Jovem simõesfilhense supera expectativas e conquista vaga para intercâmbio na África

O Jovem quilombola Alisson Daniel da Paixão, nascido e criado na comunidade de Pitanga de Palmares, distrito de Simões Filho (Região Metropolitana de Salvador), foi contemplado com uma bolsa de estudos, para fazer intercâmbio no país africano Zimbábue, através da Associação de Moradores, presidida pela líder comunitária e ex- secretária da Igualdade Racial Bernadete Pacífico. … Leia Mais





Presidente de grupo LGBT afirma ter sofrido discriminação de funcionária da Saúde em Simões Filho

O presidente do grupo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) do Cia, Edy Carlos, em entrevista concedida na rádio Simões Filho FM 87.9, com o comando do radialista Jairo Mascarenhas, interessado em fazer parte do quadro de funcionários da atual gestão municipal, sofreu por parte de uma funcionária da saúde um tratamento discriminatório. Segundo … Leia Mais


Prefeitura atende apelo da comunidade e realiza coleta de lixo na Via Universitária


Após matéria do site ‘Mapele News’, sobre denuncia de moradores acerca do acúmulo de lixo nos bairros de Vida Nova e Simões Filho 1, sobretudo nos empreendimentos residenciais do programa “Minha Casa Minha Vida”. Na última terça-feira (10), a Prefeitura de Simões Filho emitiu um parecer, informando sobre a regularidade da situação.

unnamed

As denuncias foram feitas por ouvintes da Rádio Simões Filho FM 87.9, sob comando do radialista Jairo Mascarenhas, que chamou a atenção das autoridades municipais com relação ao mau cheiro provocado pela falta de limpeza urbana no local, atraindo animais como ratos e baratas, e aumentando o risco de doenças.

Em nota, a Prefeitura de Simões Filho através da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), afirma que já enviou uma equipe até o local para realizar uma coleta extra do lixo na Via Universitária, localizada no bairro Vida Nova. Já com relação à localidade de Simões Filho 1, a providencia ainda deverá ser tomada nas próximas horas.

O órgão informa ainda que o recolhimento do lixo é realizado de segunda a sábado, das 19h10 às 21h30 na região. A nova gestão está empenhada para manter as ruas da cidade limpa.

Segundo o coordenador de comunicação da Prefeitura de Simões Filho Paulo Devaniê, em entrevista garantiu com exclusividade que está sendo criado um aplicativo, em que o morador, através do aparelho celular poderá monitorar o horário da coleta, evitando colocar o lixo muito antes do previsto para que os animais não consigam espalhá-lo.

 


Após inauguração, Ford deverá operar Centro de Distribuição de Exportação de Peças em Simões Filho


Após inauguração do Centro de Distribuição de Exportação da Ford em dezembro de 2016, no pólo nordeste do Grupo Columbia Logística, localizado na área industrial do Município de Simões Filho, a empresa começará a operar com instalações de padrão internacional, que irá agilizar o envio de itens locais para sete fábricas da marca no mundo.

G0144658_cut

Com o Centro, a Ford torna-se a primeira montadora automotiva no Nordeste a usar o novo conceito de exportação, em que  todo o processo é feito dentro de uma área alfandegada, trazendo mais velocidade, controle e  competitividade para a operação através do Columbia Logístico.

Instalado no entreposto aduaneiro Columbia, em Simões Filho, com 1.500 metros quadrados, o novo armazém possui área de escritório e docas virtuais para depósito de contêineres. Ele deverá receber, consolidar e expedir material de 20 fornecedores da região e exportar para fábricas da Ford na Venezuela, Índia, China, Tailândia, Rússia, México e Vietnã.

A entrega será feita diretamente no entreposto, de onde as exportações seguem para o destino de saída do País, através do porto de Salvador ou em casos urgentes por aeroporto. Com a globalização, linhas que produzem o Ka e o EcoSport nesses países utilizam muitas peças fabricadas exclusivamente no Brasil, incluindo estampados da fábrica de Camaçari.

 A expectativa é que o inicio da operação no pólo não só amplie o âmbito de exportações em território simõesfilhense já que anteriormente, a operação de exportação era feita em um armazém, que operava numa extensão do Complexo de Camaçari, como também gere emprego e renda para a população local.

