Magistrado define data de diplomação dos candidatos eleitos em Simões Filho

O Cartório Eleitoral de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), definiu a data para a diplomação dos candidatos eleitos prefeito, vice-prefeito, vereadores e suplentes. A solenidade prevista pelo Excelentíssimo Senhor Juiz da 33ª Zona Eleitoral, Francisco Manoel da Costa Nascimento, será realizada no dia 14 de dezembro, às 9h, no Salão do Júri … Leia Mais


Simões Filho: Sai hoje sorteio de 600 contemplados do programa ‘Minha Casa Minha Vida’, garante secretária

Centenas de pessoas vão participar do sorteio de residências do “Minha Casa Minha Vida” em Simões Filho, na tarde desta terça-feira (01), garantiu a Secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social, Lúcia Abreu, em entrevista a uma rádio da região metropolitana. O sorteio será acompanhado por órgãos de fiscalização, Caixa Econômica e servidores da pasta, além … Leia Mais


Câmara aprova indicação do Conselho Municipal do Esporte em Simões Filho

Com unanimidade, a indicação para a criação do Conselho Municipal do Esporte foi aprovada pela Câmara de Vereadores de Simões Filho, em sessão ordinária na manhã desta terça-feira (01). O projeto apresenta um grande benefício para os esportistas simõesfilhenses e em sua relevância a indicação de nº 719/2016 ,solicita ao Poder Executivo a elaboração do … Leia Mais


SineBahia de Simões Filho oferece emprego para Mecânico de Auto; confira


O SineBahia de Simões Filho oferece  vaga de emprego para Mecânico de Auto. Os interessados deverão ter experiência em manutenção e montagem de motor.

UNIDADE DE ATENDIMENTO: Os candidatos interessados devem se dirigir ao Sinebahia Simões Filho nesta terça-feira (01), a partir das 08h, portando carteira de trabalho e currículo atualizado, situado na Avenida Walter Aragão de Souza s/n, no Centro Social ao lado do INSS.


Estudantes cobram do governo e ocupam CEEP Irmã Dulce em Simões Filho contra “descaso com a educação“


Estudantes ocuparam o Centro Estadual de Educação Profissional em Serviços e Processos Industriais Irmã Dulce (CEEP), em Simões Filho, na manhã desta segunda-feira (31). Eles protestam contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), aprovada no Congresso Nacional que pretende limitar gastos públicos, além de pontuar o “descaso com a educação”, por parte do governo.https://scontent.fgig1-4.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/

A reportagem ouviu alguns alunos do 3º e 4º ano do curso técnico em Química que informaram que a ocupação que deverá se estender durante toda a semana, é um ato para chamar a atenção das autoridades e que oportuniza às comunidades discutirem assuntos que estão sendo deliberados sem o consentimento social pelo governo.

Os alunos aderiram ao protesto ordeiro e acreditam que as propostas defendidas por todo o corpo discente da instituição tem como expectativa conquistar direitos de melhorias na área de educação, sobretudo, pela questão de “calamidade pública”, em que estudantes, principalmente, secundaristas vivem nas escolas que estão sucateadas, inclusive, sem laboratórios adequados para realização de pesquisas.https://scontent.fgig1-4.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/

De acordo com a aluna Carla Rocha, do 4º ano técnico em Química, o movimento defende melhorias desde a estrutura física do CEEP Irmã Dulce, além da inspeção e fiscalização de materiais, a transparência da escola para os alunos e o acompanhamento para os cursos. A classe discente cobra ainda a formação dos professores com especialização específica para a disciplina que lecionam. Entre a pauta de reivindicações também elencam a necessidade de material didático, a realização de visitas técnicas que estão ausentes, atividades específicas para os cursos, a falta de estrutura nas feiras, contratação de funcionários e a reformulação da alimentação dos estudantes.

“O movimento é realizado pela classe discente com o apoio dos pais, professores, União Municipal de Estudantes Secundaristas (UMES) e a União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES)”, explicou Levi Bastos, aluno do 3º ano do curso técnico em Química.

“O ato é por tempo indeterminado porque estamos reivindicando nossos direitos”, acrescentou o estudante Douglas Santana.

A estudante Milena Chaves, também do 3º ano técnico em Química esclareceu que o ato nesta segunda-feira e que irá prosseguir durante a tarde e a noite, focou em conscientizar, através, de uma assembleia geral sobre a finalidade da decisão de ocupar a CEEP Irmã Dulce. A partir desta terça-feira (01), a previsão é que aconteçam palestras, grupos de estudos e reforço escolar.

A CEEP Irmã Dulce é uma instituição de ensino que tem como missão formar alunos e capacitá-los para o mercado industrial.


