Garoto maltratado por segurança no Shopping da Bahia é convidado a participar do Projeto Vitória Cidadania

O garoto Matheus, envolvido em um escândalo com segurança do Shopping da Bahia, na Praça de Alimentação, no início da semana (relembre aqui o casohttp://mapelenews.com.br/apos-escandalo-envolvendo-seguranca-e-crianca-de-rua-shopping-da-bahia-emite-nota-oficial/) teve uma grande reviravolta em sua vida nesta terça-feira (12). Depois de causar grande comoção na população baiana por causa do vídeo publicado que viralizou nas redes sociais, Matheus recebeu … Leia Mais





Negligência: Mãe acusa posto de saúde pela morte da filha de 1 ano e seis meses em Lauro de Freitas


Uma criança de apenas 1 ano e seis meses morreu após ser atendida em um posto de saúde no município de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Em entrevista ao programa Bahia no Ar, na manhã desta segunda-feira (28), a mãe da menina, a dona de casa Jeane Silva contou como o fato ocorreu.

De acordo com Jeane, a menina passou mal em casa, teve vômito e foi socorrida pelos pais até o Posto Médico Nelson Barros. Ainda segundo Jeane, a criança chegou consciente na unidade de saúde, inclusive andando e de lá não retornou com vida.

“Eu tenho um vídeo da minha filha aqui antes dela ir pro hospital e eu sei que do lado de fora do hospital tem uma câmera que é da rua e eu sei que aquela câmara vai pegar minha filha entrando andando comigo dentro do hospital e ela brincou tanto do lado de fora”, contou a mãe.

Conforme relato de Jeane, a pequena Lara foi atendida pelo médico e em seguida encaminhada para a enfermaria, onde foi medicada por uma enfermeira, que teria aplicado “Plasio” diretamente na veia da criança. Minutos depois a criança veio a óbito.

“Eu disse que minha filha estava gelada e ela disse que era o ar condicionado. Eu continuei segurando minha filha com meu pescoço na cabecinha dela e quando eu olhei no rosto dela eu gritei, moça a minha filha está espumando, minha filha já estava com os lábios e o olho roxo”, lamentou a mãe.

Revoltada, Jeane acusa a equipe médica de negligência e pede que a prefeita Moema Gramacho tome providências para impedir que outros incidentes como o que resultou na morte de Lara volte a acontecer.

“Nada do que ela fizer vai amenizar minha dor. Peço que ela bote médicos de verdade no posto e não estagiários para poder pagar menos e tirar a vida de minha filha que só tinha 1 ano e seis meses”, completou a mãe.

Em nota a Secretaria de Saúde de Lauro de Freitas  disse que Lara chegou à unidade “com quadro de diarreia e vômito diagnosticado como gastroenterite viral. Foi atendida pelo médico de plantão e encaminhada à equipe de enfermagem para administração de soro e Plasil. Antes mesmo que o medicamento fosse administrado (quando apenas o soro estava sendo aplicado) a criança vomitou e aspirou o vômito obstruindo os pulmões, gerando um quadro de insuficiência respiratória que evoluiu para parada cardiorrespiratória”, diz um trecho do documento. A secretária afirmou ainda que o relatório médico está à disposição da perícia.

 

 


Por causa de greve, Vitória da Conquista decreta situação de emergência


Por causa da paralisação dos caminhoneiros, que neste domingo (27) entra no sétimo dia, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), decretou situação de emergência na cidade. O decretou foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Município.

Na publicação, o prefeito argumenta que a situação é em detrimento do “impacto e a gravidade dos efeitos decorrentes da paralisação nacional dos caminhoneiros iniciada em 21 de maio de 2018, com o desabastecimento de bens indispensáveis à manutenção de serviços públicos essenciais”.

Ainda de acordo com o decreto, foi criado um Comitê de Gerenciamento de Crise liderado pelo prefeito da cidade, Herzem Gusmão. “O Comitê deverá propor e adotar todas as medidas preventivas ou reparadoras, administrativas e judiciais, visando a manutenção dos serviços públicos essenciais à população da cidade de Vitória da Conquista”.

O texto considera ainda a ineficiência de serviços públicos essenciais como saúde, educação, transporte público, coleta de lixo, serviço funerário e defesa civil.

 


Governador inaugura ampliação do Hospital Prado Valadares em Jequié


O governador Rui Costa inaugurou, na manhã desta segunda-feira (21), a ampliação do Hospital Prado Valadares, em Jequié, no sudoeste baiano.

“O que estamos fazendo é levar ao interior do estado serviço de alta e média complexidade. Esse hospital junto com o Clériston Andrade, são os dois maiores hospitais da Bahia Estamos trazendo para Jequié equipamento novo, moderno sofisticado, com requinte de beleza. A cidade e a região merecem”, disse o governador durante coletiva de imprensa.

“Temos, em todas as regiões do estado, investimentos na saúde pública. Com isso, nesse caso aqui, garantimos que os pacientes da região de Jequié não precisem mais se deslocar até Salvador para realizarem seus exames”, ressaltou o chefe do Executivo.

BNews

 


Sehab inicia operação de fiscalização dos imóveis do MCMV em Camaçari


A Secretaria de Habitação (Sehab) do município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) iniciou na última segunda-feira (14), uma operação de fiscalização dos empreendidos ligados ao programa habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV) na cidade.

A ação acontece em parceria com a Polícia Militar e foi iniciada nos condomínios Sítio Verde e Sítio Horizonte, entregues recentemente pela administração pública, através do Governo Federal.

De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, 23 apartamentos foram notificados por irregularidades. Entre os casos notificados estão invasão, abandono, aluguel e uso do imóvel como estabelecimento comercial.

Em alguns casos de imóveis invadidos, a Sehab conseguiu fazer a reintegração de posse, devolvendo o apartamento aos proprietários de direito. No entanto, segundo o secretário de Habitação, Junior Borges, tudo foi feito de forma pacífica e ordeira.


Justiça veta projeto que prevê atualização dos limites entre 10 municípios baianos; entre eles Simões Filho e Lauro de Freitas


Uma limitar concedida pela Justiça veta a tramitação na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) de um projeto de lei que prevê a atualização dos limites territoriais entre 10 municípios do estado, entre eles Salvador, Lauro de Freitas e Simões Filho.

O projeto estava na ordem do dia do Legislativo baiano, já havia recebido o parecer favorável do seu relator, o deputado Bira Coroa (PT), e seria votado em plenário na sessão desta terça-feira (08).

Em contrapartida uma liminar foi concedida pela desembargadora Gardênia Pereira Duarte, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a pedido dos deputados da oposição, que querem que a população dos municípios em questão seja ouvida antes de uma votação na casa legislativa.

A proposição, de autoria do deputado Zó (PCdoB), prevê atualização dos limites territoriais de Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Salinas da Margarida, Salvador, Simões Filho e Vera Cruz.

Uma das maiores polêmicas envolve a ‘incorporação’ de parte de áreas de bairros pertencentes ao município de Lauro de Freitas pela prefeitura de Salvador, após sanção de lei que ampliou o número de bairros da capital baiana de 32 para 163, em 2017.

Enquanto a prefeitura de Salvador diz que os bairros, que ficam entre as duas cidades, cresceram muito nos últimos tempos a ponto de ultrapassar os limites do município vizinho e “invadir” o território da capital, a prefeitura de Lauro contesta.