 A unidade de operações da Columbia Nordeste de Simões Filho fica localizada na Rua B, quadra 3, lotes 01 a 11, S/n – Parque Industrial Cia Sul. No entanto, ainda não se têm informações concretas sobre processo seletivo para possíveis novas contrações.

 


Secretário de Habitação atribui à Caixa Econômica a responsabilidade de direcionar os empreendimentos Minha Casa, Minha Vida.


O atual secretário de Habitação do município de Simões Filho, João Augusto Ribeiro Leal, em entrevista concedida ao “repórter do povo” Valfredo Silva, informou sobre o atendimento que tem prestado a uma boa parte da população inscrita no Programa do Governo Federal Minha Casa Minha Vida (MCMV), que não foi beneficiada.

Conforme colocado pelo secretário, a administração da pasta está encontrando dificuldades para conseguir se estruturar, sobretudo no que está relacionado ao programa MCMV, mas que estará fazendo o possível para atender a demanda da população.

“Estamos passando por um momento muito difícil que é o momento da reestruturação de uma secretaria, onde nós encontramos aqui muitos problemas, em especial neste programa que é do Governo Federal, mas nós vamos tentar fazer o melhor possível pra dar uma certa tranqüilidade, trazendo realmente uma condição melhor a esse povo da nossa cidade”.

De acordo com João Contador, muitos munícipes que realizaram inscrição no programa em anos anteriores e não foram contemplados, procuraram a secretaria para esclarecer dúvidas acerca da situação em que se encontra o processo de participação no programa, e também para entregar denuncias de supostas irregularidades.

Sobre as questões levantadas pela população, João informou que está orientando as pessoas a procurarem o Ministério Público. Órgão responsável por apurar as denuncias e notificar os devidos responsáveis.

“Na verdade nós estamos fazendo um levantamento, ouvindo o povo e filtrando tudo, inclusive fazendo alguns encaminhamentos pra que estas pessoas vão até o Ministério Público, por entender que muita coisa foge a nossa ossada, por isso não vamos está aqui fazendo juízo de pessoas porque nós não participamos desse processo.” Declarou Contador.

Com relação à gestão anterior, João observou que até o momento todos os critérios estão dentro da conformidade legal, uma vez que, é realizado todo um processo de triagem não só pelo município que atende as pessoas e encaminha os dossiês para a Caixa Econômica, que tem a responsabilidade de processar os sorteios.

“Na verdade a gente ouve muitos comentários, agora a gente precisa de provas e as provas serão apuradas através do Ministério Público, porque fazer denuncias e não provar é denúncia vazia e a gente não pode está aqui procurando acusar ninguém e outra questão é que a responsabilidade não é do município  e sim da Caixa Econômica Federal em Fazer todo o pós ocupação”.

João afirma ainda que a participação do município é somente gerenciar a logística como o processo de cadastramento e levar os encaminhamentos pra Caixa, o restante compete a instituição financeira.

“A responsabilidade não é do município é da Caixa Econômica em fazer o pós ocupação pra ver se realmente foi direcionado corretamente. O município fez todo o processo de logística em recadastramento e encaminhamentos pra caixa, daí pra frente eu não sei exatamente o que aconteceu, sei do seguinte, que nós estamos levantando todas as informações.” Salientou o secretário.

Em uma última observação, o secretário revelou que consta ainda um resíduo de 130 apartamentos não entregues a população enquanto o sistema da Caixa apresentou uma demanda de 3000 mil dossiês já aprovados. Para tanto, a pasta deverá aguardar o diagnóstico feito pela equipe de trabalho organizada pelo prefeito Dinha, para em seguida levar a demanda a instituição financeira que processará o sorteio.


