Kátia Oliveira defende aprovação de estado de calamidade em cidades que não tenham casos confirmados de Covid-19

A deputada estadual Kátia Oliveira (MDB) defendeu nesta quarta-feira (1º) a aprovação de todos os decretos calamidade pública de municípios que cheguem à Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) devido à pandemia do coronavírus. Para a parlamentar, todas as cidades do estado irão sofrer impactos por conta da crise provocada pelo avanço do Covid-19, até mesmo … Leia Mais



Ação distribui kits de limpeza em instituições beneficentes em Simões Filho

Em tempos de união contra a pandemia do novo Coronavírus, pessoas por toda a parte estão se mobilizando para, juntas, combater a Covid-19. Em Simões Filho a coisa não tem sido diferente, isso por que.  A Prefeitura municipal da cidade, que fica localizada na Região Metropolitana de Salvador (RMS), segue contribuindo para o desenvolvimento das atividades … Leia Mais


Disk Benefício: Prefeitura disponibiliza telefone para atender solicitações de famílias em situação de vulnerabilidade social

A Prefeitura de Simões Filho, cidade localizada na Região Metropolitana de Salvador (RMS), segue prestando assistência aos grupos de vulnerabilidade social do município. O poder público inclusive disponibilizou um número de telefone, o Disk Beneficio, para que integrantes desses grupos entrem em contato e recebam apoio. Essas pessoas podem ligar para o número 32953570, de … Leia Mais


Coronavírus: Brasil tem 42 mortos em 24 horas e bate novo recorde

O Ministério da Saúde anunciou hoje que subiu para 201 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil — aumento de 42 mortos em 24h, maior número registrado no Brasil no período. No total, são 5.717 casos oficiais confirmados no país — 1.138 diagnósticos confirmados em um dia — e 3,5% de … Leia Mais


Distribuição de cestas básicas é realizada em comunidades quilombolas e bairros de Simões Filho


A Prefeitura de Simões Filho segue prestando assistência aos grupos mais necessitados da cidade. Nesta segunda-feira (30), equipes do poder público municipal estiveram no Quilombo Rio dos Macacos e no bairro de Ilha de São João, distribuindo cestas básicas em domicílio, como medida de prevenção e enfrentamento ao Coronavírus. A distribuição terá continuidade, em outros quilombos e demais bairros do município.

A iniciativa, realizada através do programa de auxílio alimentação, visa beneficiar pessoas que vivem situações de vulnerabilidade social, incluindo munícipes assistidos pelo Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), comunidades quilombolas, idosos, pessoas com deficiência, ambulantes cadastrados na Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), artistas populares e de rua cadastrados na Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

A distribuição acontece por meio das equipes de assistentes sociais, responsáveis por avaliar os critérios para distribuição dos benefícios sociais, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedesc). A secretaria também vem mediando o acolhimento de moradores de rua e abastecendo instituições beneficentes com material de limpeza, higiene pessoal, colchões e outros. Através da Sedesc, também foi disponibilizado o número 985465741, para que munícipes tenham apoio psicológico durante o isolamento social.

 


“A conta dos cadáveres será colocada no colo dele”, diz Rui Costa sobre atitudes de Bolsonaro


O governador Rui Costa (PT) voltou a criticar as atitudes do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia enfrentada pelo mundo. Durante uma entrevista à revista Fórum no final da manhã desta segunda-feira (30), Rui pediu seriedade e uma postura que fosse “correspondente a de um presidente da República”.

“A situação é muito dramática no mundo todo. A diferença é que temos um presidente que brinca com a vida das pessoas. Eu fiz curso de economia e sociologia, não de psiquiatria, para entender o que se passa na mente dessas pessoas. A sensação que eu tenho é que ele quer causar o caos para, depois, adotar medidas da cabeça dele”, comentou.

O governador também aproveitou para criticar a saída de Bolsonaro do Palácio da Alvorada no domingo (29), descumprindo recomendações sanitárias da própria pasta da Saúde. O presidente fez um passeio por cidades satélites de Brasília, aglomerando pessoas e descumprindo o distanciamento.

“Enquanto nós presenciamos líderes do mundo inteiro falando com sobriedade, com seriedade neste momento, fazendo recomendações sérias, a gente vê o presidente do Brasil brincando. O que os governadores e cada brasileiro querem é que, definitivamente, ele sente na cadeira de presidente da República e trate as coisas com responsabilidade. Não é com comportamentos condenáveis, como os de ontem. Quando um presidente sai tocando as mãos das pessoas, aglomerando pessoas. Quer dizer, é um péssimo exemplo pro mundo inteiro. Isso nos causa vergonha. A conta dos cadáveres será colocada no colo do presidente”, completou.

