BOMBA: Secretário de Habitação afirma que pessoas receberam pagamentos para facilitar a entrega de imóveis em Simões Filho


O Secretário de Habitação João Leal, voltou a fazer declarações polêmicas acerca dos empreendimentos do Programa Habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV) em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

De acordo com o chefe da pasta, na época de implantação dos imóveis, foram utilizados critérios que não são os previstos pela lei, que dificultam a continuação do processo. Além disso, para João, existem articulações políticas por trás do programa.

“Se fossem cumpridas as leis e as portarias, as coisas seriam muito mais fácies. Mas, a gente entende que tem um cunho político muito grande por trás desses programas sociais. E, por haver esse cunho político, muitas vezes as coisas não são feitas conforme está na lei”, declarou ele.

João explicou ainda que a portaria de nº518, que dispõe sobre os equipamentos públicos necessários para a sobrevivência humana, foi descumprida, tendo em vista que solicita a implantação de posto médico e escola creche dentro de condomínios com mais de 500 unidades ou em até o raio de 1KM de distância. “Acontece que em alguns conjuntos eles colocaram 486 unidades pra fugir desta responsabilidade”, disse ele.

O secretário chegou a fazer uma revelação um tanto quanto espantosa. Ele afirmou que algumas pessoas pagavam para ter garantia de recebimento dos apartamentos, porém, nem sempre a manobra dava certo.

“O povo foi se iludindo e comprando facilidades. Porque muita gente, na esperança de ter sua casa própria, querendo fugir do sorteio, buscava facilidades e pagava por isso. Só que a facilidade nem sempre acontecia de acordo com as expectativas e até hoje nós sofremos com esse problema”.

O ex-vereador afirmou que um grupo de pessoas vendia facilidades em troca das chaves e que ainda hoje a secretaria recebe denúncias deste tipo de ocorrências. “Eles vendiam facilidades, prometendo chaves de imóveis, vinculando a valores. Mas, todo mundo sabe que isso não existe. Não existe essa questão de dizer eu vou lhe dar tanto e você vai me dar um carro. Eu nunca vi nada fácil na minha vida”, salientou.

Leal declarou também que está encontrando dificuldades para a liberação de recursos que possibilitariam a construção de novos empreendimentos em Simões Filho e disse que o prefeito Diógenes Tolentino irá se reunir na tarde desta quarta-feira (13) com todos os síndicos dos imóveis hoje habitados, para ouvir as principais demandas e reivindicações.

As informações são do radialista Roque Santos, durante o Programa Bahia No Ar, transmitido pela Rádio Sucesso FM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *