Arquivos com vírus podem circular pelo WhatsApp; veja como se proteger

A empresa de segurança ESET anunciou na última terça-feira (01) que arquivos trocados pelo WhatsApp podem contem vírus, ao menos quando é utilizado em navegadores. Os malwares podem causar mais danos no PC “quando uma pessoa faz o download de um arquivo infectado”, diz o especialista Camillo Di Jorge. Já nos smartphones, o risco de … Leia Mais


Aparelho rastreia objetos através do Smartphone

Alguma vez você já passou pela situação de ter estacionado o carro e depois esquecer onde o deixou? Isso acontece com todo mundo: achar uma vaga o mais rápido possível porque está atrasado, e na hora de ir embora você não lembra mais onde o carro está. Ou talvez alguma vez que você já estava … Leia Mais


WhatsApp vai parar de funcionar em alguns celulares; saiba quais

Assim como acontece com outros aplicativos, o WhatsApp vai deixar de funcionar em alguns modelos antigos de celulares. A partir do dia 30 de junho, os smartphones BlackBerry, BlackBerry 10, Nokia S40 e Nokia Symbian S60 não terão mais acesso ao app de mensagens. Você tem algum destes equipamentos? Calma! Há uma luz no fim … Leia Mais


Ferramenta tecnológica permitirá transferir recursos e pagar contas por rede social


Uma tecnologia pioneira desenvolvida no Brasil pretende dar agilidade e segurança a quem precisar transferir recursos para a conta bancária de terceiros. Dentro de uma semana, o Banco do Brasil (BB) lançará uma ferramenta de envio de dados bancários por meio de códigos QR (desenhos com informações que podem ser lidas por câmeras fotográficas) e de redes sociais, facilitando a divisão de contas em bares e restaurantes.

Batizada de “Pagar ou Receber”, a novidade foi apresentada pelo banco no Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras, organizado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Inicialmente disponível em versão beta (de teste), a ferramenta será liberada a todos os correntistas do banco em até 30 dias.

Por meio da solução tecnológica, o cliente que pretende receber os recursos entra no aplicativo do banco e informa o valor e a data da transação. O sistema gerará um código QR que pode ser fotografado por quem vai fazer o pagamento. Basta o destinatário digitar a senha da conta-corrente e confirmar a transferência.

Caso as duas pessoas estejam longe, o recebedor do dinheiro fará o mesmo procedimento. No entanto, em vez de o aplicativo gerar um código QR, gerará um link criptografado (protegido de invasões), que pode ser enviado ao pagante por SMS, aplicativo de mensagens ou redes sociais. Ao abrir o link, a pessoa que fará a transferência novamente digitará a senha e confirmar a operação.

A solução elimina a necessidade de o recebedor dos recursos escrever os dados bancários em pedaços de papel ou, na pressa, passar informações erradas sobre a própria conta. Por enquanto, a ferramenta só poderá ser usada em transferências entre contas do Banco do Brasil.

“Numa mesa de bar, o cliente poderá entrar no aplicativo e gerar um código QR em vez de passar o número da conta num guardanapo. Quem tiver conta no mesmo banco, basta abrir o aplicativo e fotografar a tela do celular do amigo para fazer a transferência”, detalha o diretor de Negócios Digitais do Banco do Brasil, Marco Mastroeni.

No caso do envio de links, o diretor do BB garante que a ferramenta é totalmente segura e impede o acesso aos dados bancários, mesmo que terceiros acessem o endereço eletrônico. “Mesmo se o link for parar em mãos erradas, somente o cliente conseguirá abri-lo. Tudo é feito com toda a segurança. A emissão e a recepção das informações são feitas em ambientes do banco e não passam por redes externas”, explica.

Algumas redes sociais, como o Facebook, permitem transferências de valores por meio da ferramenta de mensagens. No entanto, nos moldes desenvolvidos pelo Banco do Brasil, Mastroeni assegura que a tecnologia é pioneira no mundo.

“Lá, a operação parte de quem faz a transferência e só pode ser feita numa única rede social, que é o Facebook. Na nossa ferramenta, quem vai receber os recursos envia os dados criptografados para quem vai pagar por meio de qualquer rede social”, esclareceu o diretor.

* Bocão News


China inaugura usina solar capaz de abastecer 15 mil casas


A China anunciou o funcionamento da usina solar flutuante instalada num lago de uma mina de carvão desativada em Huainan, na província de Anhui. A usina tem capacidade instalada de 40 MW, energia suficiente para abastecer uma cidade com 15 mil residências.

De acordo com O Globo, essa é a maior usina solar flutuante do mundo. Em comunicado, a companhia responsável pelo equipamento explicou que a instalação num lago com água mineralizada reduz a demanda por terra, otimizando a produção de energia por causa da capacidade de resfriamento da superfície.

A China já possui experiência com produção de energia limpa. Ano passado, uma outra usina semelhante já havia sido inaugurada e o país também abriga o Parque Solar Longyangxia Dam, numa área de 25 quilômetros quadrados, considerado o maior do mundo.

Até 2020, o país pretende reduzir em mais de um terço os preços de equipamentos usados em projetos de usinas solares, para tornar esse tipo de geração de energia competitiva com o carvão.


Transmissões ao vivo: Facebook anuncia novos recursos


O Facebook anunciou nesta terça-feira (23) que a transmissão de vídeos ao vivo passará a contar com dois novos recursos em breve. Um deles vai permitir que o usuário que está fazendo a transmissão converse com os seus amigos durante a exibição do vídeo. E o outro vai além… Os amigos poderão participar da transmissão, em uma espécie de videoconferência.

O “Live With”, como é chamada a interação de amigos no vídeo, já está está disponível para os perfis e páginas que utilizam o sistema operacional iOS.

Ainda sem data definida para lançamento a todos os usuários, as novidades estão em fase de teste, mas o Facebook garante que as funcionalidades estarão disponíveis em breve


Bateria que carrega em 5 minutos começará a ser produzida em grande escala


Mais lançamento tecnológico será lançado nos próximos meses. Uma bateria que pode ser recarregada por completo em apenas 5 minutos deverá começar a ser produzida em grande escala no início de 2018.

De acordo com o portal de noticias G1, a “FlashBattery” foi apresentada pela primeira vez em 2015, durante uma demonstração da novidade na CES Tech Show, em Las Vegas (EUA).

O cientista Doron Myersdorf afirmou que um projeto-piloto já está em desenvolvimento em duas fabricantes asiáticas de baterias.
A tecnologia por trás da bateria envolve nanomateriais – estruturas minúsculas e compostos orgânicos não nomeados.


Físicos criam fluido com “massa negativa”, que acelera contra a pessoa quando empurrado


A descoberta desafia a Segunda Lei de Newton, conhecida como o Princípio Fundamental da Dinâmica, segundo a qual, quando empurrado, o objeto se acelera na mesma direção que a força aplicada nele.

Mas, em teoria, a matéria pode ter massa negativa, da mesma forma que uma carga elétrica pode ser positiva ou negativa.

O fenômeno foi descrito na publicação científica Physical Review Letters.

Uma equipe de cientistas, liderada por Peter Engels, da Washington State University (WSU), esfriou átomos de rubídio a uma temperatura pouco acima do zero absoluto (perto de -273ºC), gerando o que é conhecido como Condensado de Bose-Einstein.

Nesse estado da matéria, as partículas se comportam como ondas, se movem de forma extremamente lenta, conforme previsto pela mecânica quântica.

Elas também se sincronizam e se movimentam juntas no que é conhecido como superfluido, que flui sem perder energia.