Guarda municipal de Jequié é assassinado na frente da filha em via pública

Uma ação violenta chocou a comunidade de Jequié, município que fica a 365 quilômetros de Salvador (RMS) no início da tarde da última terça-feira (13). O guarda municipal Washington Souza Pereira foi executado em via pública na presença da filha. De acordo com informações, a vítima conduzia uma motocicleta nas imediações dos bairros Cidade Nova … Leia Mais


Terça-feira violenta em Salvador e RMS; 7 homicídios foram registrados

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) registrou, nesta terça-feira (14), sete homicídios entre a capital baiana e a Região Metropolitana. Cinco em Salvador e dois em Camaçari respectivamente. O número de mortos em um único dia quase alcançou o total  de ocorrências do final de semana (8) divulgadas pela pasta com significante redução de Crimes … Leia Mais


Presidente de cooperativa de transporte é assassinado na presença da esposa em Simões Filho

Um homicídio consumado nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (13) deixa a população de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) completamente chocada. De acorda com informações, por volta das 04:30h uma guarnição da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIMP) recebeu informações acerca de um possível assassinato nas imediações da Av. Elmo … Leia Mais



Homem empurra mulher de escada e termina amarrado em poste por vizinhos


Um homem acabou amarrado em um poste de energia elétrica, na noite deste domingo (22), após ter empurrado a própria mulher de uma escada, em Jacobina, no Norte da Bahia.

A agressão provocou indignação dos vizinhos do casal, que resolveram se unir por conta própria para imobilizar o agressor e prende-lo ao poste até a chegada da Polícia Militar na localidade.

De acordo com o site Augusto Urgente, o homem agrediu a mulher por ciúme, após ela pedir para um vizinho consertar o celular. Depois de ser empurrada, ela precisou ser socorrida para a UPA com escoriações, cortes e sangramento no rosto.

Aparentemente embriagado, o homem demonstrou arrependimento e pediu desculpas à companheira, mas a Polícia Militar foi acionada e conduziu o suspeito para a delegacia do município, onde está à disposição da Justiça.


Homem é atingido com golpes de faca pelas costas enquanto caminhava por via pública em Simões Filho


Uma ocorrência policial um tanto quanto misteriosa chamou a atenção da população de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) no final da tarde desta segunda-feira (09).

Um homem de 35 anos, identificado como Reginaldo Felipe dos Santos, deu entrada no Hospital Municipal de Simões Filho, vítima de arma branca. Ele estava consciente e pode relatar o ocorrido.

De acordo com o relato de Reginaldo, ele estava transitando pela Av. Elmo Serejo Farias, ainda em plena luz do dia, quando foi surpreendido pelas costas com golpes de faca por um homem ainda não identificado.

Reginaldo declara que não conhece o autor da agressão, nem sabe o que teria motivado o crime. Após a tentativa de homicídio, o suspeito fugiu e a vítima foi socorrida por populares à unidade hospitalar.

Depois de receber atendimento, o rapaz teve alta médica e foi orientado a comparecer na 22ª Delegacia Territorial (DT), onde a ocorrência foi registrada e está sendo investigada pela Polícia Civil.

 


Fabricante alega que produto usado em criança de 1 ano e 6 meses morta em Lauro de Freitas não era Plasil injetável


Após publicação da morte da menina Lara, de apenas 1 ano e 6 meses durante atendimento médico em uma unidade de saúde de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) a empresa Sanofi, responsável pela fabricação de medicamentos, se manifestou oficialmente sobre o caso.

Em nota, a Sanofi esclarece que, em contato com a Secretaria de Saúde de Lauro Freitas, a instituição informou que o medicamento usado no atendimento que envolve a morte de Lara não foi o Plasil injetável, conforme afirmou a mãe.

Ainda segundo a empresa, “em 31 de maio de 2016, a Sanofi protocolou junto à Anvisa a descontinuação da solução injetável do medicamento Plasil (cloridrato de metoclopramida), e que a partir dessa data deixou de fabricar esta versão do produto, utilizado principalmente no tratamento de enjoos e vômitos de origens diversas”.

Entenda o caso

De acordo com a dona de casa Jeane, mãe da pequena Lara, a menina passou mal em casa, teve vômito e foi socorrida pelos pais até o Posto Médico Nelson Barros em Lauro de Freitas. Ainda segundo Jeane, a criança chegou consciente na unidade de saúde, inclusive andando e de lá não retornou com vida.

Conforme relato da mãe, Lara foi atendida pelo médico e em seguida encaminhada para a enfermaria, onde foi medicada por uma enfermeira, que teria aplicado “Plasio” diretamente na veia da criança. Minutos depois a criança veio a óbito.

“Eu disse que minha filha estava gelada e ela disse que era o ar condicionado. Eu continuei segurando minha filha com meu pescoço na cabecinha dela e quando eu olhei no rosto dela eu gritei, moça a minha filha está espumando, minha filha já estava com os lábios e o olho roxo”, lamentou a mãe.

