Líder comunitário “Binho do Quilombo” é assassinado em Simões Filho

O líder da comunidade Quilombola de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), popularmente conhecido como “Binho do Quilombo”, foi brutalmente assassinado na manhã desta terça-feira (19), no distrito de Pitanga de Palmares, próximo do local onde residia. O corpo de Binho foi encontrado dentro do seu carro, em frente a uma Escola Municipal … Leia Mais


Justiça considera homossexualidade como doença reversível e gera polêmica

Uma decisão da Justiça do Distrito Federal gerou polêmica e está preocupando o Conselho Federal de Psicologia (CFP). Na última sexta-feira (15), a seção Judiciária do DF acatou parcialmente o pedido liminar de uma ação popular que dá margem para o uso de terapias de “reversão sexual”.   O juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho manteve … Leia Mais



Suposta empresa do deputado Marcelo Nilo que seria usada para operações fraudulentas tem endereço falso em Simões Filho

A empresa Bahia Pesquisa e Estatística (Babesp), que segundo o Ministério Público Eleitoral (MPE) seria controlada pelo deputado Marcelo Nilo (PSL) e utilizada por ele para contabilização fraudulenta de recursos utilizados de maneira ilegal em campanhas políticas, não opera no endereço indicado na Junta Comercial do Estado (Juceb). Na página do órgão na internet, consta … Leia Mais



Passageiro reage a assalto dentro de ônibus na BR 324 em Simões Filho e mata bandido


Um assalto a ônibus na manhã desta segunda-feira (18), resultou na morte de um meliante no trecho da BR-324, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Segundo informações, o assalto aconteceu antes da Praça de Pedágio da Concessionária Via Bahia, quando o suspeito identificado como Marcos Vinícius Santos, adentrou o veículo portando arma de fogo e anunciou o assalto.

Ainda de acordo com informações, um passageiro resolveu reagir à ação do meliante e acabou entrando em luta corporal com o criminoso. Durante a luta, o passageiro conseguiu atingir o meliante fatalmente.

O crime aconteceu dentro do veículo que fazia a linha Estação Pirajá x Candeias. O passageiro fugiu do local antes da ocorrência ser registrada pela Polícia Militar.

Também na manhã desta segunda-feira, após receber informações de que um homem cometia agressão física contra sua esposa na localidade do bairro Simões Filho I, uma guarnição da 22ª CIPM se deslocou e surpreendeu o meliante em flagrante.

Erinaldo das Virgens dos Santos foi preso portando uma arma branca (faca) que teria sido usada contra a vítima Iraci Souza dos Santos. O caso foi apresentado na 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho.


Centenas de crianças simõesfilhenses são imunizadas no Dia D da Campanha de Multivacinação


Como parte da ação nacional, a Prefeitura Municipal de Simões Filho realizou neste sábado (16) o “Dia D” da Campanha de Multivacinação para crianças e adolescentes de 0 a 15 anos. A mobilização de saúde e prevenção aconteceu nas unidades de saúde do município.

O foco da campanha é incentivar os pais a atualizarem as cadernetas de vacinação dos filhos para interromper a cadeia de transmissão das doenças que podem ser evitadas com a imunização.

O coordenador da Vigilância em Saúde, Antônio Sérgio, alerta sobre a importância da campanha. “O objetivo é resgatar a população não vacinada e com esquema incompleto de crianças de zero a menores de cinco anos, crianças de nove anos e adolescentes de 10 a menores de 15 anos. Até o dia 22, serão ofertadas as vacinas da rotina, a fim de melhorar a cobertura vacinal”, ressaltou ele.

É fundamental que os pais ou responsáveis levem o documento de identificação da criança e a caderneta de vacinação para que os profissionais de saúde possam avaliar se há doses que necessitam ser aplicadas. Como a vacinação será de forma seletiva para a população alvo, não há meta a ser alcançada.


General sugere intervenção militar e é criticado por Forças Armadas brasileiras


O general do Exército, Antonio Hamilton Martins Mourão falou por três vezes na possibilidade de intervenção militar diante da crise enfrentada pelo País, caso a situação não seja resolvida pelas próprias instituições.

A afirmação foi feita em palestra realizada na noite da última sexta-feira (15) na Loja Maçônica Grande Oriente, em Brasília, após o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciar pela segunda vez o presidente Michel Temer por participação em organização criminosa e obstrução de justiça. Janot deixou o cargo nesta segunda-feira (18).

A atitude do general causou desconforto em Brasília. Oficiais-generais ouvidos pelo jornal “O Estado de S. Paulo” criticaram a afirmação de Mourão, considerada desnecessária neste momento de crise. O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, foi enfático e disse que “não há qualquer possibilidade” de intervenção militar.

“Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso”, disse Mourão em palestra gravada.

O general Mourão seguiu afirmando que “os Poderes terão que buscar uma solução, se não conseguirem, chegará a hora em que os militares terão que impor uma solução, e essa imposição não será fácil, ela trará problemas”, disse ele.

Procurado pelo jornal, Mourão explicou, no entanto, que não estava “insuflando nada” ou “pregando intervenção militar” e que a interpretação das suas palavras “é livre”. Ele afirmou que falava em seu nome, não no do Exército.

Ao jornal, o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, foi enfático e disse que “não há qualquer possibilidade” de intervenção militar. “Desde 1985 não somos responsáveis por turbulência na vida nacional e assim vai prosseguir. Além disso, o emprego nosso será sempre por iniciativa de um dos Poderes”, afirmou Villas Bôas, acrescentando que a Força defende “a manutenção da democracia, a preservação da Constituição, além da proteção das instituições”.

Depois de salientar que “internamente já foi conversado e o problema está superado”, o comandante do Exército insistiu que qualquer emprego de Forças Armadas será por iniciativa de um dos Poderes.

As informações são do Correio Braziliense


Atividades em alusão ao Dia Nacional do Teatro acontecem nesta semana em Simões Filho


A Prefeitura de Simões Filho, através da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), realizará uma programação especial para comemorar o Dia do Teatro, tendo em vista oferecer à população mais entretenimento e diversão.

Entre os dias 19 a 21 de setembro, a partir das 19h, no Pavilhão do Fogo Simbólico, localizado no Centro da cidade, o público poderá participar da Mostra de Teatros. A entrada para o evento é gratuita.

A data de 19 de setembro foi instituída como o Dia Nacional do Teatro Acessível (Lei 13.442/2017). A data visa contribuir na divulgação da cultura por meio de atividades cênicas que ofereçam práticas de acessibilidade física e comunicativa às pessoas com deficiência, promovendo assim, mais integração e inclusão a esses segmentos da sociedade.
Confira a programação:

Dia 19/09 (terça-feira) 19h – Meire Araujo 20h – Cia. Teatro Lapidarte Dia 20/09 (quarta-feira) 19h – Cia de Teatro Caras do Brasil –OAF Dia 21/09 (quinta-feira) 19h – Carla Mattos 20h – Cia de Teatro Dandhara.


Dois tremores de terra são registrados em cidades do Paraná na madrugada desta segunda-feira (18)


A madrugada desta segunda-feira (18) começou o registro de dois tremores de terra em ao menos duas cidades do Paraná, de acordo com o Centro de Sismologia da USP (Universidade de São Paulo).

O primeiro tremor de magnitude 4,5 na escala Richter ocorreu às 3h16 na cidade de Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba. A profundidade foi de 52 km. Segundo o Corpo de Bombeiros, foi possível sentir o tremor por alguns segundos e muitos moradores também ligaram para a corporação.

Dois minutos depois, foi registrado um tremor com magnitude ainda maior de 5,1 em São Jerônimo da Serra (335 km de Curitiba). A profundidade dele foi de 10 km. Neste segundo caso, a Polícia Militar disse que não deu para sentir a terra tremer. Não há informações de feridos.

Esta não é a primeira vez que tremores são registrados na região. Em janeiro do passado, um abalo sísmico assustou moradores de Londrina (PR) e cancelou o expediente no Fórum Criminal da cidade.

À época, o geólogo José Paulo Pinese, docente da UEL que estuda os tremores, disse que estavam investigando com cautela um possível elo entre estragos na cidade causado pelas chuvas e os abalos.

“O solo de Londrina é de um tipo que pode entrar em colapso, se contraindo quando saturado de água. Um tremor até pode potencializar o colapso do solo, gerando mudanças na superfície, como trincas em construções”, disse Pinese.

Entre dezembro de 2015 e janeiro de 2016, a cidade paranaense registrou 11 microtremores de terra, com magnitude de 1,1 a 1,9 grau na escala Richter.