Após ameaças, efetivo de 600 policiais irá reforçar a segurança em Salvador e Região Metropolitana


Um efetivo de mais 600 policiais militares passará a reforçar a segurança nas ruas da capital baiana e de cidades da região metropolitana (RMS) a partir desta sexta-feira (11). A decisão foi tomada após um ônibus ser incendiado nas imediações do Centro de Convenções de Salvador, e um suposto toque de recolher na Avenida Jorge Amado, que dá acesso aos bairros do Imbuí e Boca do Rio, assustar moradores destas localidades.

A informação foi divulgada, no final tarde, pelo titular da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Maurício Teles Barbosa, durante reunião com a imprensa. O encontro foi realizado no Centro de Operações e Inteligência (COI), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Na ocasião, Barbosa informou que a polícia está executando ações para tentar identificar suspeitos dentro e fora dos presídios que seriam responsáveis pelos ataques. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, e representantes da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) também participaram da reunião.

Ainda segundo a polícia, a ação de represália acontece em detrimento da morte do chefe de uma facção criminosa, na última quarta-feira (09), na via Parafuso, entre os municípios de Camaçari e Simões Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *