Mapa da Violência: Mais de 3 mil pessoas foram assassinadas em fevereiro no Brasil


O Brasil registrou, em fevereiro deste ano, mais de 3 mil assassinatos violentos. Um levantamento feito pelo portal G1 revela o índice nacional de homicídios que contabiliza o número de mortes violentas mês a mês no país.

De acordo com a reportagem, o número consolidado (3.276) contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.

O levantamento não considera os dados de seis estados, que ainda não divulgaram os números. O Monitor da Violência foi desenvolvido pelo G1 , em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados são solicitados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública. O objetivo da pesquisa é antecipar os dados e possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência, além de obrar transparência por parte dos governos.

Os estados que não forneceram os números deram explicações. Na Bahia, a secretaria diz que o setor que trabalha com o fechamento dos dados dos dois meses não determina um prazo para a conclusão e que, quando as informações forem liberadas, serão divulgadas.

A Secretaria do Maranhão informa que os dados consolidados sobre mortes violentas e outros crimes ocorridos no Maranhão em fevereiro têm previsão de divulgação apenas para junho deste ano. “O período obedece ao prazo de três meses legalmente estabelecido pelo Ministério da Justiça, o qual considera as condições de registro de ocorrências disponíveis nas unidades federativas do país, como as dimensões territoriais e oferta de serviço de internet disponíveis nos estados.”

Em Minas Gerais, a secretaria diz que os dados de janeiro e fevereiro de 2018 ainda serão divulgados. A pasta afirma que os números passam por auditagem para “total transparência e confiabilidade”. Até o momento, o governo tem apenas os dados de latrocínio (7 em janeiro e 8 em fevereiro)

O órgão responsável pelos dados no Paraná afirma que não possui a informação sobre ambos os meses. “As estatísticas referentes a homicídios, antes da divulgação, passam por quatro ciclos de controle de qualidade. Durante a realização da validação foram encontradas distorções que estão sendo homologadas para, então, ocorrer a divulgação. Foram encontradas distorções nos meses de janeiro e fevereiro. Assim que os dados forem validados, serão prontamente divulgados para a população por meio do site.”

Em Rondônia, a secretaria não informa os números de fevereiro; a Polícia Civil diz que ainda aguarda o retorno dos departamentos que concentram as informações

A Secretaria de Tocantins afirmou que as delegacias levam um tempo para informar os números e, por isso, os dados de janeiro e de fevereiro ainda não foram consolidados.

 


Idoso de 80 anos morre após ter casa invadida e ser apedrejado por ladrão


Um idoso de 80 anos, identificado como Izaulino Alves, morreu nesta quinta-feira (12) após sofrer graves lesões no rosto causadas por um criminoso que invadiu sua casa para roubar e ainda lhe proferiu diversos golpes de pedradas.

 O idoso sofreu as agressões na última sexta-feira (06) dentro da sua residência, localizada no bairro da Patagônia, em Vitória da Conquista. Desde então permanecia internado no Hospital Geral da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Conforme o delegado Arilano Botelho, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) da cidade, o caso ainda está em investigação, no entanto, dois suspeitos do crime já foram identificados, e estão sendo procurados pela polícia. As identidades dos suspeitos não foram divulgadas.

O corpo do idoso foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade, onde passou por perícia e em seguida liberado para as cerimônias fúnebres.


Quatro homens são mortos a tiros em Camaçari


Quatro homens foram mortos a tiros na tarde deste domingo (1º), em Camaçari, região metropolitana de Salvador. As informações são da Polícia Militar.

De acordo com a PM, policiais militares do 12º Batalhão e da Base Comunitária de Segurança (BCS) de Camaçari foram acionados com informações de quatro indivíduos vítimas de disparos de arma de fogo, na Rua Acajutiba, Gleba C.

Segundo a PM, ao chegar no local, o Samu foi acionado e as vítimas foram atendidas por uma equipe, mas não resistiram aos ferimentos. A área do crime foi isolada e o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) foi acionado para realizar perícia e remover os corpos.

Informações preliminares da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) apontam que as quatro vítimas seriam traficantes da região. Não há detalhes sobre as circunstâncias do crime.

A Polícia Civil vai investigar motivação e autoria das mortes. Até a publicação desta reportagem, as identidades das vítimas não havia sido divulgada.

Matéria: G1 (Foto: Site Bahia No Ar)


Vídeo: homem invade palco e dá golpe de capacete para salvar ‘Jesus’ em peça teatral


Tudo corria bem durante uma encenação da Paixão de Cristo no município de Nova Hartz, no Rio Grande do Sul, até que um “soldado romano” entra em cena e machuca “Jesus Cristo” com uma “lança”. Neste momento, para surpresa de todos os presentes, um homem invade o palco e dá um golpe de capacete na nuca do “soldado”. O momento inusitado ocorreu na última Sexta-feira Santa, 30.

De acordo com o jornal Panorama, da região do Vale do Paranhana, após a primeira agressão, o invasor ainda trocou socos com outro ator e acabou rendido por outros participantes da peça no próprio palco.

Um irmão do agressor apareceu no local e explicou que ele sofreria de surtos psicóticos e teria acompanhamento de medicamentos. Os atores agredidos registraram um boletim de ocorrências.

Veja vídeo:


Homem reage a assalto e dá ‘voadora’ em criminoso; assista vídeo


Nas imagens registradas por uma câmera de segurança, é possível ver que a vítima chega a dar um golpe conhecido como “voadora” em um dos assaltantes que estava em uma motocicleta. O caso aconteceu em na cidade de Maceió, Alagoas.

A vítima correu atrás de um dos bandidos e deu a “voadora” no comparsa. O outro assaltante ainda correu atrás da vítima, e conseguiu roubar sua carteira.

Assista:

 

BNews