Ação contra descumprimento de decreto termina em confusão e pessoas detidas em Simões Filho


Diante da pandemia do novo coronavírus, pelo planeta terra, o Governo municipal tem adotado medidas para prevenir e conter o covid-19, bem como tratar as pessoas que tenha sido ou não, contaminadas. Para evitar isso, medidas necessárias estão sendo tomadas.

O prefeito de Simões Filho, Diógenes Tolentino, “Dinha”, pediu na tarde do último domingo (22), através das redes sociais (Live), para a população simõesfilhense “ficar em casa”. O gestor público relatou que há uma previsão da ampliação do surto do Coronavírus nos próximos dias.

Além de alertar a população sobre uns possíveis dias (sombrios), o líder maior disse que há uma previsão do aumento brutal nas próximas semanas do Coronavírus. Ainda com um tom de preocupação, Dinha disse que ao andar pela cidade viu pessoas jogando dominó, baralho e foi cuidadoso em aconselhar: “Evite isso”.

Mesmo com os alertas, não só Municipal, mas mundial, diversas pessoas não estão seguindo arrisca o que é bom para sim ou para os outros, por causa disso, na noite deste domingo, a policia militar revelou através de nota, que por volta das 19h20, agentes da 22ª CIPM, que atuavam em apoio a guarda municipal e prepostos da secretaria de meio ambiente da prefeitura, realizavam uma operação de conscientização das pessoas e fechamento de estabelecimentos que estivessem em desacordo ao decreto municipal com normas de conduta no combate ao coronavirus ( aglomeração de pessoas).

Segundo informações da PM, ao chegar a um estabelecimento onde havia grande aglomeração de pessoas, na localidade do bairro de Ponto Parada, foram recebidos de forma hostil, com xingamentos e incitação às demais pessoas contra os prepostos da operação.

Na confusão, a policia disse que por causa do desacato, desobediência, agressão, e ameaça a saúde pública, fez-se necessário o uso de força para conter e conduzir os indivíduos, onde foram apresentados a 22ªDT para adoção das medidas cartorárias cabíveis.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *