Simões Filho: Crianças ‘plantam’ cápsula do tempo em quilombo

O cotidiano de crianças de escolas das áreas rural e urbana apresenta diferenças que, quando compreendidas, ajudam a aproximar as realidades dos estudantes. Com objetivo de encurtar essas distâncias, a Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR) realizou nesta quarta-feira (11), no Quilombo Pitanga dos Palmares/Caipora, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), … Leia Mais




ACCI promove 8º Gastrofest nesta quinta-feira (12) em Simões Filho


Já virou tradição em Simões Filho o Dia das Crianças ser celebrado com muita brincadeira, comidinha gostosa e diversão sem medida no maior festival de doces e salgados promovido pela associação de Apoio ao Combate ao Câncer Infantil (ACCI).

A 8ª edição do Gastrofest vem recheada de guloseimas, com um toque especial de alegria, e acima de tudo solidariedade. O evento será mais uma vez realizado a partir das 10h da manhã desta quinta-feira (12), na Praça de Bíblia, no Centro da cidade.

O Gastrofest é uma feira gastronômica, onde o participante pode adquiri uma cartela única e tem direito a apreciar as mais deliciosas receitas caseiras, que os colaboradores trazem sempre com o melhor em qualidade e sabor.

Toda renda adquirida com a venda das cartelas será revestida na construção da sede da ACCI, que atualmente funciona numa espécie de extensão da casa dos seus fundadores Sr. Sergio Lima Oliveira e sua esposa.

A “Vivo Feliz” (ACCI) é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, constituída oficialmente no dia 15 de julho de 2007 em Simões Filho e que teve a sua origem fruto da experiência de um dos associados, hora atual presidente da organização, que ao acompanhar o seu filho de três anos ao tratamento foi tocado pela necessidade de ajudar as famílias carentes na luta contra o câncer infantil, já que todo o processo é muito doloroso e extremamente desgastante.

Em sua missão, a entidade visa proporcionar integração social, dias especiais para as crianças portadoras de câncer e seus familiares, além da preservação da vida são motivos que levam a instituição a se manter cada dia mais forte.

Para contribuir com o Gastrofest os interessados poderão comprar a cartela no valor de R$ 12,00 no próprio local do evento ou entrar em contato com a instituição através do telefone (71) 3298-4995.

 


Solitário na oposição, vereador Sandro Moreira recebe duras críticas da base governista


Durante a 28ª sessão ordinária realizada na tarde desta terça-feira (10) em Simões Filho, os vereadores em sua maioria iniciaram seus discursos justificando a ausência na sessão anterior, que não pode acontecer por falta de quórum.

Na semana passada, o vereador Sandro Moreira, um dos 10 edis que compareceram a plenária em tempo hábil, chegou a afirmar que a falta dos colegas poderia estar relacionada a uma retaliação voltada para uma indicação de sua autoria e que os edis estavam sendo desrespeitosos com a população.

Em discordância, os parlamentares se voltaram contra a colocação de Sandro e além de se justificarem também chamaram a atenção do colega pela afirmativa, que eles consideraram infeliz e equivocada.

“O trabalho do vereador não começa aqui nem termina aqui na sessão, é todos os dias 24horas. Se eu não vim foi por motivos pessoas, não foi por questão contra com ninguém, então é importante esclarecer pra que não fique nenhum equívoco”, disse Jailson Soares (Jajai).

“Eu quero deixar claro para o vereador Sandro Moreira que criou a polêmica, que vossa excelência tem que entender que não pode dizer que os vereadores não vieram à sessão por causa de sua indicação. Vossa excelência sabe que não foi por conta disso. Pelo amor de Deus, não faça este tipo de comportamento não, que o senhor coloca os outros vereadores contra a população”, defendeu Orlando de Amadeu.

“Eu acho vereador Sandro que essas coisas acontecem, de chegar atrasado. Então, não havia nenhum sentido o vereador em nenhum momento faltar com respeito. Essa casa nunca faltou com respeito com a população. O vereador respeita a população porque ele tem consciência que é ela quem o elege”, ressaltou Eri.

“O fato de estarmos em lados opostos não dá ao vereador o direito de tentar denegrir a imagem do colega, nem levantar inverdades contra o colega, porque todo mundo sabe da sua responsabilidade. Eu acredito que o vereador Sandro foi muito infeliz quando disse que não houve quórum por causa de um projeto importante que ele tinha. Por respeito, o senhor deveria se retratar, porque foi no mínimo irresponsável por falar uma declaração dessas. A gente tem que ter muito cuidado com o que a gente fala”, declarou Kátia.

Kátia disse ainda que Sandro teria sido imaturo, talvez por ser vereador de primeiro mandato. Em seguida, o vereador pediu o uso da palavra pra se defender das acusações e revelou que não se considera inferior a ninguém pelo fato de estar exercendo o primeiro mandato, mas que sempre zelou pelo respeito, moral e ética na casa legislativa.

“O tocante problema das pessoas é subestimar a inteligência das outras. O fato de eu estar vereador de primeiro mandato não significa que eu seja melhor nem pior do que ninguém.” Declarou ele que continuou sua defesa em relação as demais acusações.

“O que deve ser entendido nesta casa é o que eu disse e continuo dizendo: que a população merece respeito. Eu entendo que, no momento que o vereador não possa comparecer por motivo de doença, assim como já aconteceu comigo e eu justifiquei antes da sessão. Se por ventura os vereadores tiverem feito isso eu peço desculpas a todos, agora se não houve, é falta de respeito mesmo”, completou.

Com relação ao suposto boicote, Sandro disse que “fala com propriedade, através de fatos que estão acontecendo”.


Títulos de cidadão simõesfilhense para radialista e bispo de Camaçari são aprovados na Câmara


Indicado pelo vereador Orlando de Amadeu, o radialista Roque Santos, de 40 anos, receberá o título de cidadão simõesfilhense, aprovado na tarde desta terça-feira (10) na Câmara de Vereadores.

Ao apresentar a indicação de número 187/2017 o Orlando justificou que Roque Santos tem grandes serviços prestados à comunicação em toda a região metropolitana e pelo vinculo que mantém com o município, merece ser reconhecido.

“É uma obrigação oferecer esse título a Roque Santos, retribuindo o que ele faz por nossa cidade. Ele está a todo tempo defendendo a nossa cidade, como também Camaçari e região metropolitana como um todo”, disse Orlando.

Natural do município de Muniz Ferreira, no interior da Bahia, Roque Santos atualmente é responsável pelo portal de notícias Bahia no Ar, além de comandar o programa transmitido pela rádio Sucesso FM.

Também foi aprovada a indicação de nº 196/2017 de autoria do vereador Everaldo (Vel), que solicita à Câmara que seja concedido o Titulo de Cidadão Simõesfilhense ao Bispo da Diocese de Camaçari Dom João Carlos Petrini.

Em sua justificativa, Vel disse que o bispo criou duas paróquias em Simões Filho, nas comunidades de Ilha de São João e na Pitanguinha e que por ser um grande disseminador da paz e do evangelho, merece ser homenageado.

“Independente de religião nós estamos falando de fé e de amor. É preciso que a gente tenha paz nesta cidade e Dom Petrini tem mostrado nessa região aqui que tem conseguido trazer a paz”, disse Vel.

Dom João Carlos Petrini é o primeiro e atual bispo da Diocese de Camaçari. Nascido em 18 de novembro de 1945 (71 anos) ele atua junto a Igreja Católica desde 1975 e desenvolve atividades também em Simões Filho e na capital baiana.


Com discurso de pré-campanha, Dinha anuncia apoio do governo municipal ao deputado Paulo Azi e detona grupo de Eduardo Alencar


No último domingo (08) na comunidade da Ilha de São João em Simões Filho, o prefeito Diógenes Tolentino falou abertamente sobre seu apoio a pré-candidatura do deputado federal Paulo Azi a reeleição e do prefeito ACM Neto a governador da Bahia.

Em seu discurso, Dinha ressaltou a participação efetiva de Azi na liberação de emendas federais para o município e disse que ele será o candidato federal oficial da sua gestão, não somente pela amizade, mas pelo trabalho prestado ao município.

“Paulo Azi é um deputado amigo que nós apresentamos na campanha em 2014 e será o nosso candidato a deputado federal oficial no nosso governo. Nós não vamos apoiar ele só porque é meu amigo não, porque ele é amigo do povo de Simões Filho, trabalha pela cidade e faz pela cidade”.

Sobre o apoio a Neto, Dinha falou que a administração passada tem raiva dele por ser amigo do gestor soteropolitano, mas que isso não é motivo do governador Rui Costa deixar de contribuir com o desenvolvimento da cidade.

Resultado de imagem para DINHA E ACM NETO“Eu estou sendo retaliado. Digo e não tenho medo de falar. Porque eu sou amigo de ACM Neto. Eu sou amigo dele mesmo e vou defender a bandeira de ACM Neto para governador da Bahia. O fato de eu ser amigo de Neto não quer dizer que o povo de Simões Filho deve ser prejudicado, maltratado”.

Dinha lembrou do período em que Otto Alencar assumiu temporariamente a governadoria na ausência do titular e afirmou que ainda sendo irmão do gestor municipal na época, o município não recebeu nenhuma benfeitoria por parte do estado.

“Esse descaso com o povo não é só agora não gente. È porque eles são cruéis. Eles não gostam de vocês. Eles não gostam de vocês simõesfilhenses, porque no ano passado o prefeito andava lado a lado com o governador. O Prefeito era irmão do vice-governador, quando o governador viajou, o irmão do ex-prefeito assumiu o governo da Bahia, mas nada ele trouxe para Simões Filho”.

Resultado de imagem para EDUARDO ALENCARO alcaide afirma ainda que a oposição não gosta da cidade e que independente disso o município vai continuar avançando.
“Isso mostra que não é porque Dinha é prefeito de Simões Filho não, é porque eles não gostam do nosso município, mas eu quero dizer pra eles que enquanto tiver homem com vergonha na cara e mulher corajosa, Simões Filho vai avançar”.

Ouça o discurso na íntegra:


Suposto “toque de recolher” assusta moradores em bairro de Simões Filho


Na manhã desta terça-feira (10) um suposto “toque de recolher” fez o comercio inteiro fechar as portas no bairro Km 30 e adjacências em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

De acordo com moradores das localidades, um comunicado informando sobre o toque de recolher circulou entre a comunidade nas primeiras horas da manhã, obrigando os comerciantes e até mesmo os funcionários do Posto de Saúde do bairro Tiro Seguro a fecharem os estabelecimentos.

Em contato com o comandante da 22ª Companhia independente de Polícia Militar (CIPM), Major Fábio Dias, ele afirmou que a população não precisa se preocupar com a suposta represália e que tudo está funcionando normalmente na cidade.

“Nós intensificamos a ronda de viaturas no local e asseguramos que tudo está funcionando normalmente na cidade. Não devemos ceder a esse tipo de represália, no que depender da PM não vai existir nenhum toque de recolher”, revelou o Major.

Ainda não há informações sobre o que teria motivado a ação que causou medo e apreensão nos munícipes. A Polícia Militar está no bairro para reforçar a segurança.