Após ataques, bairros de Simões Filho ficam sem transporte público; motoristas fizeram buzinaço nesta manhã


A circulação de ônibus do transporte público em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador (RMS), foi suspensa temporariamente e de forma parcial em alguns bairros por conta do registro de ataques a ônibus e micro-ônibus, na noite deste domingo (30), e madrugada desta segunda-feira (31), por conta de uma possível retaliação pela morte de um jovem. Em ato de protesto, um buzinaço registrado no decorrer da manha de hoje, mobiliza a população que em união com os motoristas cobram das autoridades medidas contra a violência nos transportes públicos. O protesto dos motoristas teve início no CIA I e parou a principal avenida da cidade. Uma fila de mais de 2 km de veículos percorreram a Av. Elmo Serejo Farias

protesto

Em áudio disseminado pelas redes sociais, o proprietário do micro-ônibus que foi atacado, abalado conta a trágica situação e chega a chorar. Os motoristas estão assustados com a violência. Moradores dos bairros Km 30, Simões Filho I e Góes Calmon sofrem com a falta de transporte.

https://scontent.fgig1-4.fna.fbcdn.net/v/t35.0-12/

A ação criminosa foi interrompida por policiais, após três veículos queimados e motoristas que moram na região onde ocorreram os ataques precisaram ser escoltados pela PM. Ainda não há informações se o transporte público nessas localidades serão normalizados nos próximos dias.

“Os trabalhadores estão assustados e os passageiros, inseguros. Até quando vamos conviver com essa violência”, desabafou um morador em contato com a reportagem.


Exclusivo: Prefeito Eduardo Alencar confirma mais demissões e cancelamentos de contratos em Simões Filho


A crise política atingiu diretamente a economia e tantas outras situações, que ampliaram mais ainda a crise instalada nos municípios brasileiros. Nestes momentos de instabilidades, cortes na gestão pública muita das vezes são inevitáveis, além da obrigação dos gestores públicos em cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Na manhã desta segunda-feira (31), o prefeito de Simões Filho, José Eduardo Mendonça de Alencar, sem revelar números, anunciou que será obrigado a demitir mais servidores públicos. A medida acontece após a demissão de cerca de 1.200 servidores realizada no dia 06 de outubro em cumprimento à Lei de Responsabilidade Fiscal. Além disso, a medida atinge contratos que serão cancelados, com a redução de ações de continuidade.

14800914_1783577181898438_2126429147_n
Prefeito de Simões Filho, Dr. José Eduardo Mendonça de Alencar

Conforme explicação do alcaide, as demissões e cancelamentos de contratos não foram suficientes para cumprir o que está previsto no artigo 42 da Lei 8666, que institui normas para a Administração Pública.

O “funcionário público”, é aquele que ainda que transitoriamente, com ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública. Partindo dessa ideia, todo cidadão que está envolvido na máquina pública é considerado um funcionário público. O que diferencia é justamente a estabilidade funcional. Enquanto o servidor de carreira é estável, o servidor comissionado tem a fragilidade de poder ser exonerado a qualquer momento dos quadros do serviço público.

Para a reportagem do site “Mapele News”, o prefeito Eduardo Alencar ainda esclareceu que o engessamento por conta do cumprimento da lei, sobretudo, a necessidade dos “cortes” a serem realizados, em contrapartida, acontecem em todas as esferas públicas desde o Estado e paulatinamente nos municípios. Outra justificativa apontada pelo mandatário é que se ele não cumprir a Lei poderá ter suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Conta dos Municípios e inviabilizar a sua vida pública.

A 60 dias para o término do seu mandato, o gestor lamenta a situação econômica vivenciada no município que nos últimos meses, perdeu bruscamente receitas e que ainda segundo ele, inviabilizou diversas obras, inclusive, na área de infraestrutura que estariam programadas.

Durante a forte crise econômica sentida na administração pública, diversas dificuldades figuraram pautas na União dos Municípios da Bahia (UPB), que foram levantadas pelo gestor público para conseguir driblar a situação com o Governo Federal.

Eduardo Alencar disse ainda que a recessão atinge os Estados da Federação e nos municípios não tem sido diferente e que coloca em cheque a inviabilidade de pagamento do 13º salário e despesas com a Folha de pagamento.


Após novo registro de ataques a micro-ônibus, motoristas protestam em Simões Filho


Uma manifestação deverá acontecer na manhã desta segunda-feira (31), em Simões Filho contra os últimos registros relacionados aos ataques a ônibus na cidade. Após registro de mais um veículo queimado no bairro de Simões Filho I no final da noite deste domingo (30), motoristas se unem em forma de protesto. A mobilização agitam moradores e donos dos veículos que estão preocupados com a situação. Três veículos até a madrugada desta segunda teriam sido queimados.

bahianoar_img-20161031-wa0004
Foto: Reprodução

https://scontent.fgig1-4.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/

A manifestação conta com o apoio de populares e as informações é que tenha início no CIA I. Nesta terça-feira (01), Simões Filho irá receber o I Fórum de debates sobre a Violência. O evento será realizado na Câmara Municipal de Vereadores, a partir as 13h.