Por: Nilson Marinho


Morre, aos 98 anos, o sambista Riachão


O cantor e compositor baiano Clementino Rodrigues, conhecido como Riachão, morreu hoje (30), aos 98 anos. Ele faleceu enquanto dormia e chegou a ser atendido por uma equipe médica no bairro do Garcia, em Salvador, onde morava. Em contato com o Metro1, parentes do artista confirmaram que Riachão morreu dormindo, de causas naturais.

Riachão é um dos mais importantes nomes da música baiana, autor de clássicos como “Cada Macaco no Seu Galho” e “Vá Morar Com o Diabo”. Sempre ativo, ele planejava lançar um novo álbum ainda este ano, com o título “Se Deus Quiser Eu Vou Chegar aos 100”. Não deu. Mas, sua imortalidade está garantida.

A verdade é que Riachão modificou, quando tinha apenas 15 anos, o panorama do samba na Bahia, abrindo caminho para uma legião magnífica de compositores, dentre os quais Ederaldo Gentil e Batatinha. Ele gostava de contar o caso em que se deparou com um recorte de jornal ou revista que estampava a terrível manchete: “Se o Rio não escreve, a Bahia não canta”. E completa: “Cheguei em casa machucado com isso. Foi quando Jesus me mandou o primeiro samba: ‘Sei que sou malandro, sei / conheço meu proceder…”. Que emoção quando isso chegou ao meu juízo. Cantei o dia inteiro. Com 15 anos comecei, com essa música”.

Em 2013, lançou “Mundão de Ouro”, seu último álbum. Entre as obras importantes sobre o artista está o documentário “Samba Riachão” (2001), dirigido por Jorge Alfredo. No cinema, Riachão aparece ainda, como ele mesmo, no filme “A Grande Feira” (1961), longa-metragem de Roberto Pires, uma das primeiras produções baianas. O sambista também batiza o circuito que a Mudança do Garcia faz do bairro até o Campo Grande.


Corpo de homem é encontrado no Centro Industrial de Aratu, em Simões Filho


O corpo de um homem de identidade ignorada foi encontrado na Via Periférica, localizado no Centro Industrial de Aratu, nas proximidades da Empresa Vertical, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, o crime foi divulgado na manhã deste domingo, 29/03.  A vítima trajava bermuda azul, camisa azul, descalço com uma tatuagem na perna.

Segundo informações da 22ª CIPM, por volta das 07h, a PM foi informada sobre a existência do cadáver. No local foi encontrado um corpo do sexo masculino, de cor parda escura,  com marcas de disparo de arma de fogo, na região da cabeça e em varias partes do corpo.

Ainda não há informações se a execução ocorreu no local em que o corpo foi encontrado, ou se apenas o mesmo foi utilizado como ponto de desova. A 22ª Delegacia Territorial (22ª DT/Simões Filho) vai investigar a causa e a autoria do crime, que até então seguem desconhecidas.


Funcionários do Hospital Municipal de Simões Filho recebem equipamentos de proteção individual


Óculos, máscaras, luvas e álcool em gel são os equipamentos de proteção individual (EPIs) mais comuns numa unidade de saúde e estão assegurados para todos os profissionais da assistência do Hospital Municipal de Simões Filho, que é administrado pela Fundação da Associação Bahiana de Medicina (Fabamed). Diferente do que circula nas redes sociais, não há falta de EPIs.
O superintendente da Fabamed, José Saturnino Rodrigues, destaca que “em parceria  com a gestão municipal, temos responsabilidade com a proteção ao corpo funcional e, sobretudo neste momento de pandemia mundial do coronavírus (Covid-19), esta é uma das prioridades, juntamente com o acolhimento e adequado tratamento aos pacientes atendidos”, afirma.

Atualmente não temos casos confirmados de Covid-19 no Hospital de Simões Filho, sejam de colaboradores ou pacientes. No caso específico que foi divulgado nas redes sociais, a profissional do Hospital de Simões Filho teve atestados emitidos pelo Instituto Couto Maia, do qual também é funcionária, de “sintomas gripais” não condizentes com Covid-19.

Em todos os casos de suspeita clínica de coronavírus, a unidade deve coletar uma amostra de secreção nasal que será encaminhada para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA). Para confirmar a doença é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o genoma viral.

A secretária de Saúde, Iridan Brasileiro, ressalta que “até a presente data não há no município de Simões Filho, casos confirmados de coronavírus”, afirma.