Funcionamento: CBF e Museu Seleção Brasileira

A partir do dia 22 de dezembro, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) entra no período de recesso, retomando as atividades administrativas no dia 8 de janeiro de 2018. Durante a paralisação, o Museu Seleção Brasileira seguirá aberto, exceto nos feriados de 25/12 e 1/1. Serviço – Museu Seleção Brasileira Localizado na sede da CBF, … Leia Mais


Grêmio e Real Madrid conhecerão seus adversários neste sábado

Dois jogos, neste sábado, definem os adversários de Real Madrid e Grêmio no Mundial de Clubes da Fifa. Logo pela manhã, 11h, o Pachuca enfrentará o Wydad Casablanca. O vencedor do confronto terá a equipe comandada por Renato Gaúcho pela frente. O jogo está marcado para a próxima terça, 12, 15h. Ainda neste sábado, mais tarde, 14h30, … Leia Mais




Meio-campo do Vitória terá desfalques para sequência no Brasileirão

Expulso no triunfo do Vitória sobre o Palmeiras na noite desta quarta-feira (09), o volante Uillian Correia vai desfalcar o meio-campo rubro-negro no próximo domingo (12), quando o Leão volta a campo para encarar o Grêmio, em confronto válido pela 34ª rodada do Brasileirão.  Fora da zona de rebaixamento, o time comandado por Vágner Mancini … Leia Mais


BAVI: Bahia vence Vitória e se distancia do Z-4


Em mais um BAVI marcado pela tensão e confusões entre jogadores, o Bahia levou a melhor e venceu o Vitória por 2 a 1, neste domingo (22), na Arena Fonte Nova. Mendoza e Edigar Junio marcaram os gols do Tricolor. Wallace descontou.

Com o resultado, o Esquadrão subiu na tabela e se distanciou da zona de rebaixamento. O time do Fazendão foi aos 38 pontos e assumiu a 11ª colocação.

Já o Rubro-Negro voltou a viver momentos turbulentos no campeonato. Com seus 33 pontos, na 16ª colocação, o Leão pode voltar ao Z-4 em caso de triunfo da Ponte Preta sobre o Avaí.

O JOGO

Bahia e Vitória fizeram um primeiro tempo de pouca emoção e remotas chances claras de gol.

A primeira boa oportunidade só veio aos 34 minutos. Em contra-ataque, David avançou pela esquerda, invadiu a área e chutou na rede pelo lado de fora.

A resposta do Bahia foi aos 41 minutos. Mendoza recebeu bola na esquerda, entrou na área e chutou forte. Caíque espalmou para evitar.

Mas, no segundo tempo, a rede foi balançada logo no primeiro minuto. Wallace falhou ao tentar cortar na área e ajeitou para Mendoza tocar no canto de Caíque.

O Rubro-Negro respondeu aos 15. Depois de roubar bola, David chutou de fora da área e acertou a trave.

Aos 25, o Leão assustou mais uma vez. Tréllez recebeu na área, tocou na saída de Jean e a bola passou muito perto da trave.

Aos 29 minutos, O Tricolor quase marcou o segundo. Eduardo arriscou chute, a bola desviou em Wallace e Caíque fez bela defesa para evitar.

Mas, aos 37 minutos, o Vitória conseguiu marcar. Após cobrança de escanteio, a zaga do Bahia falhou na área e Wallace mandou na rede para se redimir e empatar.

Aos 42, o Bahia assustou. Régis achou Edigar Junio na área, o atacante tentou o chute cruzado e Caíque se esticou para espalmar e salvar.

Mas, na cobrança do escanteio, o Tricolor marcou. Após cobrança de escanteio, a bola foi desviada na área e sobrou para Edigar Junio, sem marcação fazer o segundo e garantir o triunfo.

Bahia x Vitória
Brasileirão Série A – 30ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data/Horário: 21/10/2017 (Horário da Bahia)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ). Assistentes: Michael Correia e Silbert Faria Sisquim. Assistentes adicionais: Leonardo Garcia Cavaleiro e Carlos Eduardo Nunes Braga
Cartões amarelos: Ramon, Neilton, Fred (VIT); Mendoza, Edigar Junio (BAH)
Gols: Mendoza, Edigar Junio (BAH); Wallace (VIT)

Bahia
Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Edson, Renê Júnior, Allione (Thiago Martins) e Zé Rafael (Matheus Sales); Mendoza (Régis) e Edigar Junio. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani.