Negligência: Mãe acusa posto de saúde pela morte da filha de 1 ano e seis meses em Lauro de Freitas

Revoltada, Jeane acusa a equipe médica de negligência e pede que a prefeita Moema Gramacho tome providências para impedir que outros incidentes como o que resultou na morte de Lara volte a acontecer.

“Nada do que ela fizer vai amenizar minha dor. Peço que ela bote médicos de verdade no posto e não estagiários para poder pagar menos e tirar a vida de minha filha que só tinha 1 ano e seis meses”, completou a mãe.

Em nota a Secretaria de Saúde de Lauro de Freitas  disse que Lara chegou à unidade “com quadro de diarreia e vômito diagnosticado como gastroenterite viral. Foi atendida pelo médico de plantão e encaminhada à equipe de enfermagem para administração de soro e Plasil. Antes mesmo que o medicamento fosse administrado (quando apenas o soro estava sendo aplicado) a criança vomitou e aspirou o vômito obstruindo os pulmões, gerando um quadro de insuficiência respiratória que evoluiu para parada cardiorrespiratória”, diz um trecho do documento. A secretária afirmou ainda que o relatório médico está à disposição da perícia.

 


Homem rouba motocicleta, é perseguido por populares e morre baleado em cima de telhado


Um homem foi morto a tiros na tarde desta quarta-feira (13), na Rua Nova Ipuaçu, no bairro Campo Limpo, em Feira de Santana, a cerca de 118 km de Salvador.

Foto: Acorda Cidade

Segundo o delegado Fabrício Linard, titular da Delegacia de Homicídios, populares informaram que Anderson Neri de Almeida, 30 anos, teria roubado uma motocicleta, foi perseguido e caiu ao ser baleado. Em seguida, ele quebrou uma cerca elétrica e subiu no telhado de uma residência através do portão para tentar fugir.

Ele não resistiu ao ferimento e morreu em cima do telhado. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local para socorrê-lo, mas ele já estava sem sinais vitais.O corpo foi removido por uma equipe do Corpo de Bombeiros. Ainda segundo o delegado, a motocicleta roubada e a vítima do assalto ainda não foram localizadas.

VN


Homem é preso por agredir a esposa, é solto por decisão da justiça volta para casa e mata a mulher


A operadora de caixa Tauane Morais, de 23 anos foi assassinada a facadas por um ex-namorado que se dizia “inconformado com o término” do relacionamento, na última quarta-feira (06).


O acusado, identificado como Vinícius Rodrigues de Sousa já tinha sido preso no domingo (03) após agredir e tentar enforcar Tauane Morais, com quem tinha dois filhos e um relacionamento há quatro anos, mas foi solto por decisão da justiça, voltou para casa três dias depois e assassinou a mulher.

Mesmo com a prisão em flagrante durante a agressão, Vinícius foi liberado no dia seguinte – apenas com a restrição de não se aproximar da vítima. Apesar disso, nesta quarta (06), ele foi à casa da ex-namorada e a matou. Em seguida, tentou cometer suicídio.

Nesta quinta-feira (07), durante a segunda audiência de custódia de Vinícius, o juiz Aragonê Nunes Fernandes disse “não ter bola de cristal” para prever ameaças que poderiam se concretizar. Ele é o autor da decisão que mandou soltar o suspeito, três dias antes do crime. Nesta quinta, após a morte de Tauane, a decisão sobre o novo flagrante voltou à mesa do magistrado.

“Por não termos ‘bola de cristal’, não temos como prever aqueles que realmente concretizarão as ameaças que fazem. Prender a todos, indistintamente, não parece ser o melhor caminho a seguir.”

Prisão preventiva

Dessa vez, a decisão de Aragonê Fernandes foi diferente. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva – por tempo indeterminado. Após a tentativa de suicídio, Vinicius foi socorrido e internado no Hospital Regional de Taguatinga (HRT), onde permanecia até as 18h desta quinta.

Como justificativa para conceder a liberdade provisória ao suspeito – o que culminou na morte de Tauane –, o magistrado afirmou que “infelizmente, todos os dias recebe um grande número de autuados envolvidos em crimes relacionados à Lei Maria da Penha”.

Para Fernandes, “são comuns delitos de ameaça, de injúria e de lesões corporais”. Após dizer, na primeira audiência, que a medida protetiva era “suficiente” para preservar a integridade física da vítima, o magistrado voltou atrás e reconheceu a ineficiência da medida.

“Ao contrário! Mesmo ciente da impossibilidade de procurar a vítima, ele retornou à residência e retirou a vida dela, tentando ainda suicídio.”

Em depoimento à Polícia Civil, ainda no domingo (3), Tauane disse que já tinha sido agredida outras vezes pelo namorado, mas nunca denunciou. Ao G1, o delegado que investiga o caso, Eduardo Galvão, afirmou que o suspeito, que é do Piauí, não tinha passagens pela polícia no DF.