Campanha “A Luz dos Olhos Dela” promoverá bingo beneficente em Simões Filho


O programa de rádio ‘Bom Dia Simões Filho’, na FM 87.9, apresentado pelo radialista Jairo Mascarenhas, destacou na manhã desta quarta-feira (11), o caso da estudante universitária e moradora do município que necessita com urgência fazer uma cirurgia.14432955_922514831185912_135361739433504521_n

A campanha “A Luz dos Olhos Dela, criada para contribuir com o caso da estudante universitária e moradora do município diagnosticada com uma doença chamada ‘ceratocone’, irá promover uma terceira ação, novamente organizada pela professora de educação básica e licenciada em Geografia pela UNEB, Mara Maroka Mascarenhas que após conhecer o drama da jovem Naira Lorena Santos Santana, 21 anos, tem mobilizado a população simõesfilhense com o intuito de arrecadar recursos para a realização do procedimento cirúrgico o qual a estudante necessita.

Desta vez a iniciativa realizará um bingo beneficente, no próximo domingo (15), a partir das 14h, nas proximidades da quadra 1, no Cia II onde serão sorteados diversos prêmios, entre eles, uma televisão, um tanquinho, um fogão, uma bicicleta e um aparelho celular.

A campanha “A Luz dos Olhos Dela”, conta com a mobilização da própria Naira Lorena que, através, do ‘Catarse’ um site para pedidos de doações , ela relata o sofrimento enfrentado com a doença. A Ceratocone é uma doença ocular bilateral e progressiva do olho, que afeta o formato (com aspecto de cone) e a espessura corneana, provocando a percepção de imagens distorcidas e embaçadas.

De acordo com a professora Mara Maroka ao ouvir o desabafo da mãe da jovem, a sra. Laura em um ponto de ônibus quando iam para o trabalho, de prontidão ofereceu a ajuda na mobilização na corrida para evitar que a jovem fique cega. Após o diagnóstico e tratamento com óculos e lentes especializadas, Naira Lorena não conseguiu obter uma visão satisfatória recebendo o indicativo de cirurgia para a correção da patologia.

15978227_1817386181850871_701190661_n

“Iniciei então o tratamento com lentes semi rígidas mais ou menos 6 meses após o diagnóstico. Um tratamento um pouco doloroso e caro. Na última troca das lentes, percebi que nem elas estão me trazendo visão satisfatória. Uso as lentes e os óculos ao mesmo tempo e ainda sinto muita dificuldade para enxergar e isso vem me prejudicando nas aulas, principalmente no curso que faço, que exige demais da visão”, relatou a jovem.

A primeira ação beneficente para ajudar no tratamento de Naira foi um grande bazar, realizado com doações da população, que contribuiu com roupas, calçados, acessórios e outros. Nesta próxima etapa, ao adquirir a cartela no valor simbólico de R$ 5,00, você já estará colaborando com o processo de reabilitação de Naira Lorena.

Lorena disponibiliza também uma conta na Caixa Econômica, para receber doações em dinheiro: Naira Lorena Santos Santana, agência 2150, operação 013, conta poupança 00040140, dígito 8.

Maiores informações através do whatsApp  (71) 9 8663-8189.


Prefeitura irá analisar critérios de escolha do Programa Minha Casa Minha Vida


De acordo com publicação no Diário Oficial do Município de Simões Filho (Região Metropolitana de Salvador), o prefeito eleito e recém empossado Diógenes Tolentino, assinou o Decreto de Nº 048/2017 transferindo atribuições relacionadas ao Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV).

asd

De acordo com o decreto será criado um grupo de trabalho sobre a coordenação da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) envolvendo as Secretarias de Desenvolvimento Social, Mulher e Cidadania além da Administração, Procuradoria Geral, Auditoria Geral e Controladoria, onde ficou estabelecido um prazo de 30 dias para levantamento de informações que façam um diagnóstico sobre os critérios utilizados para seleção dos contemplados no MCMV.

Atualmente, entre os critérios definidos pelo Ministério das Cidades em parceria com à Caixa Econômica Federal o cidadão inscrito não deverá ter  rendimento bruto mensal superior ao valor de R$1.600,00, além de não poder ter sido beneficiado por nenhum outro programa de habitação social do governo, não possuir casa própria, nem financiamento de imóvel em seu nome.

Em Simões Filho o decreto Oficial ainda informa que os critérios dos beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida, deverão obedecer, estritamente orientações e recomendações emitidas pelo órgão Federal.

De acordo com moradores do município, já havia na manhã desta terça-feira (10) uma fila de pessoas aguardando para receber informações referentes ao novo processo de inscrição para o MCMV.