Vitória
Caíque; Caíque Sá, Wallace Fred e Juninho; Ramon, Uillian Correia (André Lima), Yago (Danilinho) e David; Neilton (Cleiton Xavier) e Santiago Tréllez. Técnico: Vagner Mancini.


Seleção feminina vence México na estreia da Copa CFA da China


A seleção brasileira feminina de futebol venceu a partida de reestreia do técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão. Nesta quinta-feira, 19, a equipe nacional superou o México por 3 a 0, na sua estreia na Copa CFA da China, disputada no Yongchuan Sports Center Stadium, em Chongqing.

Os gols do Brasil na partida foram marcados por Marta, Bruna e Bia, sendo que Vadão escalou a seleção com a seguinte formação: Bárbara; Poliana, Bruna Benites, Rafaelle e Tamires (Rilany); Thaisa e Andressinha; Thaisinha (Milene), Bia, Marta e Gabi Zanotti (Adriana).

O primeiro gol da partida foi marcado por Marta, logo nos minutos iniciais do segundo tempo. A craque recebeu passe de Thaisinha, finalizou em cima da zaga adversária na primeira tentativa, mas marcou na segunda.

O segundo gol também contou com a participação direta de Marta, que cobrou falta para Bruna, que cabeceou para as redes, encobrindo a goleira adversária. O terceiro gol foi marcado por Bia, que finalizou forte. E a seleção mexicana ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti, chutando para fora.

Antes do duelo desta quinta-feira, o Brasil havia enfrentado o México pela última vez no final de 2015, quando aplicou uma goleada de 6 a 0 pelo Torneio Internacional de Natal.

No próximo sábado, às 6 horas (de Brasília), a seleção brasileira volta a campo para encarar a Coreia do Norte, na sequência da Copa CFA da China, novamente em Chongqing.

De volta à seleção, Vadão se viu envolvido em polêmica, pois jogadoras experientes se revoltaram com a demissão da antecessora Emily Lima, o que levou algumas delas, como Cristiane e Maurine, a decidirem se aposentar da equipe, forçando o treinador a reestruturar o elenco. Agora, no seu primeiro jogo nesse retorno ao comando do Brasil, conseguiu uma vitória.

O primeiro gol da partida foi marcado pela jogador Marta (Foto: Fernanda Coimbra | CBF)


Lateral sofre lesão e desfalca o Vitória por um mês


O lateral-esquerdo Juninho se machucou durante a partida do último domingo (10), contra o Fluminense, no Barradão. O atleta teve uma lesão no ligamento medial colateral do joelho esquerdo e deve desfalcar o time do técnico Vagner Mancini por cerca de um mês. A informação foi confirmada pelo médico do clube, Dr. Wilson Vasconcelos.

“Ele fez uma ressonância hoje, a previsão inicial é essa de um mês. O atleta ainda sente muita dor, vamos avaliar mais ainda. Geralmente são lesões que se tratam de forma conservadora”, destacou o médico. Juninho fará fisioterapia enquanto se recupera do problema. Para o lugar dele, Mancini pode contar com os atletas Thallysson e Geferson.

 


‘Speed Mendoza’ brilha, Bahia vence Vasco em casa e se afasta do Z-4


Colombiano marca dois gols no triunfo por 3×0 sobre o time carioca

Aos poucos, o Bahia vai retomando o que mais lhe importa nesta fase do campeonato: ter o domínio da Fonte Nova. Neste domingo (20), o tricolor bateu o Vasco por 3×0 e engatou o segundo triunfo consecutivo em casa.

‘Engatou’ parece mesmo a palavra mais apropriada para descrever a atuação do Bahia. A equipe de Preto Casagrande abusou da sua velocidade no ataque e foi eficiente para despachar o cruzmaltino.

A verdade é que na defesa o Bahia não foi tão bem. O Vasco teve oportunidade muito clara de abrir o placar aos 20 minutos, num erro de Tiago. Na saída de bola, o zagueiro entregou de graça para o adversário. Paulinho recebeu na direita e chutou para fora quando estava cara a cara com Jean.

Se aquele gol tivesse saído, o roteiro do jogo certamente seria outro. Mas não saiu. O importante, mesmo, é que o Bahia foi quem abriu o placar, num lance de bola parada, e coincidentemente com Tiago. Aos 22 minutos, Régis cobrou escanteio da esquerda e o capitão subiu mais que todo mundo para cabecear no canto de Martín Silva.

