrou em desuso.

Significado da palavra fidelidade: Particularidade ou qualidade do que é fiel; em que há zelo ou cuidado por algo ou alguém; lealdade; ação de cumprir as obrigações e/ou compromissos que foram assumidos com uma outra pessoa; cujos hábitos, comportamentos ou atitudes permanecem constantes; comprometimento intenso com a ciência, com conhecimento ou com a sabedoria. Como podemos constatar, a lealdade é atemporal, tem a ver com a ética, a moral e o caráter.

A falta de lealdade não está no rompimento,mas na forma que ele se dá. A terceira Lei de Newton diz:“A toda ação há sempre uma reação oposta e de igual intensidade”. Mesmo Newton falando da matéria, podemos aplicar ao comportamento humano. Mudar de lado ou posição política é naturalmente possível, desde que concretamente justificado, exceto o “amor de Deus” todo o restante e finito. Quinta feira, 13 de abril de 2017, (quinta feira santa), Esta é a reflexão.

 


Em reunião prefeito e vereadores garantem 10.000 doses da vacina contra Febre Amarela para Simões Filho


Na manhã desta quarta-feira (12) o prefeito de Simões Filho, Diógenes Tolentino, juntamente com a secretária de Saúde Maria Bethânia, e os vereadores Alfredo Assis, Jaílson Soares, Manoel Almeida, Devaldo Soares, Everaldo da Silva e Elimário Lima, se reuniram com o vice- governador do Estado João Leão .

O intuito da reunião foi cobrar apoio ao combate a Febre Amarela, que nos últimos meses tem apresentado diversos casos de contaminação em todo o território brasileiro.

 “Fico feliz em fazer parte dessa reivindicação, onde inúmeras pessoas irão ser contempladas com a imunização da febre amarela” Pontuou o Vereador Alfredo Assis que hoje preside a Comissão Permanente de Saúde da Câmara.

Já a secretária Maria Betânia enfatizou que a população não precisa ficar tensa com relação a epidemia da doença, tendo em vista a atenção da Secretaria para os possíveis registros de casos na cidade.

“A população simõesfilhense pode ficar despreocupada que a Secretaria está o tempo todo acompanhando os fatos, os números e as orientações dos órgãos Estaduais e Federais”, disse ela.

Durante o encontro, o vice-governador se comprometeu em disponibilizar 10.000 (dez mil dose) de vacina para o município, além das 1150 já entregues durante a última semana.

A comitiva também se reuniu com o Secretario Estadual  de saúde Fabio Vilas Boas, e outras demandas foram apresentadas.


Prefeito Diógenes Tolentino visita fábrica de preformas para sopro de embalagens PET em Simões Filho


O prefeito de Simões Filho, Diógenes Tolentino visitou, na manhã desta terça-feira (11), a empresa fabricante de preformas para sopro de embalagens PET, Engepack. Com sede no Centro Industrial de Aratu (CIA), a fábrica tem capacidade de produzir 4 bilhões de preformas para acondicionamento de refrigerantes, sucos, água mineral, óleo comestível e bebidas lácteas.

Acompanhado do secretário de Desenvolvimento Econômico, Nilton Novaes, e do superintendente da Secretaria, Djalma Machado, o prefeito foi conferir os investimentos realizados pela empresa no município e discutir uma cooperação entre a Prefeitura e a empresa, geradora atualmente de 350 postos de trabalho.

Dinha solicitou que a Engepack priorize mão de obra local e invista na qualificação dos trabalhadores do município, principalmente os mais jovens. “Precisamos dar à nossa juventude uma expectativa de vida melhor, elevar a sua autoestima. Precisamos discutir programas de estágio”, afirmou o gestor, ao lado dos diretores da empresa, Ivo Saldanha e Rui Barreto.

Foto: Danillo Canuto


IFBA Simões Filho abre vagas para cursos de licenciatura a distancia


O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) está oferecendo 750 vagas do processo seletivo 2017.1. As inscrições são gratuitas e acontecem de 26 de abril até 10 de maio, exclusivamente, no site do Instituto.

Os cursos disponíveis são de graduação a título de Licenciatura em Computação, Física e Matemática, todos na modalidade de Educação a Distância (EAD), através do Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB).

As vagas estão distribuídas em 12 polos de apoio presencial, entre eles os campus de Simões Filho, Camaçari, Dias D’Ávila, Ilhéus, Irecê, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mata de São João, Paulo Afonso, São Francisco do Conde e Seabra, disponibilizaram os cursos.

Do total de vagas, 20% são destinadas a professores em exercício da rede pública federal, estadual ou municipal. As demais vagas serão distribuídas pelo público geral e entre a ampla concorrência e reserva de vagas, com 50% das vagas reservadas para estudantes que saíram de escola pública.

O processo seletivo será em única etapa. Para professor da rede pública será composto de apresentação da carta de intenção e avaliação da documentação de tempo de serviço e para o público em geral será utilizada a nota final do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) escolhida pelo candidato (obtida nas edições, 2014, 2015 ou 2016).

O resultado será divulgado no dia 29 de maio 2017 no site do instituto. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (71) 2102-0448/9440.

 


Motoristas de transportes escolares paralisam atividades em Simões Filho


Alguns motoristas que realizam transporte escolar da rede municipal de ensino em Simões Filho, resolveram paralisar temporariamente as atividades deste a noite desta terça-feira (11), alegando falta de combustível para o trânsito na cidade.

De acordo com o coordenador de transporte Raimundo, uma das empresas que prestam serviço para a prefeitura resolveu parar as atividades sem avisar previamente, embora o prefeito tenha quitado todos os pagamentos previstos com o fornecedor.

Ainda segundo Raimundo, a questão da falta do combustível não é de responsabilidade da gestão municipal, uma vez que, tendo repassado o pagamento, cabe a prestadora de serviço arcar com os eventuais custos do contrato.

“A prefeitura não tem responsabilidade nenhuma sobre o abastecimento desses carros, fica por conta da empresa que presta o serviço”, disse Raimundo.

Ainda conforme o coordenador, os alunos de cursos técnicos, universitários e os professores permanecem com o serviço de transporte ininterrupto. Até o momento não se tem informações sobre o fim da paralisação.