Ministro do STF sugere que Bolsonaro passe a usar mordaça

As declarações do presidente, Jair Bolsonaro, têm desagradado o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, que sugeriu que o presidente usasse um ‘’aparelho de mordaça’’, segundo o blog de Tales Faria, no UOL. O ministro ainda questionou: ‘’Tempos estranhos. Aonde vamos parar?’’. Em uma de suas declarações, Bolsonaro sugeriu que Fernando Santa … Leia Mais



Sergio Moro pede licença de uma semana “por motivos pessoais”

São Paulo – O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, pediu licença do cargo por uma semana “para tratar de assuntos particulares”. A licença será tirada no período de 15 a 19 de julho e foi autorizada por despacho presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (08). O Ministério da Justiça … Leia Mais



Depois de ser chamado de ‘traidor’, Bolsonaro cede e entra a favor dos policiais na Reforma da Previdência

A Coluna Painel de Daniela Lima na Folha de S.Paulo informa que, chamado de “traidor” por policiais civis e federais, Jair Bolsonaro sucumbiu à pressão e entrou pessoalmente em campo, ainda na tarde desta terça (2), para modificar trecho da reforma da Previdência que muda as regras de aposentadoria das carreiras de segurança mantidas pela União. O presidente falou … Leia Mais


Manifestantes realizam ato pró-Bolsonaro na orla da Barra


Uma manifestação em favor do Presidente da República, Jair Bolsonaro, tomou conta da orla da Barra, em Salvador. Organizado para acontecer neste domingo, 30, o ato foi uma ação conjunta do Movimento Brasil Livre (MBL) com o Levante Nas Ruas.

No ponto de encontro, situado no Farol do Barra, milhares de pessoas com camisas e bandeiras do Brasil se fizeram presente. Como de costume, foi executado o hino nacional antes de começarem a caminhada que se estendeu até o Morro do Cristo. A organização contabilizou aproximadamente 10 mil pessoas.

No ato, um garoto de apenas 11 anos subiu no trio elétrico e pediu a palavra. “Eu vim dizer que nós, verdes e amarelos, não podemos mais tolerar mentiras como Rodrigo Maia e Dias Toffoli. Precisamos ir para frente com nosso ‘mito’, nosso capitão, Paulo Guedes, Sérgio Moro e todo mundo”.

Trios Elétricos

Antes da realização do movimento, houve um boato de que prefeitura não iria autorizar a presença de trios elétricos no entorno do circuito. Em nota divulga, o órgão afirmou que jamais tentou impedir a realização da manifestação e que a mesma é um direito constitucional de livre manifestação. No entanto, em decorrência do espaço organizado para a transmissão dos jogos da Copa América, não pôde ser liberada a autorização do veículo.

“Por uma questão de ordem pública, não foi autorizado o uso de trio elétrico no local, porque, na região, já está instalada a estrutura da Conemebol para a transmissão pública dos jogos, da qual a nossa cidade é uma das sedes. Porém, chegou-se ao entendimento da possibilidade da utilização de um ministério, equipamento que não prejudica a estrutura montada no local”, escreveu a prefeitura.

Próxima manifestação

Na próxima terça-feira, 2 de julho, data da Independência da Bahia, ocorrerá mais uma ato a favor de Jair Bolsonaro, também realizado na Barra. Ainda segundo Felipe Couto, faltam mais pessoas como o presidente na câmara do senado e dos deputados.

“Dia 2 de julho também haverá outra manifestação. Salvador é do povo. Infelizmente, não temos 81 Bolsonaro no senado e 513 na Câmara dos Deputados”, lamentou.

Sob supervisão da repórter Keyla Pereira


Maia diz que saída de Levy do BNDES é “covardia sem precedentes”


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), classificou como “covardia sem precedentes” as saídas de Joaquim Levy e do advogado Marcos Barbosa Pinto da presidência e direção do BNDES, respectivamente.

“Uma pena o Brasil ter perdido dois nomes como os do advogado e do Levy. Acho uma covardia sem precedentes”, disse Maiana na manhã desta segunda-feira (17), durante participação no Fórum BandNews, em São Paulo.

Ainda de acordo com ele, com a saída de Levy da presidência do BNDES, é atribuição do ministro da Economia, Paulo Guedes, controlar a situação. “Quem tem que segurar firme é quem nomeou e foi o ministro”, disse,

O ex-ministro da Fazenda de Dilma Rousseff enviou neste domingo (16) a Paulo Guedes sua carta de demissão do cargo. A atitude foi tomada um dia após o presidente Jair Bolsonaro ter dito em entrevista coletiva que o presidente do BNDES estava com a “cabeça a prêmio”. Bolsonaro cobrava a demissão de Marcos Pinto, diretor de Mercado de Capitais do banco, o que Levy não fez.