Daí o confronto ficou confortável para o tricolor, que pôde recuar e atuar como mais lhe convém, saindo em velocidade no contra-ataque. O Vasco tinha mais posse de bola, mas não conseguia ser eficiente em nada. Sua melhor chance em todo o jogo veio aos 44, num lance fortuito: Luís Fabiano chutou prensado e a bola sobrou para Wagner, que carimbou a trave de Jean.

Tricolor correria

A arma tricolor ficou bem clara aos 48 da etapa inicial. Após um escanteio para o Vasco, a bola ficou com Mendoza ainda no campo de defesa. Ele tabelou com Régis e disparou. Em altíssima velocidade, dividiu com Ramon, driblou Martín Silva e aumentou o placar.

Passou o intervalo e tudo continuou aberto para o tricolor. Logo no primeiro minuto, Jean cobrou tiro de meta, a bola ficou com Zé Rafael, que tocou rápido para Régis e, rapidamente, engatou com Rodrigão, que chutou para a defesa de Martín Silva e Mendoza apareceu no rebote para fazer o terceiro. Tudo muito, muito rápido.

Teve espaço para muito mais, e sempre com Mendoza. Aos 25, o colombiano disparou em alta velocidade e tocou a bola na medida para Rodrigão na área, cara a cara com Martín Silva. O centroavante, que poucas vezes desperdiçou uma chance tão clara como aquela, chutou torto para fora.

Teve olé

O 3×0 deixou o duelo tão tranquilo para o Bahia que por volta dos 35 minutos a equipe passou a trocar passes por todo o campo. A galera na Fonte Nova, então, deitou e rolou, gritando ‘olé’. O Vasco, por sua vez, permaneceu atônito em campo, assistindo à cena. Na beira do campo, enquanto o técnico Milton Mendes pedia mais raça da sua equipe, Preto Casagrande pedia a participação da torcida tricolor.

E assim terminou o triunfo tranquilo do Bahia, da maneira mais positiva possível. O Esquadrão chegou a 26 pontos, numa posição confortável: quatro acima da zona de rebaixamento e quatro atrás do G6.

Na próxima rodada, a 22ª, o Bahia joga novamente em casa, desta vez contra o Botafogo, no domingo (27), às 16h.

Fonte: correio24horas


Governo Federal anuncia novo edital do Programa Bolsa Atleta


Considerado o maior programa de patrocínio esportivo individual e direto do mundo, o Bolsa Atleta tem contribuído para a formação de atletas que representam o país em competições de nível nacional e internacional.

O Ministério do Esporte anunciou nesta sexta-feira (04) o lançamento do novo edital do Programa. Segundo o ministro Leonardo Picciani, a chamada pública será publicada no Diário Oficial da União da próxima segunda-feira (07), e as inscrições poderão ser feitas já no dia seguinte, exclusivamente pelo site do ministério, até o dia 22.

De acordo com informações do Governo Federal, o pleito terá como base os resultados esportivos do ano passado nas modalidades que compõem o programa dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos. Já os atletas contemplados na categoria de bolsa estudantil são selecionados nos Jogos Escolares e nos Jogos Universitários Brasileiros.

O edital prevê a concessão de bolsas nas categorias Atleta de Base (R$ 370), Estudantil (R$ 370), Nacional (R$ 925), Internacional (R$ 1.850), e Olímpica/Paralímpica (R$ 3.100). O atleta contemplado receberá o equivalente a 12 parcelas do valor definido na categoria.

“Podem concorrer atletas que tenham obtido bons resultados em competições nacionais e internacionais de suas modalidades e que estejam vinculados a uma entidade de prática desportiva. Esportistas da categoria estudantil devem estar regularmente matriculados em instituição de ensino, pública ou privada”, informa o ministério.

Desde que o programa foi criado, em 2005, 20,7 mil atletas brasileiros foram patrocinados em um investimento que ultrapassa a marca de R$ 890 milhões, distribuídos em aproximadamente 51 mil bolsas.

Atualmente, 239 atletas estão sendo patrocinados e se preparando para os Jogos de Tóquio 2020, com investimento anual de R$ 31,5 milhões. Do total de atletas participantes do programa, 72 obtiveram medalhas nos Jogos Rio 2016 e 80 atletas são patrocinados pela primeira vez nesta categoria.