Por: Marcelo Camargo/ Agência Brasil


Após nova divulgação de conversa, defesa de Lula define atuação de Moro como “estarrecedora”


Para a defesa do ex-presidente Lula, condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, a nova conversa vazada entre o ex-juiz Sérgio Moro e procuradores da Républica é “estarrecedor”.

“É estarrecedor constatar que o juiz da causa, após auxiliar os procuradores da Lava Jato a construir uma acusação artificial contra Lula, os tenha orientado a desconstruir a atuação da defesa técnica do ex-Presidente e a própria defesa pessoal por ele realizada durante seu interrogatório”, diz um trecho da nota, divulgada neste sábado (15).

Na sexta parte da série de reportagens do site The Intercept Brasil, é revelado que o então juiz orientou o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima a editar uma nota para expor supostas contradições do depoimento de Lula.

“[… Para além de afastar qualquer dúvida de que o ex-juiz Sérgio Moro jamais teve um olhar imparcial em relação a Lula, mostram o patrocínio estatal de uma perseguição pessoal e profissional, respectivamente, ao ex-Presidente e aos advogados por ele constituídos”, escreveu a defesa, em outro trecho da nota.

Confira abaixo o texto da defesa de Lula na íntegra:

É estarrecedor constatar que o juiz da causa, após auxiliar os procuradores da Lava Jato a construir uma acusação artificial contra Lula, os tenha orientado a desconstruir a atuação da defesa técnica do ex-Presidente e a própria defesa pessoal por ele realizada durante seu interrogatório (10/05/2017). As novas mensagens reveladas ontem (14/06/2019) pelo “The Intercept”, para além de afastar qualquer dúvida de que o ex-juiz Sérgio Moro jamais teve um olhar imparcial em relação a Lula, mostram o patrocínio estatal de uma perseguição pessoal e profissional, respectivamente, ao ex-Presidente e aos advogados por ele constituídos.

É inimaginável dentro de um Estado de Direito que o Estado-juiz e o Estado-acusador se unam em um bloco monolítico para atacar o acusado e seus advogados com o objetivo de impor condenações a pessoa que sabem não ter praticado qualquer crime.

É repugnante, ainda, constatar que a campanha midiática ocorrida em maio de 2017 objetivando atacar a memória de D. Marisa Letícia Lula da Silva tenha sido tramada pela Lava Jato, como também revelam as mensagens do “The Intercept”.

Tais fatos, públicos e notórios, reforçam o que sempre defendemos nos processos e no comunicado encaminhado em julho de 2016 ao Comitê de Direitos Humanos da ONU: Lula é vítima de “lawfare” e o ataque aos seus advogados é uma das táticas utilizadas para essa prática nefasta.

Por: Redação BNews


Bolsonaro: sem crédito suplementar, pagamento de BPC será suspenso


O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (8) que, sem a aprovação pelo Congresso Nacional do projeto de crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões (PLN 4/19), o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC), destinado a idosos de baixa renda e pessoas com deficiência, terá que ser suspenso dia 25 deste mês.

“Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso, teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, Pronaf [Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar], Plano Safra…”, escreveu na sua conta no Twitter.

Bolsonaro acrescentou que acredita “na costumeira responsabilidade e patriotismo dos deputados e senadores na aprovação urgente da matéria”.

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

– Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, PRONAF, Plano Safra…

16,2 mil pessoas estão falando sobre isso

Na última quarta-feira (5), depois de fracassar a tentativa para um acordo sobre o parecer do deputado Hildo Rocha (MDB-MA) ao projeto de crédito suplementar, o presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senador Marcelo Castro (MDB-PI), suspendeu até a próxima terça-feira (11) a discussão do assunto no colegiado.

Segundo a equipe econômica do  governo, a autorização do Congresso para esse crédito extra é fundamental para garantir o pagamento de subsídios e benefícios assistenciais sem descumprir a chamada regra de ouro, que impede a emissão de dívida para pagar despesas correntes, como salários.

O governo tem pressa para ver a proposta aprovada. A expectativa do secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, é de que o Congresso vote a matéria até o dia 15 de junho, caso contrário o Plano Safra 2019/2020 também será afetado, uma vez que, sem crédito garantido, não pode sequer ser anunciado.

Agencia Brasil.


Deputado protocola projeto de lei “Neymar da Penha”


Foi protocolado nesta quinta-feira (6) pelo deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) um projeto de lei que agrava a pena por falsa denúncia de crime sexual.

De acordo com informações do jornal o Estado de São Paulo, a medida foi proposta tendo como referência a falsa denúncia de estupro envolvendo o jogador Neymar.

O projeto foi batizado pelos internautas, nas redes sociais como “Neymar da Penha”, em referência à Lei Maria da Penha, que aborda a violência contra a mulher.

Caso aprovado, as pessoas que fizerem acusações falsas sobre crime de estupro terão a pena aumentada em até um terço.